Cidades

Governador Casagrande entrega 60 leitos de internação em Cachoeiro e, finalmente, Hospital do Aquidabã sai do papel e começa funcionar

Publicados

em

Foto: Giovani Pagotto/Governo-ES

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, na manhã desta segunda-feira (29), a entrega de 60 leitos no Hospital do Aquidabã, que será gerido pelo Hospital Materno Infantil Francisco de Assis (Hifa), em Cachoeiro de Itapemirim. São 40 leitos de enfermaria e 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo dez entregues nesta segunda e outros dez nos próximos dias. A ampliação de leitos possibilita o aumento da capacidade para recebimento de pacientes do novo Coronavírus (Covid-19) na Região Sul.

“Mais do que abrir leitos para Covid, estamos abrindo um novo hospital. É um dia histórico, pois além de ser o Dia do padroeiro da cidade estamos dando uma solução para este hospital, antes chamado de ‘elefante branco’ e que ficou 16 anos fechado sem solução, mas que agora está entregue à população”, afirmou o governador Casagrande.

Na ocasião, secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, destacou que todos os leitos receberam os equipamentos necessários para atendimento. “A unidade está preparada para enfrentar a pandemia e outros desafios futuros na região. Parabenizo, em especial aos trabalhadores que atuarão nessa unidade na certeza que juntos venceremos”, disse.

Leia Também:  BRK Ambiental de Cachoeiro mantém excelência em Sistema de Gestão Integrado

O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Victor Coelho, destacou que o dia é marcante para a cidade. “Neste Dia de São Pedro, padroeiro da cidade de Cachoeiro de Itapemirim, e de aniversário de 49 anos do Hospital Infantil, a população recebe esse presente e mais propostas de saúde. Obrigado!”, exclamou.

A inauguração contou com a presença do subsecretário de Estado de Regulação, Controle e Avaliação em Saúde, Gleikson Barbosa; do superintendente Estadual de Saúde da Região Sul, José Maria Justo; além dos diretores do Hifa e do Hospital Evangélico.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

No ES, 41 cidades seguem em risco alto e outras 37 em risco moderado. Veja o novo Mapa de Risco

Publicados

em

Na próxima segunda-feira (13) até o domingo (19), entra em vigor o 13º Mapa de Risco COVID19 do Espírito Santo. Nesta semana 41 cidades seguem em risco alto e outras 37 em risco moderado. Não temos nenhum município em risco baixo ou risco extremo.

 

Entram em risco alto Afonso Claudio, Apiaca, Atílio Vivacqua, Brejetuba, Jerônimo Monteiro, Mimoso do Sul, Pinheiros, Sooretama, Venda Nova do Imigrante e Vila Valério. Saem do risco alto para o moderado Boa Esperança, Divino de São Lourenço, Fundão, Guaçuí, João Neiva, Montanha, Mucurici, Ponto Belo, Santa Teresa e Viana.

 

A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20/04, considerando apenas o coeficiente de incidência. No dia 04/05, foi inserida a matriz de risco como ferramenta do mapa de risco, constando o coeficiente de incidência e taxa de ocupação de leitos de UTI. Em 25/05, a matriz de risco foi ampliada com a inserção da taxa de letalidade, índice de isolamento social e % da população acima de 60 anos. No dia 13/07 será implementada a Matriz de Risco Ajustada, que constará o coeficiente de incidência e taxa de letalidade dos municípios no período dos últimos 28 dias.

Leia Também:  Policiais prendem suspeito considerado o mais procurado de Aracruz  

 

A Matriz de Risco Ajustada trata os dados relativos às estratégias dos municípios no período epidemiológico das últimas 4 semanas. A partir da próxima semana não serão consideradas as regras de 14 dias para a saída do risco alto, limítrofe dos municípios do risco alto e conurbação da Grande Vitória.

 

O mapa de risco segue orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde  e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle, composta pelo CBMES, Defesa Civil, SESA, IJSN, UFES e IFES. As decisões adotadas no ES seguem parâmetros técnicos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA