Tecnologia

Fuja de golpes online na Black Friday: saiba como identificar um boleto falso

Publicados

em


source
black friday golpe boleto
Unsplash/Bench Accounting

Veja como proteger sua segurança online durante a Black Friday

A Black Friday deste ano, marcada para a próxima sexta-feira (27), deve ser a mais digital de todos os tempos . De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, as vendas online devem crescer 77% em relação ao evento do ano passado. E mais gente comprando na internet significa, também, mais gente vulnerável a cair em golpes online .

Boa parte desses golpes  acontece na forma de pagamento. Dos R$ 1,3 bilhão em compras online que a antifraude Konduto analisou durante a Black Friday de 2019, mais de R$ 31 milhões eram de origem fraudulenta.

E na hora de aplicar golpes desse tipo, o foco dos cibercriminosos costuma ser os boletos . Geralmente, os golpistas criam sites falsos e enviam boletos faudulentos para os clientes – se eles realizam o pagamento, o dinheiro é roubado.

Por que os boletos são perigosos?

Um dos motivos pelos quais os boletos são grandes alvos de fraude  é a impossibilidade de estorno, permitido pelo cartão de crédito , por exemplo. Além disso, para ter para ter a opção de pagamento em cartão, as lojas digitais passam por vários requisitos de segurança , o que aumenta a credibilidade – e, justamente por isso, as lojas falsas oferecem apenas o boleto como forma de concluir a suposta compra.

Leia Também:  Procurando ofertas na Black Friday? Uma legião de robôs pode te passar a perna

A primeira dica para evitar cair em golpes financeiros, portanto, é justamente essa: evitar lojas que tenham o boleto como única forma de pagamento, e sempre preferir usar o cartão.

“O boleto bancário é o segundo método de pagamento mais utilizado no Brasil e, diferente dos cartões de crédito, é uma alternativa que não permite estornos. Os consumidores devem evitar, ao máximo, lojistas que tenham a intenção de finalizar a compra em aplicativos de conversas, na tentativa de convencê-lo a realizar uma transferência bancária com um super desconto. Com a chegada do Pix é preciso redobrar a atenção, uma vez que o pagamento é instantâneo e o dinheiro não tem volta”, afirma Ralf Germer, CEO e cofundador da PagBrasil, fintech brasileira de processamento de pagamentos para e-commerce.

Como evitar cair no golpe do boleto falso

Se você optar por fazer compras em boleto nessa Black Friday , é preciso se atentar a algumas questões. Boletos fraudados podem ser nomeados para outra empresa diferente da que foi realizada a compra ou podem ter o valor alterado, fazendo o cliente pagar mais caro do que o preço do produto. Confira as dicas para identificar um boleto falso:

  • Confira se os dados (nome e CNPJ) do beneficiário do boleto são os mesmos da loja online ou processadora de pagamentos utilizada pelo e-commerce em questão;
  • Confira se os dados do pagador são os seus;
  • Olhe os últimos dígitos do código de barras do boleto, porque ele se refere ao valor do documento. Se sua compra foi de R$ 543,21, por exemplo, os últimos dígitos do boleto devem ser 54321 – se não forem, é melhor não realizar o pagamento;
  • Veja se o código de barras está nítido. “O consumidor deve se atentar ao código de barras: ele representa a sequência de números do próprio boleto. Caso este campo esteja danificado ou com algum indício de violação, o cliente é ‘obrigado’ a digitar a sequência numérica, que pode ter sido alterada”, alerta Tom Canabarro, CEO e cofundador da Konduto.
Leia Também:  Agora vai? Libra, moeda digital do Facebok, pode ser lançada em janeiro

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Agora vai? Libra, moeda digital do Facebok, pode ser lançada em janeiro

Publicados

em


source

Olhar Digital

facebook libra
Divulgação

Facebook Libra pode ser lançada

A Libra , moeda digital do Facebook , pode ser lançada já em janeiro de 2021. Entretanto, ela poderá operar de forma diferente do planejado quando foi anunciada, em junho do ano passado.

Originalmente, a Libra não teria seu valor vinculado a uma única moeda, mas sim a uma “cesta” de moedas e outros investimentos. Bancos centrais e agências reguladora expressaram preocupação com esse modelo, alegando que ele concentra poder demais nas mãos do Facebook.

A empresa, então, decidiu mudar o curso. A Libra será uma stablecoin, um tipo de criptomoeda cujo valor não flutua em relação a uma moeda comum, e será inicialmente atrelada ao Dólar norte-americano. A associação responsável pelo projeto Libra planeja, no futuro, lançar outras stabecoins atreladas a outras moedas.

Leia Também:  Agora vai? Libra, moeda digital do Facebok, pode ser lançada em janeiro

A “carteira” para gerenciar a Libra , originalmente conhecida como Calibra, foi renomeada para Novi e deverá ser lançada em conjunto com a moeda. Os usuários poderão usar um app dedicado para enviar e receber Libra, mas também poderão acessar sua carteira do Novi usando apps como o Messenger e WhatsApp . O Facebook espera que as pessoas usem o Novi para enviar dinheiro a parentes ou pagamentos interpessoais.

Outro sistema de pagamentos em desenvolvimento pelo Facebook pode estrear em breve. Anunciado pelo Facebook no início do ano, o WhatsApp Pay foi lançado no Brasil em junho, com o anúncio da parceria com a Cielo como adquirente da plataforma.

Após suspender o serviço poucos dias depois, exigindo mais informações para autorizá-lo, o Banco Central autorizou, em agosto, que “um grupo limitado de cartões” realize transações “de baixo valor” usando o WhatsApp Pay com o objetivo de testar o uso do sistema. Segundo o presidente da Cielo , Paulo Caffarelli, a empresa espera que o Banco Central libere o início das operações do serviço ainda em novembro. 

Leia Também:  Disney+ vai adicionar conteúdo toda sexta-feira no Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA