Negócios

Estaleiro Jurong Aracruz terá 2000 contratados até abril

Publicados

em

Já foram investidos R$ 700 milhões no empreendimento que, até 2016, deverá contratar 6000 trabalhadores

Por | 15.01.2014

O governador Renato Casagrande e o secretário de Estado de Desenvolvimento, Nery De Rossi, visitaram as instalações do Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) na manhã desta terça-feira (14) e assistiram a uma apresentação dos representantes da empresa sobre o andamento do projeto. O EJA já está com 40% das suas obras concluídas e deverá atingir um número de 2000 colaboradores até abril deste ano.

O governador Casagrande comemorou os números apresentados. “O empreendimento vai criar um polo naval, que representa uma nova atividade em nossa economia, e vai gerar grandes oportunidades para os moradores da região, destacou.

De acordo com a diretora de Relações Institucionais da empresa, Luciana Sandri, já foram investidos R$ 700 milhões no empreendimento que, até 2016, deverá contratar 6000 trabalhadores. “O estaleiro vem mudando a realidade dos moradores da região de Aracruz e do Estado. Atualmente, 92% dos nossos fornecedores são do Estado e apenas 8% dos demais estados. Cerca de 46% desses fornecedores são de Aracruz e Fundão. Além disso, em 2013 treinamos 995 pessoas e foram investidos cerca de R$ 2 milhões no Programa de Treinamento de estudantes, em parceria com o Ifes (Instituto Federal do Espírito Santo), em intercâmbio em Singapura”.

Na opinião do presidente do EJA, Martin Cheah, o andamento das obras e os investimentos realizados fazem com o Espírito Santo saia na frente no segmento da indústria naval. “O EJA vai ser um dos melhores estaleiros do Brasil do ponto de vista operacional”, disse.

Em maio deste ano, o estaleiro receberá o casco do primeiro navio-sonda que será construído no Brasil.

O empreendimento

O Estaleiro Jurong Aracruz faz parte da Sembcorp Marine, que é um grupo líder mundial de engenharia marinha e oceânica, com 49 anos de experiência e comprovada capacidade na construção de plataformas submersíveis (jack-ups) de alta especificação, com a inovadora e ágil construção de plataformas semissubmersíveis, conversão de flutuantes de produção e instalações de armazenamento, como também de engenharia e construção de plataformas oceânicas.

O projeto de instalação do estaleiro inclui um dique flutuante, um cais de atracagem, como também oficinas de acessórios de tubulação e a fabricação de aço. Após sua conclusão, o Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) terá capacidade para assumir a construção de plataformas, semissubmersíveis e jack-ups de perfuração, plataformas e embarcações de suprimentos como também de integração de FPSO (flutuantes de produção, armazenamento e descarga) e da fabricação de módulos de integração, além dos tradicionais serviços de reparos de sondas de perfuração, reparos, modificação e melhoramentos em embarcações.

 

Leia Também:  Veículos automotores e outros equipamentos de transporte puxaram crescimento da indústria

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  Produção industrial encerra 2011 com crescimento de 0,3%

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  ?O desenvolvimento do Espírito Santo passa pela nova BR 101?, afirma Casagrande no leilão da Bovespa

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA