Esporte

GP da Holanda é a quarta prova cancelada da Fórmula 1

Publicados

em


.

Após 35 anos a Holanda voltaria a sediar este ano uma corrida de Fórmula 1, mas a pandemia do novo coronavírus (covid-19) forçou o adiamento no evento para 2021. A prova de Zandvoort, província no norte do país, inicialmente programada para o último dia 3, já havia sido adiada, mas hoje (28) os organizadores do Grande Prêmio(GP) decidiram pelo cancelamento da corrida,  tendo em vista que a competição ocorreria sem a presença de público, caso fosse remarcada.

“Nós e a Fórmula 1 investigamos o potencial de realizar uma corrida remarcada para este ano, sem espectadores, mas gostaríamos de comemorar este momento – o retorno da Fórmula 1 em Zandvoort – junto com nossos fãs de corrida na Holanda. Pedimos a todos que sejam pacientes. Eu tive que esperar por 35 anos, então eu posso esperar mais um ano”, esclareceu o diretor esportivo do GP da Holanda, Jan Lammers, em comunicado oficial publicado no site da Fórmula 1. 

Desde 1985, quando o austríaco Niki Lauda saiu vitorioso, o país não recebia uma prova do Campeonato Mundial de Fórmula 1. O circuito passou por reformas de modernização e adequação, exigidas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). O interesse pelo retorno da disputa no país cresceu, principalmente, devido ao sucesso do piloto holandês Max Verstappen.

Leia Também:  Valtteri Bottas larga na frente no GP da Áustria

Em meio à pandemia de covid-19, o GP da Holanda é a quarta prova extinta  do calendário da F1 este ano. Antes, os GPs da Austrália, Mônaco e França já haviam sido cancelados. Além disso, foram adiados os GPs do Bahrein (Vietnã), China, Holanda, Espanha, Azerbaijão e Canadá. Atualmente, os organizadores da competição miram no GP da Áustria, programado para julho, que abrirá a temporada 2020.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Flamengo e Fluminense estão na final da Taça Rio

Publicados

em


.

Flamengo e Fluminense vão decidir a final da Taça Rio de 2020. O rubro-negro confirmou o favoritismo derrotando neste domingo (5) o Volta Redonda por 2 a 0, no Maracanã. O tricolor segurou o empate em hoje 0 a 0 com o Botafogo, no Estádio Nilton Santos, e se classificou por ter sido o primeiro do Grupo B no segundo turno.

Antes do clássico começar, jogadores de Fluminense e Botafogo estenderam uma faixa de protesto escrita “respeitem nossa história”. Além disso, os atletas trocaram uniformes dos times. No sábado (04), os clubes divulgaram um manifesto com críticas à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e às decisões no retorno do Campeonato Carioca.

Com a bola rolando, o Fluminense conseguiu manter a posse no primeiro tempo, mas só chegou com perigo ao gol de Gatito Fernández em cobranças de faltas de Nenê. Por outro lado, o Botafogo era mais objetivo e teve a chance de abrir o placar aos 17 minutos, com um belo arremate de Pedro Raul, que obrigou Muriel a fazer grande defesa.

Leia Também:  Classificada para Tóquio faz campanha para alunos acessarem internet

Precisando da vitória, o Botafogo partiu para o ataque no segundo tempo. Apesar de levar perigo ao adversário, o alvinegro deu espaços para os contra-ataques do Fluminense e o jogo ficou aberto. Aos 14 minutos, Fred perdeu a melhor oportunidade do tricolor. Yago avançou com velocidade pela direita e lançou para Wellington Silva. Ele passou para Fred que, sem marcação, chutou torto, à esquerda de Gatito Fernández.

O Botafogo respondeu aos 28 minutos. Honda deu bom passe para Bruno Nazário. Ele dominou e chutou de direita para explodir a trave esquerda do Fluminense. O alvinegro tentou o gol da vitória até o último minuto, mas Muriel salvou o tricolor após chute de Rafael Navarro aos 50 do segundo tempo.

No Maracanã, deu a lógica. O Flamengo não teve dificuldade para passar pelo Volta Redonda, com dois gols de Bruno Henrique. O rubro-negro abriu o placar aos 20 minutos do primeiro tempo. Filipe Luís passou para Gabigol, que tocou de primeira para Bruno Henrique vencer o goleiro Douglas Borges. A segunda etapa começou com outro gol de Bruno Henrique. Aos três minutos, o camisa 27 recebeu outro passe de Gabigol e fechou o placar.

Leia Também:  Valtteri Bottas larga na frente no GP da Áustria

Flamengo e Fluminense se enfrentam quarta-feira pela final da Taça Rio, às 21h30. Não há vantagem de empate, contudo, se o rubro-negro derrotar o tricolor, será campeão carioca sem necessidade de disputa de uma “finalíssima” do Campeonato Estadual, já que venceu a Taça Guanabara e tem a melhor campanha geral da competição.

Edição: Bruna Saniele

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA