Esporte

Flamengo vence por 1 a 0 e conquista seu 36º título Carioca

Publicados

em

 

.

Em um Maracanã sem a presença de público, o Flamengo derrotou o Fluminense por 1 a 0, graças a um gol do atacante Vitinho nos acréscimos, e conquistou o seu 36º título do Campeonato Carioca na noite desta quarta (15).

Com o mando de campo, o Flamengo tentou amenizar a ausência de torcedores e repetiu a estratégia do Fluminense no jogo de ida, preparou um grande mosaico para motivar os jogadores com a mensagem “42 milhões com vocês”.

flamengo x fluminenseflamengo x fluminense

Mosaico de apoio ao Flamengo – Marcelo Cortes/Flamengo/Direitos Reservados

Após a vitória de 2 a 1 obtida no último domingo no primeiro jogo da decisão, o Rubro-Negro chegou à partida desta quarta com a vantagem do empate. Já o Fluminense tinha de marcar ao menos um gol para conseguir sonhar com o título.

Primeiro tempo movimentado

A partida começa com as duas equipes com posturas bem claras. O Flamengo trabalha bem a bola na entrada da área da equipe adversária. Já o Fluminense se segura na defesa com a intenção de não dar espaços ao Rubro-Negro, e agride apenas em jogadas de contra-ataque.

Neste contexto a primeira boa chance é do Flamengo, quando, aos 12 minutos do primeiro tempo, Bruno Henrique chega a driblar o goleiro Muriel, mas acaba perdendo o ângulo e prefere tocar para Pedro, que chuta forte para fora.

Porém, dois minutos depois o Tricolor responde com Evanílson, que finaliza com perigo. Mas a bola sai pelo lado do gol de Diego Alves.

Leia Também:  Conmebol divulga jogos da Copa América e libera trocas para mata-mata

Após estas primeiras oportunidades, a dinâmica permanece a mesma, e em um contra-ataque rápido o meia Nenê acha Marcos Paulo, que, aos 25, chuta por cima do gol adversário.

flamengo x fluminenseflamengo x fluminense

Flamengo e Fluminense fizeram um primeiro tempo muito disputado – Alexandre Vidal/Flamengo/Direitos Reservados

Dois minutos depois o Flamengo leva perigo com William Arão, que acerta um chute muito forte da intermediária, mas a bola sobe demais.

Aos 36 minutos é o zagueiro Léo Pereira que tem chance clara de marcar. Ele recebe na grande área e tem liberdade para chutar, mas o goleiro Muriel defende.

Tendo que buscar a vitória, o Fluminense passa a se aventurar mais no ataque, e consegue uma sequencia de boas oportunidades, primeiro com Marcos Paulo aos 37 minutos, após passe de Evanílson, e depois com Nenê, que consegue avançar com perigo pela esquerda, mas acaba cruzando para ninguém.

Porém, a chance mais clara na etapa inicial foi em um contra-ataque do Rubro-Negro, Everton Ribeiro toca em profundidade para Pedro, que se livra da marcação e chuta colocado, mas a bola vai para fora por muito pouco.

Gol nos acréscimos

Precisando de uma vitória, o Fluminense começa a etapa final com uma postura diferente. Adianta suas linhas com a intenção de pressionar a saída de bola do Flamengo.

Leia Também:  CRB vence no fechamento da segunda rodada da Série B

Porém, a primeira oportunidade clara é do Rubro-Negro, quando o meia Gerson cobra falta aos 2 minutos com muito perigo.

Contudo, mesmo com o Fluminense com uma postura mais adiantada, o jogo fica mais amarrado, com as jogadas se concentrando na parte central do campo.

Neste contexto, demora a surgir uma chance de perigo. Ela vem apenas aos 23 minutos, quando Everton Ribeiro chuta por cima do gol de Muriel após passe do atacante Pedro.

Mesmo sendo uma decisão, o jogo cai muito em qualidade, com erros de lado a lado e com poucas oportunidades criadas.

O Flamengo passa então a segurar o jogo, tentando fazer o tempo passar para garantir o título. Já o Fluminense segue para o ataque, de forma desorganizada, em busca de um gol que garanta ao menos a disputa de pênaltis.

Mas o gol chega, mas não para o Tricolor, e sim para o Rubro-Negro. Aos 49 minutos, Vitinho, que entrou na etapa final, consegue recuperar a bola no campo do Fluminense e chuta. A bola desvia em Nino e acaba encobrindo o goleiro Muriel antes de morrer no fundo da rede.

Vitória do Flamengo, que garante desta forma o seu 36º título do Campeonato Carioca.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Érica Sena supera dificuldades e segue treinos no Equador

Publicados

em


.

Até o momento, o atletismo brasileiro tem 24 vagas confirmadas para os Jogos Olímpicos de Tóquio, sendo, desta forma, a modalidade individual com o maior número de representantes já garantidos. Uma delas é Érica Rocha de Sena, da marcha atlética. Com a marca de 1h27min35, obtida em La Coruña, em junho de 2019, a pernambucana se classificou para a prova dos 20 km.

Após passar mais de três meses apenas treinando em uma esteira dentro de sua casa em Cuenca (Equador), onde vive com seu marido Andrés Chocho, a atleta de 35 anos está voltando às atividades na pista e nas ruas da cidade. Porém, os impactos causados pela pandemia novo coronavírus (covid-19) ainda não foram totalmente superados.

“Meu corpo mudou um pouco nesta quarentena, continuo pesando a mesma coisa, mas com algumas mudanças. Estou voltando aos poucos aos treinos fortes e recuperando o que perdemos”, disse a quarta colocada nos 20 km dos dois últimos Campeonatos Mundiais (Doha 2019 e Londres 2017).

Leia Também:  PM apreende drogas, armas e recupera carro roubado na região do Caparaó

“Temos que treinar com a máscara, o que dificulta muito. Além disso, tem muita gente saindo às ruas para correr, muitos sem nenhuma proteção”, disse a atleta. Sena está ansiosa pela oportunidade de voltar a treinar na Europa. “Com mais tranquilidade na preparação para recomeçar, de fato, os treinos para a Olimpíada de Tóquio. Lá é o ideal. Meu objetivo é brigar por uma medalha em 2021”, declarou a marchadora, sétima colocada nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro.

Alteração do calendário para busca de índices

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) recebeu na última quarta-feira (12) uma circular da World Athletics (entidade máxima do atletismo) com informações sobre a antecipação do calendário da janela de obtenção dos índices olímpicos das provas de maratona e marcha atlética, passando de 1º de dezembro para 1º de setembro de 2020.

A decisão da entidade limita-se apenas ao índice de qualificação. O acúmulo de pontos para o ranking mundial e a classificação automática por meio da colocação nas maratonas dos selos gold e platinum permanecem suspensos até 30 de novembro. Durante o período de 1º de setembro a 30 de novembro os atletas podem alcançar os índices apenas em eventos identificados e autorizados por uma federação membro, ou que façam parte do circuito mundial de atletismo, com controle de dopagem e seguindo todos os requisitos da World Athletics.

Leia Também:  No Dia do Estudante, Governo do Estado investe R$ 129 milhões na Educação

Sendo assim, a CBAt informou que os atletas que desejarem tentar a qualificação olímpica em tais eventos devem comunicar a confederação.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA