Notícias em Geral

Garotas de Programa aproveitam início da Cachoeiro Stone Fair para uma renda extra

Publicado em

Por | 00.00.

Uma outra vertente está movimentando Cachoeiro de Itapemirim desde o início da Feira de Mármore e Granito. Profissionais do sexo estão invadindo a capital secreta com a esperança uma renda extra até amanhã, com a expectativa de que aproximadamente 23 mil pessoas passem pelo município durante os dias de evento.

Com tamanha repercussão, a cidade passa a receber os olhares de outros profissionais interessados em ter um aproveitamento e fazer um dinheiro que não estava nos cálculos neste período. As Garotas de Programa já estão por aqui e em grande número. Em um popular site, o número de meninas que se hospedam em Cachoeiro costuma variar entre 6 a 11 em dias normais. Mas desde terça-feira (23), este índice cresceu para 18 meninas, podendo até aumentar ainda.

Grande parte das profissionais fazem cursos superiores. Para elas, é importante ter uma profissão regularizada e optaram por fazer programas diante da instabilidade financeira e a crise econômica que assombra o país.

Athena

Utilizando o nome fictício de Athena, a jovem de 20 anos é estudante de estética e mora em Vila Velha. Disse que está pela primeira vez em Cachoeiro de Itapemirim e veio atraída pela movimentação da Feira do Mármore. Trabalha 24 horas e os programas são a partir de R$ 150 a hora, podendo ser combinado outros valores, caso o cliente tenha interesse em ficar mais tempo, ou pernoitar.

Athena diz que entrou para o ramo porque teve a situação financeira como agravante e que já trabalhou em boate em outra cidade. Ela faz diariamente uma média de 10 programas, mas em caso raro, alcançou o número de 16 clientes em um dia.

Leia Também:  Justiça capixaba nega indenização a paciente que ficou com pedaço de agulha no braço após cirurgia

“Esta é a primeira vez que venho a Cachoeiro de Itapemirim. Fui recomendada por uma amiga que aconteceria durante os dias 23 a 26 a Feira do Mármore, e que sempre tem uma boa procura de clientes. Cheguei ontem na cidade e a demanda já tem sido boa”, disse.

Beatriz

Pela segunda vez em Cachoeiro, Beatriz, nome fictício, disse que sua volta à cidade foi motivada pelo início da Stone Fair. Em sua passagem anterior foi informada do acontecimento e sobre a movimentação que o evento traz ao Sul do Estado.

Beatriz tem 19 anos, é estudante de Educação Física, nascida em Rondônia, veio muito nova com a família para o Espírito Santo. Antes de entrar para o ramo, foi auxiliar administrativa e vigilante, porém, em seu caso, a vida financeira instável e a dificuldade de conseguir um emprego em sua área de atuação foram os agravantes que a fizeram trabalhar como garota de programa.

Ela está no ramo há seis meses, seu horário de trabalho é das 7h às 23h30, com o programa no valor de R$ 300 a hora, podendo ser combinadas pernoites ou saídas como acompanhante. Atende cerca de seis clientes diariamente, tendo acontecido de atender 10 em um dia, que foi o seu máximo.

Leia Também:  Governo divulga calendário de pagamento do Bolsa Família para 2020

“A expectativa de trabalho durante esses dias é muito boa. É um evento que acaba sendo muito comentado no meio e todas querem aproveitar a oportunidade. Fiquei sabendo na vez passada que seria realizada no final de agosto e estou esperando que seja bom”, finaliza Beatriz.

Cardinale

A “italiana” Cláudia Cardinale (nome fictício)  está em Cachoeiro pela primeira vez também, assim como Athena. Ela não quis ser fotografada, mas soube da Cachoeiro Stone Fair no Rio de Janeiro e se programou para estar presente: “Espero bons programas e que meu investimento valha a pena.  Costumo acompanhar o roteiro de eventos do Brasil inteiro. Isso tem um custo, mas com sorte e profissionalismo acaba sendo compensador”, diz, lembrando que chega a gastar R$ 5 mil só em viagens anualmente.

Sobre o profissionalismo que mencionou ela diz que é segredo, mas um fator importante é fazer tudo que o cliente quer. Quando isso acontece , alguns jamais esquecem, fala aos risos: “Tenho alguns clientes fixos. Gente do Rio de Janeiro, mas também de outros estados que sempre procuram nossos serviços. Não costumam esquecer de mim”, diverte-se, garantindo que os R$ 500 por uma hora e meia são um ótimo investimento.

Fotos: Pâmela Koppe

fonte aquinoticias.com

 

 

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias em Geral

Procon do ES divulga balanço e telefonia lidera reclamações

Published

on

By

Proteção e Defesa do Consumidor

As principais demandas estão relacionadas a cobrança indevida e descumprimento de contratos.

Por | 06.02.2020

 

Em 2019, a telefonia móvel liderou o ranking de atendimentos no Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES). No mesmo período de 2018, bancos foram o assunto mais demandado. As principais demandas estão relacionadas a cobrança indevida e descumprimento de contratos.

No último ano, 52.204 atendimentos foram realizados pelo Procon-ES. Desse total, mais de 5 mil atendimentos estão relacionados à telefonia móvel. Ocupa a primeira posição do ranking a telefonia móvel, seguida das financeiras, bancos, energia elétrica, telefonia fixa, cartão de crédito, aparelho de telefone, água e esgoto, TV por assinatura e, em décimo lugar, móveis.

Os segmentos que lideraram os atendimentos foram, com 19.961 registros, os assuntos financeiros; seguido por serviços essenciais, com 13.572 queixas; produtos (7.518); serviços privados (4.962); saúde (906); habitação (211) e alimentos (200).

O diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, ressaltou que diferentemente do ranking de atendimento dos últimos anos, que foram liderados por bancos e empresas de cartão de crédito, a telefonia móvel ocupou a primeira posição em 2019.

“Cobrança indevida, incluindo lançamentos de serviços não solicitados na fatura e a mudança unilateral nos contratos com reajuste no valor do serviço são as queixas dos consumidores quando se trata de telecomunicação”, disse.

Leia Também:  Governo divulga calendário de pagamento do Bolsa Família para 2020

Para evitar problemas, o consumidor deve ter atenção redobrada antes da contratação de serviços. “É preciso ler atentamente o contrato, tirar todas as dúvidas e só assiná-lo se estiver de pleno acordo com as cláusulas estabelecidas. É preciso sempre conferir os lançamentos cobrados nas faturas. Em caso de dúvidas, procurar o Procon”, afirmou Athayde.

Negociação de dívidas

Rogério Athayde ressaltou ainda que grande parte das demandas de bancos, operadoras de cartões e financeiras estão relacionadas a cobrança indevida e a negociação de dívidas. “No ano de 2019, realizamos 5.261 atendimentos no setor de cálculo e negociação de dívidas do Procon-ES”.

Os atendimentos do setor são realizados de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, presencialmente na sede do Procon-ES, localizada na Avenida Princesa Isabel, 599, Ed. Março, 9º andar, Centro, Vitória. Também disponibilizamos o mesmo atendimento na unidade localizada no Faça Fácil Cariacica.

Fornecedores

Em relação aos fornecedores mais demandados no Procon-ES em 2019, em primeiro lugar no ranking, está a Vivo, em segundo aparece a concessionária de energia elétrica EDP, seguida do Banco BMG, Telemar, Banco Bradesco, Caixa Econômica Federal, Dacasa Financeira, Banco Itaú, Claro e, em décimo lugar, aparece a Oi Móvel.

Leia Também:  Vale apresenta plano para diminuir pó preto na Grande Vitória

“A maioria dos atendimentos realizados pelo Procon-ES é solucionado de maneira preliminar, ou seja, sem necessidade de abertura de processo e realização de audiências. Esse número demonstra o alto índice de resolução das demandas que chegam ao órgão e a rapidez com a qual os problemas dos consumidores são solucionados”, informou o diretor Rogério Athayde.

Reclamação

Os consumidores poderão registrar suas reclamações pelo aplicativo Procon-ES (disponível para Android) ou pessoalmente, na sede do Procon Estadual, na Avenida Princesa Isabel, 599, Ed. Março, 9º andar, das 9h às 17 horas, de segunda a sexta. Os consumidores podem procurar ainda a Unidade Faça Fácil, em Cariacica, que atende também aos sábados, até às 13 horas.

Existe também uma plataforma online, do Ministério da Justiça, para o registro de reclamações. Por meio do site www.consumidor.gov.br é possível registrar queixas e solucionar os problemas de consumo diretamente com as empresas em até dez dias.

Para atendimento é preciso que o consumidor tenha disponível o RG (Carteira de Identidade), CPF, além de documentos que possam comprovar a reclamação, como faturas, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA