Política

Exposição virtual da Ales homenageia as mães

Publicados

em


Para Patrícia Eggert a maternidade é a realização de um sonho. Para Joanna Feu Rosa, foi a escolha mais difícil da vida em meio ao tratamento contra o câncer. Para Déborah Sabarah, representou uma guinada no caminho que levava em meio à prostituição e dependência das drogas. Já Josie Durão enfrenta o desafio diário de conciliar o trabalho e a criação dos filhos solo.

As histórias e fotografias dessas e outras personagens são destaque na Exposição Laços de Amor, realizada pela Assembleia Legislativa (Ales), por meio da Secretaria de Comunicação Social (SCS), para homenagear as mães. Pela primeira vez, a Casa realiza uma exposição em formato virtual, por força das restrições impostas pela pandemia da Covid-19. 

“Essa exposição foi criada para levar de forma segura, e com todas as limitações que estamos vivendo, um pouco de amor, ternura e da grandiosidade do sentimento materno. O mundo está precisando de calor humano, e exemplos de superação e esperança”, explica a secretária de Comunicação da Ales, Margô Devos.

Também por conta da pandemia, a exposição tem o formato colaborativo. As próprias participantes enviaram fotos de seus acervos pessoais e todo o processo de produção e organização do trabalho ocorreu de forma remota.

Leia Também:  Sal-gema: frente quer diálogo com governo

“Ser mãe é uma experiência única. E nada melhor que uma homenagem inédita e única pensada pela Secretaria de Comunicação Social para marcar a data. É uma exposição cheia de significados porque junta o ineditismo do formato virtual, em razão da pandemia do novo coronavírus, e o carinho de homenagear as mães, independente de raça, credo, sexo. Foi um trabalho feito com amor e carinho pelos servidores da Coordenação de Web da Ales, afinal, para mostrar o amor de mãe, nossa imaginação não tem limites”, pontua a coordenadora de Web, Daniella Sanz.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Parque em Castelo pode ser municipalizado

Publicados

em


Tramita na Assembleia Legislativa (Ales), o Projeto de Lei (PL) 244/2021, que tem por objetivo autorizar a municipalização do Parque Estadual da Mata das Flores, em favor do município de Castelo, que fica na Região Sul do estado. De autoria do deputado Adilson Espindula (PTB), a proposta é passar a concessão, que hoje é do governo estadual, para a prefeitura. Para isso, o texto diz que o município deverá manter todas as finalidades e características do parque.

Com cerca de 800 hectares, o parque leva esse nome devido à grande diversidade de espécies vegetais, presentes nos fragmentos florestais da Mata Atlântica. A lista reúne 239 espécies com flores e frutos, pertencentes a 159 gêneros e 61 famílias de plantas. Foram identificados também 83 tipos de espécies, entre elas as samambaias. 

Caso a proposta seja aprovada e vire lei, a gestão do parque, totalmente localizado no município de Castelo, e de todo o acervo técnico, administrativo, estrutural e plano de manejo, resultante da criação e implantação do parque, ficará sob a responsabilidade do município. O Parque Estadual da Mata das Flores foi criado pela Lei Estadual 4.617/1992

Leia Também:  Nésio Fernandes presta contas nesta sexta-feira

“O município de Castelo tem interesse na municipalização do Parque, mediante compromisso de manter as finalidades da preservação da natureza e do meio ambiente, naquele pedaço de terras castelenses. A municipalização do Parque desonera o erário estadual das despesas com a vigilância, a manutenção e o plano de manejo a ser implantado, de acordo com a legislação ambiental vigente” justifica o autor.

Tramitação

O projeto passará pelo crivo das comissões de Justiça, Finanças e Meio Ambiente antes de ser analisado pelo conjunto dos deputados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA