Tecnologia

Google é condenado na Austrália por coletar localização; decisão é pioneira

Publicados

em


source
Android coleta dados de localização dos usuários
Unsplash/Denny Müller

Android coleta dados de localização dos usuários

O Google foi condenado, nesta sexta-feira (16), por um tribunal da Austrália . A Justiça do país determinou que a gigante de tecnologia enganou os consumidores ao coletar dados de localização em celulares com sistema operacional Android . As informações são da Agência France Presse (AFP).

O tribunal decidiu que o Google violou as leis dos consumidores da Austrália ao coletar os dados mesmo quando os usuários não queriam. De acordo com a decisão, a empresa não deixou claro que permitir o rastreamento de atividades de aplicativos e de internet em smartphones Android também significava dar permissão para coletar dados de localização.

A ação contra o Google foi apresentada pela Comissão Australiana de Concorrência e do Consumidor (ACCC, na sigla em inglês), que disse que a setença é “pioneira no mundo” a respeito do tema.

“Trata-se de uma importante vitória para os consumidores, especialmente aqueles preocupados com sua privacidade na internet, e a decisão do tribunal envia uma mensagem contundente ao Google e outras empresas de que as grandes companhias não devem enganar seus clientes”, disse o presidente da ACCC, Rod Sims, à AFP.

O Google recorreu da decisão, argumentando que o tribunal rejeitou alegações gerais da ACCC e tomou sua decisão sobre uma classe definida de usuários dos serviços.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

123movies.la, um dos maiores sites de pirataria de filmes, é retirado do ar

Publicados

em


source

Tecnoblog

Pirataria é combatida por associação
Unsplash/Austin Neill

Pirataria é combatida por associação

O 123movies.la não está mais no ar. Na sexta-feira (7), a Aliança para a Criatividade e o Entretenimento (ACE) anunciou que passou a controlar o domínio de um dos maiores sites de pirataria de filmes. Ao acessá-lo, os visitantes são recepcionados por um aviso e redirecionados a uma página do grupo de empresas.

Surgido em 2017, o site alcançou uma marca de quase 30 milhões de visitas mensais. Mas, recentemente, a Alliance For Creativity and Entertainment (em inglês) tomou posse do domínio, retirando-o do ar. Segundo o grupo para combater a pirataria , que reúne nomes como Amazon , Apple , Disney e Netflix , esta é a sua primeira ação na Tunísia.

Você viu?

123movies.la: site de pirataria de filmes é retirado do ar

Ao acessar o site neste momento, o seguinte aviso é apresentado na tela: “Este site não está mais disponível devido à violação de direitos autorais”. Em seguida, os visitantes são levados a um página da associação com um lista de plataformas de streaming . Entre elas, estão o Amazon Prime Video, Disney+ e Google Play.

Leia Também:  Instagram infantil: procuradores dos EUA querem que Facebook desista da versão

A ACE não informou como descobriu a identidade dos donos da plataforma. Mas, conforme o TorrentFreak observou, em setembro, a Motion Picture Association (MPA) solicitou dados sobre os responsáveis por diversos sites, como o EZTV, Pirate Bay e YTS, em uma intimação à Cloudflare. O 123movies.la também estava na lista da associação.

“Essa é uma prova do trabalho implacável de nossa equipe da ACE global de que fomos capazes de encerrar o 123movies.la, uma das maiores operações de pirataria do mundo”, disse Jan van Voorn, vice-presidente executivo e chefe de proteção de conteúdo global da MPA. “Esta ação resume a missão da ACE e é um forte exemplo de como lutamos para proteger o mercado criativo em todos os cantos do globo”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA