Estado

Idaf registra primeira agroindústria de 2021 em Ibitirama

Publicados

em

 

Uma queijaria de Ibitirama foi o primeiro estabelecimento de 2021 registrado junto ao Serviço de Inspeção Agroindustrial de Pequeno Porte (Siapp) do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf). A entrega do certificado de registro foi realizada na última sexta-feira (08), por meio de videoconferência.

De acordo com o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, a regularização desses estabelecimentos confere a oportunidade de ampliação da renda, com maior disponibilidade de locais de comercialização. “Com o registro junto ao Siapp, eles podem expandir a venda desses produtos para todo o Estado, atendendo às exigências higiênico-sanitárias legalmente exigidas”, disse Louzada.

Estabelecimentos

A Queijaria Casarão, que recebeu o registro, produz queijo minas frescal, minas padrão, requeijão, requeijão cremoso e muçarela.

Para o responsável pelo estabelecimento, Aimar Rosa, o registro foi importante para novas oportunidades. “Junto com o Idaf, conseguimos a realização de um sonho. O Siapp nos permitiu melhorar a qualidade dos nossos produtos, além de abrir as portas para comercializarmos em todo o estado. A orientação da equipe do Idaf foi essencial para isso. É muito gratificante saber que estamos trabalhando da maneira correta para o bem de nossos consumidores”, contou.

Leia Também:  Covid-19: Lares de idosos de Cachoeiro já foram atendidos com 1ª dose da vacina

Segundo a subgerente de Registro e Fiscalização de Agroindústria do Idaf, Karen Teixeira Poltronieri, a inclusão anterior a da Queijaria Casarão, foi a do “Dos Anjos Defumados e Embutidos”, em Muniz Freire. Um estabelecimento de produtos de abelhas, de Jaguaré, e outro de leite e derivados, de Rio Novo do Sul, também estão na fase final do processo de registro, aguardando o resultado de análises laboratoriais.

Para mais informações sobre o Siapp, acesse: https://idaf.es.gov.br/siapp.

Texto: Francine Castro

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Idaf
Francine Castro/ Rafaely Lyra Walter
(27) 3636-3774 / (27) 99946-7504
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Operação de combate ao desmatamento ilegal continua em Santa Teresa

Publicados

em


Equipes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) realizaram, nos dias 13 e 20 de janeiro, a fiscalização em solo dos pontos mapeados em Santa Teresa, a partir do sobrevoo para identificar possíveis irregularidades ambientais.

O sobrevoo foi realizado em dezembro do ano passado, com o apoio do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar – Espírito Santo (NOTaer), tendo sido identificados 38 pontos para averiguação de infrações, como queimadas, supressão irregular de vegetação, terraplanagens em Áreas de Preservação Permanente (APPs) e fracionamento de imóveis rurais abaixo da parcela mínima permitida por lei.   

De acordo com o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, o Instituto tem atuado de forma constante, de modo a minimizar os crimes ambientais. “É um trabalho desafiador e que requer atenção máxima. Com o sobrevoo e as imagens de satélites de alta resolução do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), temos a possibilidade de proceder as verificações. Mas também é importante o apoio da população, acionando o Disque-Denúncias 181, de modo que essas ações não fiquem impunes”, disse Louzada.

Leia Também:  Operação de combate ao desmatamento ilegal continua em Santa Teresa

Operação 

Segundo o gerente de Licenciamento e Controle Florestal do Idaf, Fabricio Zanzarini, após o sobrevoo foi elaborado um relatório, com informações sobre os responsáveis pelas áreas. Foram verificados desmates em 14 pontos, sendo dois já com loteamentos e outros com terraplanagem. Em 11 pontos foram detectados terraplanagem, sendo quatro com loteamentos em implantação e outros com indícios. Em sete pontos, foi verificado o preparo do solo para cultivo agrícola, onde, provavelmente, não há infração. 

De acordo com o gerente do Escritório do Idaf em Santa Teresa, Fabrício Fardin, todos os proprietários das áreas já foram identificados.  “Vamos entregar um relatório à Prefeitura de Santa Teresa, que é responsável pelo ordenamento do uso e da ocupação do solo, e pelo licenciamento dos loteamentos, para tomar as devidas providências que cabem ao município. O Idaf, nos próximos dias, estará aplicando as penalidades cabíveis. As vistorias ocorridas nessas duas datas resultaram em 21 áreas embargadas para recuperação da vegetação”, conta Fardin.

Texto: Francine Castro e Rafaely Lyra

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Idaf
Francine Castro/ Rafaely Lyra Walter
(27) 3636-3774 / (27) 99237-5308
[email protected]

Leia Também:  Setur debate soluções para crise com trade turístico de Guarapari
Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA