Agronegócio

Faculdade CNA está com inscrições abertas para cursos de graduação EAD

Publicados

em


Brasília (14/01/2021) – A Faculdade CNA está com as inscrições abertas para a seleção dos cursos de graduação a distância em Gestão do Agronegócio (3 anos), Gestão Ambiental (2 anos), Gestão de Recursos Humanos (2 anos) e Processos Gerenciais (2 anos).

Os interessados têm até o dia 24 de fevereiro para efetivar a inscrição pelo site www.faculdadecna.com.br. A mensalidade custa R$ 179 e as aulas terão início em março.

São três formas de ingresso: quem já é graduado participará da seleção por meio de análise documental. Os demais podem optar pelo vestibular online por meio de prova de Redação ou utilizar o resultado do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) dos últimos três anos – com nota igual ou superior a 250 pontos.

Na inscrição é necessário escolher um dos 40 polos distribuídos nos estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins. 

Leia Também:  CNA debate regulamentação do Pagamento por Serviços Ambientais

Cursos – A graduação em Gestão do Agronegócio prepara o profissional para gerenciar a armazenagem e venda da produção, controlando os preços para a máxima rentabilidade para o negócio.

A formação em Processos Gerenciais desenvolve a capacidade de gestão administrativa, de produção e comercial, preparando o aluno para o planejamento estratégico e gestão de projetos.

No curso superior em Gestão Ambiental o aluno aprenderá como planejar, desenvolver e gerenciar projetos ambientais no setor agropecuário.

Já na graduação em Gestão de Recursos Humanos são aprofundadas atribuições da atividade de gestor de recursos humanos, como recrutar e selecionar profissionais de acordo com o perfil da empresa.

Serviço:

O que: Inscrições para o processo seletivo dos cursos de graduação em gestão do agro

Quando: até dia 24 de fevereiro

Onde: http://www.faculdadecna.com.br/

Assessoria de Comunicação CNA

Foto: Wenderson Araujo

Telefone: (61) 2109-1419

flickr.com/photos/canaldoprodutor

cnabrasil.org.br

twitter.com/SistemaCNA

facebook.com/SistemaCNA

instagram.com/SistemaCNA

facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agronegócio

CNA e Receita Federal discutem Livro Caixa Digital do Produtor Rural

Publicados

em


Brasília (26/02/2021) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu com a Receita Federal do Brasil (RFB) e com diversos contadores de todo o Brasil, na sexta (26), para discutir e analisar as principais dificuldades enfrentadas no preenchimento do Livro Caixa Digital do Produtor Rural (LCDPR), no qual é feita uma prestação de contas das principais informações tributárias e financeiras referentes às atividades agropecuárias.

“O objetivo foi discutir problemas técnicos e dúvidas dos produtores, principalmente no momento de fazer a declaração. A partir disso, vamos reunir sugestões de melhorias por meio das Federações de Agricultura estaduais, sindicatos rurais e contadores para encaminhar à Receita Federal. Queremos sensibilizar os contribuintes sobre a importância da autorregularização, a fim de evitar multas e fiscalizações”, afirmou o coordenador do Núcleo Econômico da CNA, Renato Conchon.

O auditor-fiscal da RFB, Pablo Graziano Alvim Moreira, apresentou um levantamento realizado pela entidade sobre as inconsistências identificadas com maior frequência e respectivas orientações. Segundo ele, das 5.453 declarações ativas, em 2019, 2.586 tiveram algum tipo de imprecisão de dados.

Leia Também:  Decisão sobre Convênio ICMS 100 é adiada para 12 de março

“São pontos simples, mas que exigem correção porque o LCDPR é uma declaração que traz muitas informações sobre a produção e todas são importantes para a Receita Federal. A intenção é orientar os contribuintes para o preenchimento espontâneo, melhorar a confiança mútua e gerar menos conflitos”, disse Pablo Graziano Alvim Moreira.

Na opinião do coordenador-geral de Programação e Estudos da RFB, Paulo Cirilo Santos Mendes, a participação da CNA no recebimento e na consolidação de dúvidas é fundamental para que essas questões cheguem até a Receita e possam ser corrigidas visando uma gestão adequada da parte tributária.

“Diante dos equívocos apresentados pelos representantes da RFB, contadores e produtores rurais que apresentaram o LCDPR em 2020, terão a oportunidade de se regularizarem antes do início do procedimento de fiscalização, evitando assim maiores complicações e custos, visto que são procedimentos simples de serem corrigidos”, declarou a advogada da CNA, Viviane Faulhaber Dutra de Magalhães.

Conchon lembrou, ainda, que o acompanhamento e a correção dos erros nas declarações do ano passado são imprescindíveis. “Tanto para evitar multas e fiscalização relativos à 2020, como para não cometer o mesmo erro na declaração de 2021, que iniciará o prazo de entrega em 1º de março”.

Leia Também:  Inscrições prorrogadas para o vestibular da Faculdade CNA

A reunião também contou com a presença do auditor-fiscal da RFB, Afrânio Rodrigues Bezerra Filho, além de produtores rurais.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA