Estado

Governo cria aplicativo que garante comunicação entre professores e estudantes

Publicados

em


.

Buscando uma solução tecnológica para o acesso dos estudantes ao conteúdo das disciplinas nesse período de distanciamento social causado pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a Secretaria da Educação (Sedu,) em parceria com o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), criou o aplicativo EscoLAR, para acesso ao Google Sala de Aula. A ferramenta garante a comunicação on-line entre professores e estudantes, por meio do celular, sem uso do pacote de dados, a qualquer tempo e local.

“A criação do aplicativo foi uma solução que resolveu muitos gargalos desse novo formato de ensinar. Outros estados estão nos procurando para entender essa ferramenta e como está contribuindo com as atividades não presenciais nesse momento de pandemia”, disse o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo.

Com o aplicativo, cada escola conta com turmas criadas, automaticamente, no Google Sala de Aula, com os professores vinculados às salas e os alunos já enturmados. Além disso, os componentes curriculares estão organizados por tópicos, na aba “ATIVIDADES” das Salas, onde cada estudante terá acesso aos Componentes Curriculares específicos.

Leia Também:  Governo do Estado anuncia a ampliação de leitos Covid na região Central-Norte de saúde

Quando o aluno acessar o aplicativo EscoLAR, usando sua conta institucional via celular, mesmo que não tenha internet em casa ou que seu pacote de dados móveis esteja zerado, poderá interagir na sua Sala de Aula Google para esclarecer dúvidas com os professores (na aba “ATIVIDADES”) e também com seus colegas de classe (na aba “MURAL”), além de poder realizar atividades elaboradas via Formulários Google (testes, quiz, avaliações, revisões etc.).

O estudante, ao se conectar via aplicativo EscoLAR, pode acessar todas as suas disciplinas em uma única sala virtual, se comunicar com seus professores de forma on-line, acompanhar as atividades postadas pelos professores em cada disciplina, esclarecer suas dúvidas, assim como trocar mensagens com seus colegas de turma.

O projeto contou com o apoio de operadoras de telefonia e do Google.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sedu
Mirela Marcarini / Geiza Ardiçon
(27) 3636-7705 / 7706/ 7707/ 7888 / 99956-2479 / 99802-9043
[email protected] / [email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Bandes integra a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP)

Publicados

em


O Banco de desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) é o mais novo integrante da ABVCAP (Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital). Como Membro Investidor desta Associação, o banco se consolida na vanguarda dentro das discussões sobre formas de investimento que se enquadram nos conceitos de private equity, ventute capital e seed capital.

A participação do Bandes fortalece sua aproximação com os principais players do mercado da indústria de PE&VC brasileira, como investidores, órgãos reguladores e entidades públicas e privadas que atuam no segmento. De acordo com o gerente de Participações e Investimentos do Bandes, Wagner Rubim Rangel, o banco se estruturou para ser uma instituição de fomento à inovação capixaba.

“Com a participação do Bandes na ABVCAP seremos mais fortes para desempenhar nossa missão de promover o desenvolvimento do Espírito Santo, investindo em longo prazo, integrando mercados e alavancando o crescimento sustentável da economia capixaba”, destaca Wagner Rubim.

O banco de fomento capixaba é pioneiro no Espírito Santo em dar oportunidade de acesso a recursos equity (participação acionária) para companhias de base tecnológica e startups. Atuando como facilitador para o desenvolvimento de negócios dentro do ecossistema de inovação capixaba, o banco dispõe em sua carteira de produtos cinco Fundos de Investimento em Participações (FIPs), além do Epicentro, um hub focado em fomentar o ambiente de inovação no Estado.

Leia Também:  Estado recebe mais 124.700 doses de vacinas para dar continuidade à Campanha de Vacinação contra a Covid-19

O banco trouxe para o Estado alguns dos principais Fundos de Investimento em Participações (FIPs) do Brasil. Já são quatro disponíveis: Criatec3, Primatec, Seed4Science e Anjo.

Por ser cotista desses fundos, o Bandes abre caminho para que empresas capixabas se candidatem, por meio de processo seletivo. Cada fundo tem uma maneira de escolher suas “investidas” e uma empresa gestora responsável por identificar o potencial de crescimento das empresas candidatas.

O investimento das gestoras dos fundos vai além do suporte econômico, elas participam ativamente na gestão dos negócios, ofertam suporte estratégico e gerencial, oferecem apoio na seleção e formação da equipe, ajudam a definir metas e acompanham os resultados visando à aceleração e consolidação do negócio no mercado. Cada um dos FIPs têm alguns segmentos de atuação pré-definidos e uma empresa gestora que é responsável pela seleção.

Entenda o conceito:

Venture Capital é uma modalidade investimento focada em empresas emergentes. De forma geral, são empresas com um menor porte de faturamento (alguns fundos consideram até empresas em estágio pré-operacional), mas com grande potencial de crescimento.

Leia Também:  Sesa divulga boletins da dengue, zika e chikungunya

Private Equity é uma modalidade de investimento que tem como foco empresas já consolidadas. Geralmente, são investimentos que também buscam acelerar o crescimento das empresas investidas que estão em um estágio de maturação mais avançado do que investimentos de VC.

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
[email protected]

Informações à imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428/ 3331-4424
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA