Estado

Governo do Espírito Santo divulga 17º Mapa de Risco Covid-19 e Cachoeiro está no risco baixo

Publicados

em

 

.

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta (07), o 17º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (10) e o domingo (16). Ao todo, 12 municípios capixabas estão classificados em Risco Baixo, outros 54 estão em Risco Moderado e 12 em Risco Alto.

A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril, levando em consideração o coeficiente de incidência da doença. No dia 04 de maio, o Mapa de Risco passou a contar a taxa de ocupação dos leitos de UTI. No dia 18 de maio, a Matriz de Risco Ampliada entrou na terceira fase com a inserção da taxa de letalidade, do índice de isolamento social e a porcentagem da população acima dos 60 anos – considerado como grupo de risco. A nova Matriz de Risco Ajustada entrou em vigor no último dia 13, permitindo que todas as cidades capixabas fossem classificadas de forma individual, sem influência do grau de risco dos municípios vizinhos.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Leia Também:  Escola de Cariacica realiza atividades sobre Atendimento Educacional Especializado

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Águia Branca, Anchieta, Bom Jesus do Norte, Colatina, Ecoporanga, Ibiraçu, Mimoso do Sul, Mucurici, Piúma, Presidente Kennedy, São Mateus e Sooretama.

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Aracruz, Apiacá, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Brejetuba, Boa Esperança, Cariacica, Castelo, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Fundão, Governador Lindenberg, Guarapari, Ibatiba, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itapemirim, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Montanha, Muniz Freire, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, Rio Bananal, Santa Teresa, Santa Leopoldina, São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, São José do Calçado, São Roque do Canaã, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO BAIXO: Cachoeiro de Itapemirim, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Itarana, Itaguaçu, Iúna, Jaguaré, Marilândia, Muqui, Rio Novo do Sul, Santa Maria de Jetibá e Vila Pavão.

Leia Também:  Esesp e FGV promovem mais de 100 cursos on-line e gratuitos
Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Tecnologia inédita no País vai mostrar lotação em tempo real dos ônibus do Sistema Transcol

Publicados

em


O governador do Estado, Renato Casagrande, apresentou, nesta quarta-feira (30), o InBus, nova funcionalidade do aplicativo ÔnibusGV que mostra a lotação dos coletivos em tempo real. Por meio da Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) e da Companhia Estadual de Transporte de Passageiros (Ceturb-ES), o Governo do Estado adotou o Sistema de Classificação de Lotação que está sendo implantado nos coletivos do Sistema Transcol. Pela ferramenta, quem utiliza o transporte coletivo metropolitano e possui o aplicativo ÔnibusGV vai poder verificar como está a lotação do coletivo, antes dele chegar no ponto de parada.

“Estamos dando passos em direção à inovação, que é uma marca do nosso Governo. A inovação leva mais dignidade ao usuário. Como no caso do Serviço Especial Mão na Roda, cujas novidades foram apresentadas ontem e que também deu um salto de qualidade. Nosso objetivo é sempre melhorar a vida dos usuários. Para que o transporte coletivo seja mais atrativo e que possa reduzir a circulação de automóveis. Mas para isso precisamos ofertar um serviço de qualidade. Por isso, estamos reformando a frota do Transcol, incorporando ônibus com ar condicionado e levando tecnologia aos usuários. Estamos felizes com mais esse passo que estamos dando e queremos dar outros na melhoria do sistema do transporte público”, afirmou o governador Casagrande.

No primeiro mês, serão 25 veículos com o sistema. Até o final do ano, serão 600 contemplados com o serviço, totalizando a frota das linhas troncais. Até julho de 2021, o sistema estará implantado em 100% dos coletivos do Sistema Transcol. Para acessar a nova funcionalidade, é preciso atualizar o aplicativo.

Leia Também:  Governo do Estado prevê orçamento de R$ 18,9 bilhões para 2021

De acordo com o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, a implantação do sistema acontece em um momento em que esse tipo de tecnologia se tornou fundamental.

“Estamos desde março desenvolvendo ações para manter o transporte público em operação e reduzir o risco de disseminação do novo Coronavírus no Transcol. E logo no início percebemos que uma ferramenta inovadora deste tipo faria diferença quando chegasse o momento da ampla retomada das atividades. Após alguns meses de desenvolvimento junto com os consórcios operadores, conseguimos iniciar a implantação do sistema”, destacou o secretário.

Na avaliação do diretor-presidente da Ceturb-ES, Raphael Trés, essa nova função do aplicativo ÔnibusGV vai dar mais eficiência ao sistema e vai otimizar a programação das linhas e as intervenções operacionais para a melhoria da qualidade do serviço.

O presidente da União Internacional dos Transportes Públicos da América Latina, Jurandir Fernandes, participou virtualmente do lançamento e destacou a importância da implantação dessa tecnologia. “Essa medida que vocês estão dando é um passo importante para o pós-pandemia. Voltando não ao normal, mas melhor do que era antes. As implicações são muito positivas para a população. Aumentando em muito a eficiência do transporte”, avaliou. 

Leia Também:  FHC evita comparar Lula e Bolsonaro e diz estar disposto à união pela democracia

Como funciona:

Uma câmera integrada ao computador de bordo fará a captação de imagens no interior do coletivo. A partir da análise de um software, o coletivo ganhará classificação de baixa lotação (verde); média lotação (amarelo); lotado (vermelho). Essa informação ficará disponível para o usuário por meio do aplicativo ÔnibusGV, durante a consulta da previsão de horários.

O usuário poderá, então, clicar no ícone correspondente a lotação no aplicativo para visualizar a imagem do interior do coletivo, em tempo real, avaliando se é possível embarcar e manter distanciamento recomendável no transporte público e/ou se sente seguro para fazer o embarque.

Outra possibilidade do sistema vai otimizar a gestão da frota, já que será possível coletar informações não só de quais são as linhas mais carregadas, mas também em quais trechos, pontos e horários estão mais carregados, tornando o ajuste operacional mais dinâmico. Para realizar este tipo de levantamento atualmente, é preciso utilizar fiscais em campo para anotar e compilar os dados, que a partir de agora passarão a ser automáticos.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Semobi
Susana Kohler
(27) 3636-9617 / 99697-6783
[email protected]

Assessoria de Comunicação da Ceturb-ES
Mônica Luz
(27) 3232-4510 / 99849-6178
[email protected]

 

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA