Segurança

Governo do Estado realiza formatura de 146 novos policiais civis

Publicados

em

O Governo do Estado, por meio da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), realizou, na noite dessa quarta-feira (22), a cerimônia de formatura dos alunos do Curso de Formação Profissional da Corporação. Ao todo, serão 146 novos policiais, sendo 08 assistentes sociais, 17 auxiliares de perícia médico-legal, 01 escrivão de polícia, 72 investigadores, 09 médicos-legistas, 31 peritos e 08 psicólogos.

A solenidade foi realizada no Salão São Tiago, no Palácio Anchieta, em Vitória, e contou com as presenças do governador Renato Casagrande; da vice-governadora Jacqueline Moraes; do secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Márcio Celante; do delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda; do diretor da Academia da Polícia Civil (Acadepol), Robson Damasceno; e demais autoridades convidadas.

O Curso de Formação é referente à 2ª turma do Concurso Público da Polícia Civil (Edital nº 001/2018). Para realização do curso, foi firmada uma parceria entre a Acadepol e a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), na modalidade híbrida, online e presencial.  As aulas tiveram início em 04 de maio, de segunda a sábado, totalizando uma carga horária de 300 h.

Entre as disciplinas que foram cursadas pelos alunos estão: armamento e tiro, atuação policial na proteção dos direitos humanos, Estatuto da Criança e do Adolescente, improbidade administrativa, noções de medicina legal, papiloscopia, prática cartorária, telecomunicações policiais, inteligência e investigação policial.

Leia Também:  PM detém suspeito e apreende arma de fogo

O governador Renato Casagrande destacou o trabalho de fortalecimento da área da segurança pública. “Com essa formatura, são praticamente 600 novos policiais civis contratados em nosso governo. Estamos fazendo contratações também na Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Investimos ainda em tecnologia e infraestrutura para que nossos policiais continuem trabalhando para reduzir os crimes. Com a continuidade das políticas públicas, vamos levar nosso Estado a ser um dos menos violentos do País”, disse.

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social ressaltou que mais uma vez o Governo do Estado demonstra toda a preocupação com a recomposição dos efetivos das forças de segurança.

“Nosso governador, dentro do programa Estado Presente em Defesa da Vida, tem buscado recompor um efetivo que perdemos por falta de investimentos e de concursos entre os anos de 2015 a 2018. Agora, são quase 150 novos policiais civis que irão compor o quadro das delegacias e da parte de Polícia Técnico-Científica para continuarmos no caminho da redução da criminalidade no Espírito Santo. Temos alcançado índices históricos, como a queda dos homicídios, por exemplo. Seguimos em um caminho de reestruturação que não irá parar”, afirmou o coronel Celante.

Leia Também:  Guarda municipal de Cachoeiro apreende pistola falsa no centro

O delegado-geral da PCES, José Darcy Arruda, falou da importância dos novos servidores para a Instituição. “É sempre uma grande emoção receber novos policiais civis. Nossa atuação é vocacionada e aqueles que se identificam com a profissão posso garantir que se realizarão durante a nova jornada. Para nós, vocês significam esperança!  Esperança em aprimorar a promoção da segurança e a justiça cada vez mais. Novas ideias e uma nova energia que irá garantir a continuidade da nossa querida Polícia Civil. Sejam bem-vindos e não se esqueçam: vocês estão aqui para servir, inovar e agir!”, pontuou.

Após assinatura do decreto, os nomes dos aprovados serão divulgados no Diário Oficial do Estado e a partir daí, seguirão os trâmites para posse, conforme preconiza a lei.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Sesp
Victor Muniz
(27) 3636-1572 / 99284-3303
[email protected]

Publicação original com fotos de Hélio Filho/Secom, em: https://www.es.gov.br/Noticia/governo-do-estado-realiza-formatura-de-146-novos-policiais-civis

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Segurança

Polícia Civil prende seis pessoas que causaram prejuízo de mais de um milhão de reais a uma cooperativa no norte do Estado

Publicados

em

Policiais civis das Delegacias de Polícia de Jaguaré e Vila Valério prenderam seis pessoas suspeitas de integrarem uma organização criminosa especializada em estelionato. As prisões ocorreram entre os dias 06 e 24 de junho deste ano, nos municípios de Jaguaré e Vila Valério, no norte do Estado, e na cidade de Santa Cruz de Cabrália, na Bahia.

As investigações apontam que eles causaram o prejuízo estimado de mais de um milhão de reais na Cooperativa Cooabriel, em Jaguaré. De acordo com a titular das delegacias, delegada Gabriella Zaché, as investigações tiveram início após a prisão em flagrante de três indivíduos no dia 06 de junho, ocasião em que eles, apresentando documentos falsos, tentaram se passar por cooperados para comprar café e assim realizar mais um golpe na cooperativa.

“Como eles tinham ido na semana anterior, a cooperativa achou estranho eles estarem lá novamente vendendo uma quantidade muito grande, sendo o valor depositado na conta de uma pessoa que estava junto deles. Diante da estranheza, a cooperativa acionou a Polícia Civil que foi até lá e percebeu que eles estavam com documentos falsos”, detalhou a delegada.

A partir da prisão desses suspeitos em flagrante, foi identificada a pessoa que falsificava os documentos, que seria funcionário da cooperativa. Ele trabalhava como auxiliar administrativo e repassava as informações de cooperados para que os indivíduos falsificassem esses documentos e fizessem a venda. Um sexto suspeito que tinha o papel de intermediar todas as outras pessoas que faziam parte dessa organização criminosa também foi identificado.

Leia Também:  BPMA apreende caçador durante Operação Sentinela em Linhares

Após a identificação dos indivíduos, foram expedidos mandados de prisão contra essas pessoas, sendo estes mandados cumpridos todos neste mês de junho.

O suspeito de intermediar as negociações foi preso no dia 14, em Vila Valério; o indivíduo que falsificava esses os documentos foi preso no dia 15, em Santa Cruz de Cabrália, na Bahia; já o funcionário da cooperativa foi preso no dia 24, também em Vila Valério.

Antes de serem presos, os integrantes do grupo praticaram esse golpe cinco vezes na coorporativa, entre os meses de maio e junho deste ano, ocasionando um prejuízo de mais de um milhão e duzentos mil reais.

“A cooperativa funciona da seguinte forma: eles guardam café no local e quem tem o café armazenado lá pode ir à coorporativa, de tempos em tempos, armazenar e vender os grãos. Então, essa associação criminosa falsificava os documentos, se passando por cooperados e, assim, faziam a compra do café, recebendo o pagamento em conta bancária. A partir do momento que tinham em mãos esse dinheiro eles dividiam o valor entre os integrantes da associação criminosa”, informou a delegada Gabriella Zaché.

A delegada destacou ainda que o funcionário da cooperativa trabalhava em Vila Valério e eles realizaram o golpe em Jaguaré, como forma de ninguém desconfiar. Os criminosos usavam os dados de cooperados que estavam há muito tempo sem movimentar os cafés, para não gerar suspeita. 

Leia Também:  PCES realiza aula inaugural da 2ª turma de convocados do Concurso de 2018

As investigações mostraram ainda que havia integrantes desta organização criminosa que estavam envolvidos em outros crimes no norte do Estado.

“Dois deles têm várias ocorrências informando que eles estavam vendendo colchões magnéticos e não entregavam. Várias pessoas caíram nesse golpe”, destacou a delegada.

Durante a operação foram apreendidos dois carros, dois celulares e os documentos falsos utilizados por eles. A delegada-geral adjunta, Denise Maria Carvalho, destacou o trabalho realizado pela delegacia de Jaguaré no combate a crimes na região.

“Nos últimos meses a delegacia de Jaguaré tem sido muito atuante no combate de crimes contra o patrimônio e crimes contra a vida. Isso resultou na diminuição dos nossos indicadores de violência na região, inclusive, com a diminuição do índice de homicídio em 50%”, disse.

Texto: Victória Meireles, estagiária da Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi). 

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]
 

Informações à Imprensa:

Matheus Zardini / Olga Samara  

(27) 3636-1574 / (27) 99297-8693 / (27) 3636-1536 / (27) 99846-1111

Fonte: Polícia Civil ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA