Carros e Motos

Honda ZR-V 2023 estreia no Japão; no Brasil chega em 2023

Publicados

em


Honda ZR-V
Divulgação

Honda ZR-V

A Honda está preparando mais um lançamento para o mercado brasileiro com o ZR-V que por aqui o pequeno crossover baterá de frente com o polêmico Toyota Corolla Cros s cuja versão brasileira traz elementos próprios diferentes de outros países como o Japão e EUA, por exemplo.

Mas vamos ao foco da matéria. A Honda diz que o novo HR-V foi desenvolvido especialmente para a América do Norte, mas o ZR-V revelado recentemente no Japão é quase idêntico. O ‘ Z R unabout V ehicle’  já foi introduzido na China, onde parece quase o mesmo.

Também será lançado na Europa no próximo ano para se encaixar entre o HR-V específico do mercado e o CR-V de próxima geração que foi revelado a pouco tempo nos EUA. Aliás, nesse mercado, o Honda ZR-V ocupará o lugar do HR-V, apenas preservando o nome do SUV compacto.

Leia Também:  VW Virtus renovado é lançado na Índia antes de chegar ao Brasil

A versão asiática tem algumas diferenças em relação ao estadunidense. A começar pela mais notória, a grade tem certa semelhança com o Maserati Grecale Trofeo . O para-choque dianteiro também traz diferenças no desenho e as luzes de seta só existem no modelo norte-americano. Na traseira, sistema de escape duplo com acabamentos dá um ar esportivo ao crossover.

Comparado com o HR-V de especificação americana, enquanto este é alimentado exclusivamente por um motor a gasolina de 2,0 litros que produz 158 cv e 19,07 kgfm de torque, o ZR-V com especificação JDM recebe a configuração híbrida do Civic e:HEV .

É o carro mostrado nesta matéria, daí os logotipos azuis da Honda e um emblema e:HEV na porta traseira. Alternativamente, o crossover compacto também será oferecido com uma unidade a gasolina d e 1,5 litro , e ambos terão AWD na Terra do Sol Nascente.

O início da comercialização deste interessante ZR-V para o mercado japonês começará no final deste ano, enquanto para o mercado europeu será necessário aguardar pelo menos o primeiro semestre de 2023. Na Europa, o SUV será vendido só motor eletrificado. 

Leia Também:  Engenheira transforma seu Fusca 72 em um carro 100% elétrico

Por aqui, apesar de não ter confirmação oficial, espera-se uma versão a combustão e uma opção eletrificadda, assim como acontece com o seu rival Corolla Cross. Seja como for, só saberemos Aqui no Brasil, apenas no ano que vem,em uma etapa próxima ao lançamento. 

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carros e Motos

Veja uma coletânea de histórias envolvendo o Jeep Grand Cherokee

Publicados

em

Jeep Grand Cherokee 2011 sobe no palco do Javits Center, em Nova York (EUA), durante apresentação do modelo
Divulgação

Jeep Grand Cherokee 2011 sobe no palco do Javits Center, em Nova York (EUA), durante apresentação do modelo

A criação da fama de um veículo sempre foi um espetáculo à parte. Fazendo um mergulho em fatos da história do Jeep Grand Cherokee é possível entender porque ele é reconhecido como um poderoso SUV. No ano de 2011, por exemplo, eu pude participar da conferência de lançamento do SUV, totalmente renovado.

O evento foi no Javits Center, um grande e famoso centro de convenção em Manhattan, Nova York. Um exemplar prata do Jeep Grand Cherokee veio rodando e subiu, como um astro, as escadas até o palco.

Foi criada toda uma estrutura para suportar os 2,1 mil kg e o 268 cv do modelo. A subida foi facilmente completada e a proposta foi mostrar indoor o funcionamento da suspensão a ar, das rodas independentes e molas helicoidais.

Leia Também:  GWM investe R$ 10 bilhões em redes de recarga elétrica até 2023

Há 44 anos, o nome Cherokee praticamente se tornou uma marca própria. Entretanto, no ano passado, o chefe da Nação Cherokee afirmou que deseja que modelo da Jeep deixe de usar o nome de sua tribo.

A Stellantis , atual dona da marca, afirmou que “o nome foi escolhido cuidadosamente e cultivado durante anos para homenagear o povo nativo americano por sua bravura”.

Outro ponto interessante é que o Grand Cherokee passou sob a direção de grupos distintos. Além da Stellantis, que de quem herdou o nome Jeep, foi administrado pelas marcas Chrysler (montadora original) e Daimler .

Voltando ao presente, a Jeep confirmou que seu próximo lançamento no Brasil será o novo Jeep Grand Cherokee 4xe. Ele tem um sistema híbrido plug-in com uma potência combinada (gasolina e elétrico) de 380 cv e um consumo médio de 23,7 km/l.

Nada mau, mas o preço deve ser superior a R$ 400 mil. Um modelo para poucos mas, com a versão híbrida , representa mais um capítulo da série de histórias do Grand Cherokee .

Leia Também:  Engenheira transforma seu Fusca 72 em um carro 100% elétrico

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA