Negócios

Governador abre 34ª Feira Internacional do Mármore e Granito

Publicados

em

Durante a solenidade, Cachoeiro de Itapemirim recebeu o certificado de Identificação Geográfica (IG) dos mármores produzidos na região

Por | 29.08.2012

 

O governador Renato Casagrande abriu oficialmente, na tarde desta terça-feira (28), a 34ª edição da Feira Internacional do Mármore e Granito – Cachoeiro Stone Fair, em Cachoeiro de Itapemirim.

A Cachoeiro Stone Fair vem se consolidando como o principal evento de novas tecnologias, soluções e oportunidades para o mercado de rochas ornamentais. O evento reúne, em um único espaço, empresas do Espírito Santo e de outros estados do Brasil, e abre espaço para a realização de negócios no segmento capixaba.

“Estamos presentes na Feira, nessa 34 edição, para reafirmar nossa parceria com o setor, para o avanço profissional, da formação, da geração de emprego e renda, porque está provada a importância das rochas na economia capixaba, tanto que esta é uma das maiores e mais representativas edições já realizadas”, destacou o governador Renato Casagrande.

O governador também falou do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Espírito Santo (Proedes), lançado nesse mês. “Trabalharemos agora com mais um Programa organizado de Governo, voltado à competitividade e eficiência do Estado, para inseri-lo nacionalmente. Vamos nos fortalecer, cada vez mais, para que o Espírito Santo seja uma referência nacional e internacional e crescimento com responsabilidade social”, concluiu.

 

Certificado de Identificação Geográfica

 

Durante a solenidade de abertura, Cachoeiro de Itapemirim recebeu do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) o certificado de Identificação Geográfica (IG) dos mármores produzidos na região. A entrega foi feita pelo representante do INPI, Júlio Grevy, ao presidente do Centro Tecnológico do Mármore e do Granito (Cetemag), Emic Malacarne Costa, e ao diretor-presidente do Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas do Estado (Sebrae-ES), José Eugênio Vieira. As duas entidades foram as solicitantes da IG junto ao INPI.

O certificado é uma ferramenta de marketing e também de identificação da qualidade do produto originário de uma determinada região. A IG agrega uma série de benefícios aos produtores, à região e à economia, gerando reconhecimento internacional, proteção da imagem dos produtos e, ainda, valorizando a área produtora. Dentre as mais conhecidas estão: vinho espumante produzido em Champagne, o presunto de Parma e o Vinho do Porto.

 

Edição 2012

 

Este ano, a Cachoeiro Stone Fair conta com cerca de 220 expositores, sendo que 36 participam pela primeira vez da feira, expondo equipamentos inovadores, multifios, politrizes, novos lançamentos de mármore e granito e insumos que atendem ao mercado de rochas ornamentais.

Para o secretário estadual de Desenvolvimento, Márcio Félix, a Cachoeiro Stone Fair é um evento que mostra aos visitantes do Brasil e de outros países as potencialidades do Estado no segmento de rochas ornamentais. “O Espírito Santo possui uma das maiores reservas de mármore e granito do Brasil e responde por grande parte das exportações brasileiras do setor. Trata-se de uma vocação importante, porque gera riqueza no interior e colabora de forma decisiva para descentralização do nosso desenvolvimento e geração de oportunidades para os capixabas nas diversas regiões do Estado”, destacou.

Leia Também:  Empresários têm até dia 25 para evitar exclusão do Simples

Cachoeiro de Itapemirim destaca-se pelo seu importante parque industrial de beneficiamento de mármore e granito que, juntamente com outros 14 municípios da Região Sul do Espírito Santo, compõem o mais importante Arranjo Produtivo Local (APL) de rochas ornamentais do Brasil.

Segundo Rogério Siqueira, diretor de uma empresa de beneficiamento de rochas ornamentais, a expectativa é de ótimos negócios durante a feira. “Sendo a primeira vez que iremos expor no evento, a nossa expectativa é de realizarmos bons negócios, além de conhecer clientes em potencial”, contou.

Economia local

Além dos lançamentos de produtos e serviços na feira, outros eventos paralelos prometem movimentar a ‘capital brasileira do mármore’ no decorrer desse mês de agosto.

Os bares e restaurantes estão motivados com a realização do Giro Gastronômico, onde vão servir pratos à base de massas, carnes e peixes, desde os mais tradicionais aos mais sofisticados, que serão batizados com nomes de rochas ornamentais da região e que se destacam no mercado nacional e internacional.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, Ricardo Coelho, o circuito vai movimentar e estimular o consumo durante o período da feira. “Será uma oportunidade de trazer a feira para fora dos muros do Parque de Exposições. Aproveitando o número de visitantes que devem circular na cidade neste período, estamos com uma expectativa de aumento nas vendas no comércio, além da geração de empregos temporários”, reforçou.

Já no Mercado Municipal, no último dia da feira, Flávio Sampaio apresentará o Egecon Concetto, um evento sócio-cultural com a presença de arquitetos e decoradores renomados de Cachoeiro de Itapemirim e de Vitória, com exposição de esculturas, pinturas, fotografias, lançamentos de livros, palestras e transfer para a Cachoeiro Stone Fair.

O Setor de rochas no ES

Mais de 90% dos investimentos do parque industrial brasileiro do setor de rochas ornamentas são realizados no Espírito Santo. O Estado se tornou referência mundial em mármore e granito e líder absoluto na produção nacional de rochas, apresentando imenso potencial geológico e desenvolvimento por meio de investimentos em pesquisas geológicas, tecnologias de extração e beneficiamento.
–  50% da produção de todo o mercado nacional.
– 65% das exportações brasileiras.
– Maior produtor, processador e exportador do Brasil.
– 1,5 milhão de toneladas de blocos e chapas exportadas.
– Maior reserva de mármore do país.
– 130 mil empregos diretos e indiretos.
– 800 mil metros cúbicos de rochas extraídas anualmente.

Emprego

Graças a esse crescimento, o setor de rochas ornamentais gera emprego e renda para 130 mil capixabas (20 mil postos diretos de trabalho e 110 mil indiretos).

Leia Também:  Custo médio da construção civil no Espírito Santo encerra dezembro de 2011 estável

 

Teares

 

O Espírito Santo possui cerca de 900 teares em operação no Estado, o que representa em torno de 57% dos teares instalados no Brasil. A maioria deles está localizada em Cachoeiro do Itapemirim.  


PIB

 
Na economia local, o setor de rochas corresponde a cerca de 7% do Produto Interno Bruto (PIB) capixaba.


 Arranjo Produtivo de Rochas Ornamentais


O setor de Rochas Ornamentais do Espírito Santo é formado por dois núcleos centrais onde estão localizadas a maioria das empresas extratoras e beneficiadoras de mármore e granito. O primeiro núcleo está no Polo Cachoeiro, na Região Sul do Estado, e o segundo, localizado na Região Noroeste, em torno dos municípios de Nova Venécia e Barra de São Francisco.


 
O primeiro núcleo é constituído pelos municípios de Alegre, Atílio Vivácqua, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Guaçuí, Iconha, Itapemirim, Iúna, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Muqui, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Vargem Alta e Venda Nova do Imigrante – esses são os municípios que compõem o APL de Rochas Ornamentais da Região de Cachoeiro de Itapemirim.

A indústria de mármore e granito é uma das mais representativas e importantes da economia em Cachoeiro de Itapemirim, e apresenta interligação com a indústria metalmecânica e o comércio exterior. As atividades do setor podem ser divididas em extração, desdobramento (produção de chapas) e beneficiamento (constituído pelo polimento e produtos finais), que constituem os elos principais da cadeia produtiva de rochas ornamentais, complementada por uma indústria de bens de capital e fornecedores de insumo.

A Cachoeiro Stone Fair é promovida pelo Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcário do Espírito Santo (Sindirochas) e pelo Centro Tecnológico do Mármore e do Granito (Cetemag), e realizado pela Milanez & Milaneze, o evento ocorre entre os dias 28 e 31 de agosto, no Parque de Exposições Carlos Caiado Barbosa.

Serviço – Cachoeiro Stone Fair 2012


– Data: 28 a 31 de agosto


– Expositores: 220
– Local: Parque de Exposições Carlos Caiado Barbosa, em Cachoeiro de Itapemirim
– Acesso: A feira é voltada exclusivamente para profissionais do setor, que deverão fazer cadastramento prévio pelo site www.cachoeirostonefair.com.br.
– Funcionamento: das 13 às 20 horas (acesso até as 19 horas)

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  Nossocrédito Cachoeiro: R$ 2,5 milhões financiados e novo recorde

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  Fruticultura cresce no Espírito Santo

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA