Política

Favatto quer checagem de B12 em hemograma

Publicados

em


O deputado Dr. Rafael Favatto (Patri) apresentou o Projeto de Lei (PL) 220/2021 que acrescenta contagem de nível sérico da vitamina B12 nos exames de hemograma realizados pelos laboratórios de análises clínicas no Espírito Santo. A matéria será analisada pelas comissões de Justiça, Saúde e Finanças.

Na justificativa do texto, Favatto esclarece que são diversos os benefícios proporcionados pela vitamina B12. O principal deles é a contribuição essencial para a produção das células vermelhas sanguíneas, fundamentais para a saúde humana. A regeneração dos músculos recebe auxílio desse nutriente, assim como a metabolização da proteína pelo organismo.

O deputado acrescenta também que é atribuído à vitamina B12 o poder de auxiliar na prevenção da depressão e do câncer. “A deficiência dessa vitamina pode ser imperceptível ao início, causando sintomas secundários que deverão ser investigados a partir de um diagnóstico diferencial”, explica o parlamentar, que é médico.

Conforme Dr. Rafael Favatto, alguns dos sinais da deficiência de vitamina B12 são anemia, pele e olhos amarelados, diarreia, falta de ar, náuseas, tonturas, taquicardia, fraqueza e problemas nos nervos. “Muitos desses sintomas são muito graves, inclusive os nervosos, indicadores de danos neurológicos causados pela insuficiência da vitamina”, afirma ainda Favatto.

Leia Também:  PEC obriga oferta regular de ensino noturno

Padrão referencial

O deputado finaliza explicando que o exame mais comum para identificar os níveis de vitamina B12 no organismo é o que mede a sua presença no sangue. Considera-se como valores normais a presença de 200 a 900 pg/ml dessa substância no organismo. Valores menores ou maiores indicam desordens fisiológicas. 
 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Parque em Castelo pode ser municipalizado

Publicados

em


Tramita na Assembleia Legislativa (Ales), o Projeto de Lei (PL) 244/2021, que tem por objetivo autorizar a municipalização do Parque Estadual da Mata das Flores, em favor do município de Castelo, que fica na Região Sul do estado. De autoria do deputado Adilson Espindula (PTB), a proposta é passar a concessão, que hoje é do governo estadual, para a prefeitura. Para isso, o texto diz que o município deverá manter todas as finalidades e características do parque.

Com cerca de 800 hectares, o parque leva esse nome devido à grande diversidade de espécies vegetais, presentes nos fragmentos florestais da Mata Atlântica. A lista reúne 239 espécies com flores e frutos, pertencentes a 159 gêneros e 61 famílias de plantas. Foram identificados também 83 tipos de espécies, entre elas as samambaias. 

Caso a proposta seja aprovada e vire lei, a gestão do parque, totalmente localizado no município de Castelo, e de todo o acervo técnico, administrativo, estrutural e plano de manejo, resultante da criação e implantação do parque, ficará sob a responsabilidade do município. O Parque Estadual da Mata das Flores foi criado pela Lei Estadual 4.617/1992

Leia Também:  Polícia localiza homem que matou gato na Serra

“O município de Castelo tem interesse na municipalização do Parque, mediante compromisso de manter as finalidades da preservação da natureza e do meio ambiente, naquele pedaço de terras castelenses. A municipalização do Parque desonera o erário estadual das despesas com a vigilância, a manutenção e o plano de manejo a ser implantado, de acordo com a legislação ambiental vigente” justifica o autor.

Tramitação

O projeto passará pelo crivo das comissões de Justiça, Finanças e Meio Ambiente antes de ser analisado pelo conjunto dos deputados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA