Política

Escolhido por Ferraço, Diego Libardi traça primeiros passos de sua pré-candidatura a prefeito de Cachoeiro

Publicados

em

O mercado político de Cachoeiro de Itapemirim se surpreendeu na noite desta quinta-feira (12) quando o deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM) comunicou que o seu pré-candidato a prefeito é o jovem advogado Diego Libardi.

Aos 37 anos, casado, Diego Libardi é atualmente superintendente do IBAMA no Espírito Santo e presidente do DEM em Cachoeiro.

Na manhã desta sexta-feira (13) o pré-candidato conversou com o site Atenasnotícias e já definiu seus próximos passos para a consolidação do seu nome.

“Antes de tudo é preciso falar da honra de ser lembrado e apoiado por essa importante liderança que é Theodorico Ferraço. Agora é consolidar esse projeto. O primeiro passo é reunir com nossos correligionários e formar uma equipe técnica para formatar um projeto alternativo para a cidade”.

De acordo com Diego Libardi essa primeira reunião com os sequazes já vai acontecer neste fim de semana e posteriormente passará a ouvir a população.

“Sim, já neste fim de semana e inicialmente é isso: faremos um planejamento de atividades. Depois é percorrer a cidade para ouvir à população, e divulgar nossas ideias iniciais em busca do amadurecimento do projeto”.

Leia Também:  CadÚnico: aprovada urgência para novo prazo

Outra ideia do pré-candidato do DEM é agendar o lançamento da pré-candidatura com um bom evento na cidade. Mas isso ainda dependerá de um alinhamento com Ferraço:

“Estou pensando inicialmente na data de 25 de Março, mas ainda preciso alinhar isso com deputado Ferraço”, revelou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Herança: passa parcelamento em 12 vezes de imposto

Publicados

em


.

Os deputados aprovaram, durante sessão ordinária desta terça-feira (26), realizada por videoconferência, o Projeto de Lei (PL) 23/2019, de autoria do deputado Bruno Lamas (PSB). A matéria permite o parcelamento em até doze vezes do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCMD).

O ITCMD é um imposto estadual devido por pessoa física ou jurídica que receber bens ou direitos por herança, em decorrência da morte do antigo proprietário, ou por doação. O PL altera a Lei Estadual 10011/2013, que, atualmente, permite o pagamento do imposto conforme regulamento, mas não descreve o parcelamento do valor. A matéria foi analisada pela Comissão de Justiça e Finanças.

Doação

Os deputados aprovaram o Projeto de Lei 300/2020, de autoria do Executivo, que autoriza o governo a doar um terreno para a prefeitura de Vitória para o funcionamento de uma escola de ensino fundamental. De acordo com a matéria, o imóvel tem área de 2 mil m² e está localizado no bairro Romão. A prefeitura da capital vai ter um prazo de cinco anos para demolir a edificação atual e construir uma instalação onde vai funcionar a Escola de Ensino Fundamental Irmã Jacinta Soares de Souza e Lima. O Projeto foi analisado pelas Comissões de Justiça e Finanças.

Leia Também:  Fala de Carla Zambelli sobre PF levanta suspeita de informações privilegiadas

Patrimônio Histórico

Outro projeto aprovado é o PL 599/2019, de autoria do deputado Gandini (Cidadania) que declara o Santuário-Basílica de Santo Antônio como patrimônio histórico material do Estado. O projeto foi analisado pelas Comissões de Justiça, Cultura e Finanças.

Na justificativa da matéria, o autor descreve que a construção da Basílica Santo Antônio tem inspiração na arquitetura renascentista italiana da Igreja Nossa Senhora da Consolação (tempio di Santa Maria della Consolazione) da cidade de Todi, Itália. Seu estilo arquitetônico é formado por cúpulas, arcos, pilastras, paredes de concreto, tijolos e argamassa. Tem 37 metros de altura, dotada de 900 metros quadrados de espaço interno e capacidade para duas mil pessoas, sendo 650 sentadas.

Veja como ficou a Ordem do Dia:

1.    Projeto de Lei 197/2020, do deputado Hudson Leal, que dispõe sobre a redução proporcional das mensalidades da rede privada de ensino durante o plano de contingência do novo coronavírus da Secretaria de Estado de Saúde. O projeto tramita juntamente com as seguintes propostas: PL 205/20, do deputado Pr. Marcos Mansur; PL 206/20, do deputado Enivaldo dos Anjos; PL 212/20, do deputado Capitão Assumção e PL  237/20, do deputado Dr. Rafael Favatto. Prazo na Comissão de Justiça para análise de emendas. Aprovado.

Leia Também:  Queda na arrecadação vai obrigar Prefeitura de Guaçuí fazer demissões

2.    Projeto de Lei 300/2020, oriundo da Mensagem Governamental nº 77/2020, que autoriza do Poder Executivo a doar ao município de Vitória o imóvel que especifica. Aprovado.

3.    Projeto de Lei 599/2019, do deputado Fabrício Gandini, que declara patrimônio histórico material do Estado o Santuário-Basílica de Santo Antônio. Aprovado.

4.    Projeto de Lei 23/2019, do Deputado Bruno Lamas, que altera a redação do caput do art. 30 Lei nº 10.011, de 21 de maio de 2013 que dispõe sobre o Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCMD), definindo seu pagamento de forma parcelada. Aprovado.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA