Carros e Motos

iG Carros Podcast: como modelos novos deixam seminovos e usados mais caros?

Publicados

em


source
Conheça novas maneiras para comprar e vender durante a pandemia do novo coronavírus
Reprodução

Conheça novas maneiras para comprar e vender durante a pandemia do novo coronavírus

A Fenauto (Federação Nacional dos Revendedores de Veículos Automotores) divulgou que as vendas de veículos seminovos e usados tiveram aumento de 15,9% em fevereiro de 2021, na comparação com o mesmo período de 2020. O mais interessante é que este crescimento acontece em um momento de encarecimento dos veículos de segunda mão.

A variação nos preços de alguns automóveis foi de 6% em dezembro de 2020, segundo o Monitor de Variação da Kelley Blue Book (KBB Brasil), empresa especializada na precificação de veículos novos e usados .

Mas por que a categoria está tão em alta nos últimos anos, sendo ainda mais impulsionada pela pandemia de Covid-19? Este é o assunto do terceiro episódio do podcast do iG Carros :

A KBB Brasil aponta que o comportamento dos preços dos carros usados em dezembro de 2020 foi pautado pelo equilíbrio entre a oferta e demanda entre novos e seminovos. “Embora o mercado de carros novos tenha encerrado 2020 em recuperação, o saldo do ano demonstra que a venda de veículos zero quilômetro teve uma queda de 26,6% no ano passado, ante o resultado de 2019”, diz a empresa. 

Leia Também:  Primeiro Mercedes SL com motor V8 completa 50 anos de história


Você viu?

A empresa também divulgou que que carros zero quilômetro foram menos impactados pela alta dos preços em dezembro do ano passado. Segundo os analistas, o poder de influência do aumento atípico dos custos de produção – como a cotação do dólar e as limitações sanitárias da pandemia de Covid-19 – está incidindo com menos força do que nos meses anteriores. A variação dos preços médios observados pela KBB para carros zero quilômetro foi de 0,51%.

Entre os seminovos e usados, o comportamento de dezembro de 2020 apontou tendência forte de alta. Modelos com até três anos de uso tiveram acréscimo médio de preço de 2% a 4%, segundo a KBB. Entre os usados com 4 a 10 anos de idade, os modelos 2012 tiveram aumento médio de 6,31%, seguidos pelos modelos 2010 (5,74%), 2011 (5,11%) e 2013 (4,84%). Veja as nossas recomendações de veículos seminovos , para diversos gostos e bolsos:


Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Kawasaki estuda lançar Ninja 700R em 2022, baseada na ZX-10R

Publicados

em


source
Kasawaki ZX-10R da linha 2021 deverá servir de inspiração para a nova 700R que poderá chegar no ano que vem
Divulgação

Kasawaki ZX-10R da linha 2021 deverá servir de inspiração para a nova 700R que poderá chegar no ano que vem

A Kawasaki trabalha com a hipótese de lançar a Ninja 700R tomando como base da ZX-10R, o que daria mais força para a marca no segmento de modelos médios, como as rivais Yamaha YZF-R7 e Aprillia RS660. Com estilo arrojado, o novo rebento deverá ter subchassi e freios Nissin herdados da Ninja 650.

O motor de 700 cc da nova Kawasaki Ninja que tem chances de surgir em breve deverá ter em torno de 100 cv, de dois cilindros, para brigar em uma fatia de mercado que promete crescer rapidamente, assim como a das picapes intermediárias entre os carros, no terreno onde a Fiat Toro lidera, mas tem vários novos rivais para chegar.

Leia Também:  Descubra como são produzidas as cores para a repintura automotiva

Principalmente a parte traseira da nova Kawasaki 700R deverá se inpirar nas linhas da ZX-10R , da qual também deverá tirar ideias para os desenhos do tanque e do sistema de escapamento para ajudar a tirar a Aprillia RS 660 da liderança de vendas no mercado. Porém, a marca japonesa terá que investir na parte eletrônica para poder ser competitiva a partir do ano que vem, quando deverá lançar a Ninja 700R.

Entre outros itens, a nova Kawasaki Ninja 700R também deverá ter garfo invertido Showa que pode ser ajustado em várias posições e iliminação apenas por LED, tanto na lanterna quanto no farol e nos piscas deixando de lado as lâmpadas convencionais. Para brigar com a líder da Aprillia a novidade da marca japonesa terá que pesar em redor de 190 kg.

De qualquer forma, resta apenas aguardar os desenrolar os acontecimentos para ver se realmente a Kawasaki irá lançar a Ninja 700R e entrar na disputa por um lugar ao sol no segmento do qual também vai fazer parte da Yamaha YZF-R7 .

Leia Também:  Desconto em multa de trânsito passa a ser obrigatório
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA