Política Nacional

“Impeachment não pode ser a bandeira de um candidato”, diz Baleia Rossi

Publicados

em

 

 

source
Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)
Reprodução/Youtube

Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)

O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), candidato à presidência da Câmara , disse nesta segunda-feira (25) que sua bandeira de campanha ao comando da Casa não é o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e que o mais importante agora é “ter estabilidade e fazer a reforma econômica”.

O que está em jogo é o futuro do Brasil. É isso que está em jogo. É quem vai comandar a Câmara. Eu vou honrar a Constituição. É atribuição do presidente da Câmara analisar os pedidos de afastamento, mas não quero fazer do impeachment a bandeira da minha campanha”, afirmou Baleia em entrevista ao programa Roda Viva .

Em pouco mais de dois anos de governo, foram protocolados 62 pedidos de impeachment contra Bolsonaro na Câmara, o que dá uma média de dois por mês. De acordo com um levantamento da Secretaria-Geral da Mesa, cinco foram arquivados e os demais estão todos “em análise”. Esse status, no entanto, é apenas protocolar e o avanço dos pedidos depende do aval do presidente da Câmara.

Leia Também:  Em plena fase de implantação, abrigos para passageiros já são alvo de vandalismo em Cachoeiro

Você viu?

“Eu vou analisar [o impeachment], mas confesso conheço que não conheço todos os pedidos. Não tive acesso a eles, mas meu compromisso é analisar cada um deles. Esse é meu comprometimento com os partidos que formam a frente ampla”, disse o candidato à presidência da Câmara.

Neste final de semana começaram a surgir manifestações de rua pedindo o impeachment de Bolsonaro. A principal motivação é a forma que o governo federal tem lidado com o combate à Covid-19, dificultando a aquisição de vacinas e insumos para a produção a produção de doses e a falta de atuação, por parte do Ministério da Saúde, para evitar o colapso do sistema de saúde em Manaus.

No sábado (23), a organização foi dos movimentos de esquerda Frente Brasil Popular e da Frente Povo Sem Medo. Já no domingo (24) foi a vez da mobilização de grupos de direita, o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem Pra Rua. Nos dois casos os protestos foram feitos por meio de carreatas para evitar contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Leia Também:  Tombo da Petrobras tem muito a ensinar aos pequenos investidores

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Bolsonaro: “Estatal, seja qual for, tem que ter uma visão social”

Publicados

em


source

Em solenidade realizado nesta quinta-feira (25)na Usina Hidrelétrica de Itaipú, em Foz do Iguacú-PR, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que não admitirá um presidente de estatal que não tenha uma “visão social”.

Nas palavras de Bolsonaro, “uma estatal, seja ela qual for, tem que ter uma visão de social. Não podemos admitir uma estatal com um presidente que não tenha essa visão.”

*Mais informações em instantes

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Bolsonaro: "Estatal, seja qual for, tem que ter uma visão social"
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA