Economia

Guedes sugere vender ações da Petrobras para dar dinheiro aos “mais frágeis”

Publicados

em


source
Guedes sugere vender ações da Petrobras para dar dinheiro aos
José Cruz/Agência Brasil

Guedes sugere vender ações da Petrobras para dar dinheiro aos “mais frágeis”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu em entrevista coletiva nesta quarta-feira (13) que o governo federal venda ações da Petrobras (PETR4) em momentos de alta no papel para destinar os recursos aos “mais vulneráveis”. 

“Quando o preço do combustível sobe, os mais frágeis estão com dificuldades. E que tal se eu vender um pouco das ações da Petrobras e der para eles esses recursos?”, disse o ministro em Washington. Ele também diz “não fazer sentido” que o país fique mais rico, e a nação mais pobre. 

Guedes voltou a dizer ser favorável à privatização de todas as estatais, no entanto, para a Petrobras o ideal seria torna-la “Novo Mercado”, segmento com níveis mais exigentes de governança em que as empresas só podem emitir ações ordinárias (com direito a voto).

Assim, o governo manteria a “golden share”, ou seja, continuaria controlando a estatal, mas a mudança renderia até R$ 150 bi para a estatal, afirmou Guedes. 

Leia Também:  Filas e longos prazos devem melhorar em janeiro, diz presidente do INSS

Leia Também

“E pode subir mais ainda se eu falar que eu vou privatizar, abrir mão do controle”, afirmou, defendendo que a Petrobras seja transformada em uma “corporation” em modelo semelhante ao aprovado para a Eletrobras.

O ministro da Economia também defendeu a entrada do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Ele se reuniu com o secretário-geral da entidade e disse que o Brasil já satisfez 100 quesitos de um total de 247 exigidos pela OCDE de seus membros. “Está na frente de praticamente todos os candidatos”, defendeu.


COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Caminhoneiros prometem greve em novembro se governo não baixar preço do diesel

Publicados

em


source
Caminhoneiros prometem greve em novembro se governo não baixar preço do diesel
Reprodução/CNN

Caminhoneiros prometem greve em novembro se governo não baixar preço do diesel

Alguns  grupos de caminhoneiros prometeram, após reunião no Rio de Janeiro, uma nova paralisação a partir de 1º de novembro caso suas reivindicações não sejam atendidas pelo governo federal, entre umas das principais está a queda do preço do diesel. No encontro, associações de motoristas decidiram declarar “estado de greve” de 15 dias caso as reinvidicações não sejam ouvidas. As informações foram publicadas pelo ‘portal uol’.

Além da reivindicação para diminuir o preço do diesel, os caminhoneiros reivindicam também a “defesa da constitucionalidade do Piso Mínimo de Frete” e o retorno da aposentadoria especial após 25 anos de contribuição ao INSS.

“Ficou decidido que vamos dar 15 dias para o governo responder”, declarou Luciano Santos Carvalho, do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira.

“Se não houver resposta de forma concreta em cima dos direitos do caminhoneiro autônomo, dia 1º de novembro, Brasil todo parado aí”, completou, em um vídeo feito após a reunião no Rio e que já circula pelas redes sociais.

A greve não é apoiada pela Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros). Os grupos de caminhoneiros autônomos têm ensaiado novas paralisações desde o primeiro semestre, em meio a reivindicações de direitos para os motoristas independentes e diminuição do preço do diesel.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA