Tecnologia

Huawei se mantém em 2º lugar na venda de celulares; Xiaomi ultrapassa Apple

Publicados

em


source
huawei
Unsplash/Omid Armin

Huawei continua em segundo lugar de vendas globais

A chinesa Huawei driblou a  guerra com os Estados Unidos  e se manteve em segundo lugar na lista de fabricantes que mais venderam celulares no mundo no terceiro trimestre de 2020, de acordo com análise divulgada pela empresa de consultoria Gartner. A sul-coreana Samsung também se manteve em primeiro lugar.

As terceira e quarta posições, porém, tiveram uma inversão. Desta vez, a Xiaomi ultrapassou a Apple e ficou em terceiro lugar, deixando a maçã em quarto. Em quinto lugar está a chinesa OPPO .

Entre julho e setembro, a Samsung deteve 22% do mercado de smartphones , vendendo 80,8 milhões de unidades. Em comparação com o mesmo período de 2019, a fabricante aumentou suas vendas em 2,2%.

Leia Também:  Brincando, crianças descobrem falha no Linux que permite ataque hacker

Já a Huawei viu seus números caírem em 21,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Mesmo assim, a marca conseguiu se manter na segunda posição, detendo 16,9% do mercado ao vender 51,8 milhões de celulares.

Para ultrapassar a Apple e tomar o terceiro lugar, a Xiaomi foi a fabricante que mais cresceu, com aumento de 34,9% entre o terceiro trimestre de 2019 e o de 2020. Já a americana teve queda de 0,6% no período. A expectativa, porém, é de que, com o lançamento da linha iPhone 12 , a Apple volte à terceira posição no quarto trimestre deste ano.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Bug no Windows 10 permite que HD seja corrompido só de olhar para a tela

Publicados

em


source
windows 10
Unsplash/Tadas Sar

Windows 10 tem bug que torna ataque hakcer fácil

Uma falha no mínimo peculiar existe no Windows 10 há pelo menos três anos. O bug foi reportado pelo pesquisador Jonas L, que percebeu que um comando malicioso pode ser disfarçado de qualquer ícone no sistema operacional, e é ativado simplesmente ao ser visualizado pelo usuário. Quando isso acontece, o código corrompe o HD ou SSD da máquina.

Depois que Jonas divulgou a falhaem seu perfil no Twitter, ela foi confirmada por Will Dormann, analista de vulnerabilidades do Centro de Coordenação CERT.

De acordo com o especialista, a falha é fácil de ser explorada como um ataque. Para isso, bastava que o criminoso crie um ícone e o envie em um arquivo ZIP. Ao extrair o documento, a vítima coloca a imagem na tela, o que é sufciente para iniciar o processo de corrupção da unidade de armazenamento do computador .

Você viu?

Ao portal The Verge, a Microsoft disse que vai corrigir o erro. “Estamos cientes desse problema e forneceremos uma atualização em uma compilação futura. O uso dessa técnica depende de engenharia social e, como sempre, incentivamos nossos clientes a praticar bons hábitos de computação online, incluindo tomar cuidado ao abrir arquivos desconhecidos ou aceitar transferências de arquivos”, afirmou um porta-voz da emprea.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA