Política

Espírito Santo tem nova rota turística no sul

Publicados

em

 

A Rota do Frade e a Freira é a mais nova iniciativa para impulsionar o turismo no Espírito Santo. O novo circuito foi criado pela Lei 11.254/2021, publicada nesta quinta-feira (16), no Diário Oficial do Estado. De autoria do deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB), a rota vai contemplar os municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Novo do Sul e Vargem Alta, no sul do estado.

A ideia, segundo Mameri, é promover o desenvolvimento sustentável e o potencial turístico da região, realizando eventos para gerar visibilidade aos municípios, aumentar o fluxo de turistas e possibilitar novas fontes de emprego e renda.

Natural da região – o parlamentar nasceu em Cachoeiro de Itapemirim -, Mameri ressalta o potencial turístico do local e explica que a proposta é formar uma órbita de aproximadamente 17 km ao redor do monumento natural que dá nome à rota: “Atingiria os quatro municípios passando pelas comunidades Itapecoá, Santa Maria, São Manoel do Frade, Poço Dantas, Sucego e Frade (…). Dentro da rota também estariam compreendidas as duas estradas que dão acesso às trilhas que levam ao topo do monumento natural e que necessitam de melhorias”.

Leia Também:  PL exige exame que comprove morte por Covid

O Frade e A Freira

Com 683 metros de altitude, uma formação granítica que mostra as silhuetas de um frade e de uma freira chama a atenção de quem trafega na BR-101 sul. O monumento natural O Frade e A Freira está situado na divisa dos municípios de Itapemirim e Vargem Alta. Em 1986, a região foi considerada Patrimônio Natural Cultural pelo Conselho Estadual de Cultura. Conta a lenda que um frade e uma freira se apaixonaram e, diante da impossibilidade de viverem esse amor, foram transformados em montanha por Deus para que permanecessem juntos.

A Lei 11.254/2021 é oriunda do Projeto de Lei (PL) 46/2021, que tramitou na Assembleia Legislativa em urgência e foi aprovado no último dia 22 de março.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Finanças aprova PL que valoriza pintura germânica

Publicados

em


Em reunião ordinária virtual, a Comissão de Finanças aprovou, nesta segunda-feira (10), projeto que declara patrimônio cultural imaterial capixaba o bauernmalerei, uma técnica de pintura sobre madeira, vidro ou metal, com pinceladas em forma de vírgula, gota ou a letra “S”. O bauernmalerei já é considerado patrimônio cultural dos municípios de Marechal Floriano e Domingos Martins.

Esse método de pintura foi criado por camponeses da Alemanha, Áustria e Suíça e trazido e praticado por imigrantes pomeranos e seus descendentes no Espírito Santo e em outros estados brasileiros.

Bauernmalerei é a junção das palavras bauern (camponês) com a palavra malerei (pintura), o que significa, segundo o autor do Projeto de Lei (PL) 652/2019, o deputado de descendência pomerana Adilson Espindula (PTB), pintura campestre (ou camponesa).

Os deputados aprovaram seis projetos de lei e rejeitaram outros três. A reunião foi coordenada pelo presidente do colegiado, deputado Freitas (PSB). Participaram também os deputados Marcelo Santos (Podemos), Dr. Emílio Mameri (PSDB), Engenheiro José Esmeraldo (sem partido), Dr. Rafael Favatto (Patri), Marcos Madureira (Patri), Dary Pagung (PSB) e Adilson Espindula.

Leia Também:  Portugal inaugura ponte suspensa de mais de 500 metros para pedestres

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA