Agronegócio

Há 44 anos no mercado, Servi seringas participa da Exposul Rural pela primeira vez

Publicado em

Aparelhos veterinários

A empresa, genuinamente de Cachoeiro de Itapemirim ES, é especializada em seringas veterinárias, entre outros produtos.

Por Ilauro Oliveira | 08.04.2019

O crescimento da Exposul Rural vem chamando a atenção de toda cadeia do agronegócio capixaba. E se credibilidade começa dentro da própria casa, a presença de marcas locais com tradição no ramo passa a ser fundamental para a consolidação desse trabalho.

E nesta terceira edição é possível constatar grandes empresas cachoeirenses apoiando e participando do evento. Uma delas é a Servi seringas, especializada no ramo de seringas e aparelhos veterinários e que estará presente pela primeira vez.

Há 44 anos no mercado, sediada em Cachoeiro de Itapemirim, a história da Servi se confunde com a do seu proprietário Jonas Altoé. Produtor rural, em 1975 ele percebeu que o homem do campo necessitava de produtos para seu dia a dia. Investiu no negócio e hoje tem uma empresa consolidada no Brasil, com 38 representantes, e também já atuando no exterior.

Para tamanho sucesso, a Servi evoluiu e diversificou sua linha de produção. Além das tradicionais seringas, conta hoje com mais de 30 produtos disponíveis. Orgulho para o seu proprietário, fundador e diretor Jonas Altoé, e também para seus colaboradores. Um deles é o Elcio F. Domingos, que coordena a equipe de vendedores  no Brasil e dá detalhes da participação da Servi na Exposul 2019.

Leia Também:  Sustentabilidade em discussão

“Vamos participar pela primeira vez reconhecendo a importância e a consolidação deste evento, que é genuinamente cachoeirense, assim como a nossa empresa. Objetivo é prestigiar e abrilhantar a exposição, até porque estamos diretamente ligados ao setor agropecuário”, disse.

Além de divulgar o trabalho, expor os produtos e fechar negócios, a Servi vai atuar diretamente no evento, premiando alguns dos participantes.

“Daremos brindes personalizados com a logo Exposul 2019 nos leilões que vão acontecer, para os animais premiados no concurso leiteiro e para o campeão de raça. Será uma pistola com estojo completo personalizado e na tampa da caixa escrito: Exposul 2019”, explicou Elcio.

A Servi traz para a Exposul a experiência de grandes eventos do agronegócio brasileiro. “Em parceria com a Currais Itabira já participamos de diversas feiras no Brasil, as maiores, como a Expointer (Rio Grande do Sul), Expozebu (Uberaba), Agrishow (Riberão Preto), Show Rural (Paraná) e  Fenagro (Salvador), entre outras. E com certeza, estar na Exposul só engrandece nosso trabalho”, encerrou.

A Servi fica na rodovia Engenheiro Fabiano Vivácqua, no bairro Marbrasa, mas seus produtos podem ser conhecidos e adquiridos pelo site  www.serviseringas.com.br. A Exposul Rural 2019 começa na próxima quarta-feira (10), no Parque de Exposições, no bairro Aeroporto, em Cachoeiro de Itapemirim.

Leia Também:  Senar auxilia agroindústria em adequação de fábrica após mudança para Bonito

 

 

 

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agronegócio

Rendimentos de trigo produzidos na Ucrânia podem ser reduzidos, enquanto os de milho podem aumentar

Published

on

A unidade de pesquisa agrícola SovEcon da Rússia reduziu seu rendimento de grãos ucraniano em 2022 em 1,4 milhão de toneladas, para 20,7 milhões de toneladas. Na temporada de 2021, o valor total registrado foi de 32,2 milhões de toneladas.

Em termos de safra de milho do país, a consultoria aumentou sua previsão em 1,1 milhão de toneladas, para 28,1 milhões de toneladas ante 42,1 milhões de toneladas até 2021.

De acordo com Andrey Sizov, analista do mercado de trigo da região do Mar Negro e diretor da SovEcon, em um relatório enviado aos clientes, os rendimentos do trigo são baixos nas áreas devastadas pela guerra. Soma-se a isso o baixo rendimento de grãos devido à falta de chuvas. “Grande parte das áreas semeadas recebeu apenas 60% e 80% da precipitação normal durante os últimos meses”, disse.

Odessa, uma cidade costeira da Ucrânia na costa do Mar Negro, recebeu menos de 50% das chuvas. “A produtividade atual de cevada de inverno na região, com queda de 50% em relação à temporada anterior, indica que a produção de trigo também provavelmente será baixa”, disse ele.

Leia Também:  Mulheres no agro: Produtora triplica produção com ajuda do Senar/MS

Por outro lado, a produtividade média do milho aumentou para 6,10 toneladas/hectare de 5,86 toneladas/hectare, e a disponibilidade de insumos agrícolas superou as expectativas.

As condições climáticas são um tanto quanto desfavoráveis devido a ausência de chuvas, lembrou Sizov.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que a safra de trigo da Ucrânia seja de 21,5 milhões de toneladas e a de milho seja de 25,0 milhões de toneladas.

Fonte: Agroplus.tv

Fonte: AgroPlus

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA