Negócios

Guaçuí chega a R$ 4 milhões investidos pelo Nossocrédito em micro e pequenos negócios

Publicados

em

Por | 05.07.2013

 

Mais de R$ 4 milhões investidos em micro e pequenos negócios na cidade de Guaçuí. Esses são os números do programa Nossocrédito no município, que é referência na região.  Desde o início de seu funcionamento na cidade, em 2005, até maio deste ano, o programa realizou 1.268 financiamentos que beneficiaram desde empreendedores individuais e informais até proprietários de pequenas empresas de comércio, prestação de serviços e até mesmo indústrias.

 

O presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Guerino Balestrassi, destaca que os investimentos realizados pelo Nossocrédito na região ajudam a alavancar a economia local. “Os financiamentos movimentam a economia de Guaçuí, já que geram novos postos de trabalho, incrementam a renda dos empreendedores e impulsionam o crescimento do município”, declara.

 

Crescimento com o apoio o Nossocrédito

 

Entre os mais de mil financiamentos realizados pelo programa em Guaçuí, está o caso de Nilo Sérgio Ferreira, que pegou o crédito pela primeira vez para comprar matéria prima e investir em sua fábrica de velas. “Um amigo começou o negócio fabricando velas brancas e vassouras e eu resolvi investir e me tornar sócio. Foi quando conheci o Nossocrédito e decidi pegar o financiamento para comprar material”, explica.

Leia Também:  Fruticultura cresce no Espírito Santo

 

Há oito anos Nilo e o sócio decidiram separar os negócios e ele ficou com a fábrica de velas, que contava com duas máquinas para a fabricação dos produtos. “Recorri novamente ao crédito para me dar suporte na fábrica e, aos poucos consegui ampliar a produção e a estrutura da empresa”, conta o empresário, que hoje já conta com 13 máquinas para a fabricação das velas.

 

E os negócios estão indo tão bem que, há cerca de um mês, Nilo adquiriu também a fábrica de vassouras e pretende ampliar ainda mais a Velas e Vassouras São Miguel. “Hoje conto com quatro funcionários na fábrica de velas e mais três na de vassouras, mas a minha intenção é aumentar a produção. Agora mesmo, graças à ajuda do crédito do Bandes, já adquiri mais duas máquinas que vão ampliar a capacidade de produção para mil caixas com 24 maços de velas. A produção atual é de 800 caixas por mês”, declara.

 

Nilo destaca que a facilidade de pegar o crédito, além dos juros baixos e condições facilitadas de pagamento permitiram que ele conseguisse adquirir as máquinas com desconto, já que pagou por elas à vista. “Ao invés de financiar os equipamentos e pagar juros altos, eu optei por pegar o crédito, pagar juros bem abaixo dos de mercado e ainda comprar as máquinas à vista e com desconte”, comemora o empreendedor.

Leia Também:  Espírito Santo prevê safra histórica de café em 2012

 

Nossocrédito

 

O Nossocrédito conta com recursos do Fundapsocial e funciona por meio de uma parceria entre Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Banestes, Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), prefeituras e Sebrae-ES. O Programa está presente em todos os municípios do Espírito Santo, e conta com agentes capacitados e treinados pelo Bandes. Os endereços de todas as agências do Nossocrédito estão disponíveis no site do Bandes (www.bandes.com.br).

 

 

Empreendedores do Espírito Santo podem contar com até R$ 15 mil para investir no seu próprio negócio, pagando uma taxa de juros abaixo do valor praticado no mercado. Para valores até R$ 4 mil, a taxa de juros é de apenas 0,64% ao mês. Para os demais valores, a taxa é de 0,9% ao mês. O prazo de pagamento é até 30 meses, exceto se o crédito for para capital de giro, nessa condição o financiamento pode ser amortizado em até 24 meses.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  Empresários têm até dia 25 para evitar exclusão do Simples

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  Produção industrial encerra 2011 com crescimento de 0,3%

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA