Negócios

Governador Casagrande é premiado em São Paulo

Publicados

em

O setor da cafeicultura nacional elegeu o governador Renato Casagrande “Personalidade Nacional”,

Por | 30.05.2013


O setor da cafeicultura nacional elegeu o governador Renato Casagrande “Personalidade Nacional”, referência pública no país. Foi a maior premiação distribuída durante o 5º Fórum Coffee & Dinner, o mais importante fórum de debates do setor no Brasil e um dos mais conceituadas do mundo. O evento reuniu mais de mil empresários para apresentação dos cenários atuais do consumo do café no mundo.
“Como as Atuais Tendências do Consumo irão afetar o Suprimento Futuro” de café foi o tema central do 5º Fórum Coffee & Dinner, realizado em São Paulo.

A cada dois anos o Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil) organiza o evento, que reúne especialistas para debater tendências e desafios da cafeicultura brasileira e mundial. “Estou muito feliz com a premiação que compartilho com cada capixaba que acorda e trabalha todos os dias em qualquer segmento do setor cafeeiro. É desta forma que estamos presentes, crescendo, gerando empregos, produzindo cada vez mais com eficiência e consolidando nossa marca em todo o mundo”, comemorou o governador Casagrande, antes de anunciar o lançamento de três novas qualidades do café conilon, desenvolvidas pelo Incaper.

Leia Também:  Nossocrédito Cachoeiro: R$ 2,5 milhões financiados e novo recorde

Nesta 5ª edição o objetivo foi discutir questões relacionadas às atuais tendências de consumo, levando em conta, inclusive, os novos movimentos observados no ano de 2012 quanto à substituição de cafés arábicas por robustas, assim como os efeitos trazidos pelas novas formas de consumo (cápsulas, monodoses, máquinas nos lares, cafés diferenciados, solúvel em países produtores – Índia, Vietnã, Colômbia) e o seu impacto no suprimento.

O fórum teve a participação de Judith Ganes-Chase, fundadora e presidente da J. Ganes Consulting e Carlos Henrique Jorge Brando, consultor da P&A Marketing que falaram a respeito das tendências e perspectivas do consumo mundial de café. Já Neil Rosser, gerente geral de pesquisa de café da Olam Europe, Edward Juzwiak, head of procurement commodities da Nestlé Brasil e Celso Vegro, pesquisador do Instituto de Economia Agrícola foram os responsáveis por abordar os assuntos relacionados à produção e oferta mundiais do grão.


Há 10 anos, o Fórum concede o Prêmio Empreendedores do Café. Trata-se de um reconhecimento aos que desenvolvem o setor e implementam ferramentas de gestão que possam potencializar o cafeicultura no Brasil.

Dezenas de produtores e exportadores capixabas prestigiaram o evento. A comitiva liderada pelo presidente do Centro de Comércio de Café de Vitória, Luiz Antônio Polese, acompanhou toda a solenidade e ouviu o governador Renato Casagrande compartilhar com o todo o setor, os méritos da homenagem e da premiação feita pelo Cecafé.

Leia Também:  Custo médio da construção civil no Espírito Santo encerra dezembro de 2011 estável

“Considero muito justo o maior prêmio deste Fórum ser concedido ao governador Renato Casagrande. Por tudo que fez em prol do desenvolvimento da cafeicultura no Espírito Santo, não apenas como governador mas durante toda sua trajetória pública. Merece todo o nosso reconhecimento”, declara Polese.

O presidente do Cecafé, João Antônio Lian, disse que o desafio é aumentar a produção do café e acompanhar a tendência mundial de produção e consumo do robusta. “O conilon produzido no Espírito Santo vem ganhando mercado e cada vez mais melhora sua qualidade e eficiência. Temos esse desafio, nos demais estados, que é agregar valor ao robusta para nos diferenciarmos no mercado, como tem feito o Espírito Santo nos últimos anos”, destacou.


O governador Renato Casagrande estava acompanhado do secretário de Estado de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Énio Bérgoli e do presidente do Incaper, Evair Melo. O evento foi realizado na Sala São Paulo, localizada na tradicional Estação da Luz, no centro de São Paulo.

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  ?O desenvolvimento do Espírito Santo passa pela nova BR 101?, afirma Casagrande no leilão da Bovespa

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA