Entretenimento

Família Real divulga lista de convidados para funeral de Philip

Publicados

em


source
Família Real divulga lista de convidados para funeral de Príncipe Philip
Reprodução

Família Real divulga lista de convidados para funeral de Príncipe Philip

O Palácio de Buckingham revelou nesta quinta-feira (15) a lista com os nomes das 30 pessoas convidadas para o restrito funeral do príncipe Philip,  morto no último dia 9.

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a cerimônia acontecerá somente com a presença dos membros mais próximos da Família Real.

De acordo com a programação informada pelo Palácio de Buckingham, uma procissão dentro da área do Castelo de Windsor começará a partir das 10h45 (horário de Brasília) até chegar à Capela de São Jorge, em um trajeto que deverá durar por volta de oito minutos.

O caixão do duque de Edimburgo vai ser levado por um Land Rover especialmente modificado e o veículo será acompanhado a pé por alguns membros da Família Real, que estarão ao lado e atrás do carro. Na ocasião, os irmãos Harry e William ficarão na parte de trás separados apenas por Peter Phillips, filho da princesa Anne.

Leia Também:  "Eu que terminei e não por traição", diz Whindersson sobre casamento com Sonza

Você viu?

A rainha Elizabeth II, por sua vez, seguirá para a Capela de São Jorge separadamente.

Os convidados da cerimônia utilizarão roupas civis e o uso de máscaras de proteção será obrigatório. Às 11 horas (horário de Brasília) será respeitado um minuto de silêncio em homenagem a Philip. Já depois da cerimônia religiosa, que deverá durar quase uma hora, o corpo do príncipe será sepultado em Windsor.

Meghan Markle, esposa do príncipe Harry, não participará da cerimônia. A duquesa de Sussex está grávida do segundo filho do casal e não recebeu autorização dos seus médicos para viajar até Londres.

Entre os presentes no funeral estará o empresário italiano Edoardo Mapelli Mozzi, marido da princesa Beatrice, filha do príncipe Andrew com Sarah Ferguson, duquesa de York.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Datena polemiza ao dizer que “China deixou vazar o vírus”; assista

Publicados

em


source
Datena
Reprodução Band

Datena

José Luiz Datena, apresentador do “Brasil Urgente” , gerou polêmica nesta segunda-feira (10) ao falar sobre as relações entre Brasil e China. O jornalista criticou o fato de o país estar barrando o envio de alguns insumos necessários para a produção da vacina e disse que a nação deveria ter mais responsabilidade, visto que foi supostamente responsável por deixar o novo coronavírus (Sars-coV-2) “escapar” para o mundo. 

“A China deveria ter uma responsabilidade maior sobre liberação de insumos e quebra de batente de vacina, porque o vírus se criou lá e saiu de lá. Então eles devem ter mais responsabilidade. Não tenho nada contra chinês, contra a China, contra a cultura chinesa, não tenho nada com isso, mas esse negócio de ficar segurando vacina, isso é uma sacanagem”, disse Datena no “Brasil Urgente”.

“É porque o Bolsonaro meteu o pau nos caras? O que o brasileiro tem a ver com isso?”, questionou o jornalista. Vale lembrar que Jair Bolsonaro sempre criticou o país oriental, criando mal-estar entre as nações. “A China tem responsabilidade já que deixou escapar o vírus. Devia pensar melhor na questão de quebrar patente, ou, pelo menos, mandar insumo para os outros porque esse vírus escapou de lá”, continuou o jornalista .

Leia Também:  Jennifer Lopez e Ben Affleck viajam juntos após 17 anos separados

“Eles demoraram demais pra anunciar e a Organização Mundial de Saúde também dormiu no meio do caminho. Então, principalmente a China não tinha que segurar insumo coisa nenhuma. Se o nosso presidente da República mete o pau, que culpa tem a população brasileira disso?”, questionou.

“Isso é uma sacanagem. Até agora eu não ataquei chinês, não ataquei ninguém em relação às vacinas, mas ser contra quebra de patentes e ficar enrolando no envio de insumos pra gente produzir vacina aqui, eles deveriam pensar na responsabilidade, já que o vírus saiu de lá. É o fim do mundo!”, pontuou.

As relações entre China e Brasil estão estremecidas após recentemente o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) insinuar uma “guerra biológica” citando o país asiático. Esta não é a primeira vez que as relações com os chineses é colocada em cheque. Em novembro de 2020, Eduardo Bolsonaro, filho do chefe de estado, acusou o governo chinês de ter um “comportamento perigoso” na pandemia – o que reverberou negativamente no cenário internacional. Assista ao vídeo. Minutagem: 1h13.

Leia Também:  Ana Maria critica ataques a ex-BBBs: "Arthur recebendo ameaças de morte"


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA