Negócios

ES terá unidade de beneficiamento de vidros

Publicados

em

Por | 09.07.2013

O Governo do Espírito Santo segue forte com sua política de descentralização do desenvolvimento. Na manhã desta terça-feira (09), o Estado assinou um protocolo de intenções com a empresa Tecnovidro, no Palácio Anchieta, visando à instalação de uma unidade industrial da empresa no município de Colatina. O empreendimento contará com investimentos de cerca de R$ 20 milhões e deve gerar 150 empregos diretos, além de outras 500 vagas indiretas.

O protocolo foi assinado pelo governador Renato Casagrande, pelo secretário de Estado de Desenvolvimento (Sedes), Nery De Rossi, pelo prefeito de Colatina, Leonardo Deptulski e pelo diretor-presidente da Tecnovidro, Marco de Bastiani.

De acordo com o governador Renato Casagrande, o Estado está investindo em infraestrutura para atrair novas empresas para Espírito Santo. “Somente em Colatina, estamos pavimentado o polo Maria Ortiz, construindo o contorno da cidade, realizando melhorias na ponte e identificando o melhor local para a construção de uma nova, desenvolvendo o projeto de mobilidade para o município, além de outras obras. Tudo isso para que os empresários encontrem as melhores condições para investir com segurança e eficiência”, avaliou.

Leia Também:  Fruticultura cresce no Espírito Santo


A planta da Tecnovidro, que será instalada numa área de 100 mil m², beneficiará vidros para a indústria moveleira, automotiva, construção civil, eletrodomésticos de linha branca e decoração. A construção do empreendimento deve ser iniciada ainda em 2013 e a previsão é que comece a operar no início de 2015.

O governador lembrou ainda que a Tecnovidro será o primeiro empreendimento a utilizar recursos do Fundo de Desenvolvimento e Participações do Espírito Santo (Fundepar). “Nós aportamos R$ 200 milhões no Fundepar e agora temos a primeira empresa utilizando o fundo, mostrando que o Proedes está gerando resultados efetivos na atração de investimentos, tornando o Estado mais competitivo. E o que queremos é justamente ser uma referência em competitividade e eficiência para o Brasil”, enfatizou o governador.

A Tecnovidro criará sinergias com os segmentos econômicos já existentes na Região Norte do Estado, como o setor moveleiro, bem como com atividades em implantação, como é o caso da indústria automotiva que a Marcopolo está instalando no município de São Mateus.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Nery De Rossi, lembrou que a instalação da Tecnovidro é mais uma marca do quarto ciclo de desenvolvimento do Espírito Santo. “Estamos trabalhando para atrair empreendimentos que agreguem valor à economia do Estado, de forma complementar aos projetos que já estão instalados ou que estão em implantação. Assim, além de diversificar e descentralizar o crescimento, fortalecemos as cadeias produtivas e damos mais competitividade para os negócios, gerando mais oportunidades para os capixabas”, destacou.

Leia Também:  Venda de automóveis no país cresce 3,4% em 2011 e bate recorde

De acordo com o diretor-presidente da Tecnovidro, Marco de Bastiani, o projeto da empresa no Espírito Santo será inovador. “Vamos construir uma fábrica de parabrisa para ônibus, que ainda não temos no Brasil. Assim, poderemos atender à Marcopolo, que já é nossa cliente no Rio de Janeiro, e também a fábrica que eles estão construindo em São Mateus”.


Além dos parabrisas, a unidade de beneficiamento de vidros poderá fornecer para empresas como a Itatiaia, indústria de móveis para cozinha e linha branca, recém inaugurada no município de Sooretama; a fábrica de móveis da Bertolini, que também avança em construção de sua fábrica em Colatina; entre outros clientes.

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  Fruticultura cresce no Espírito Santo

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  Empresários têm até dia 25 para evitar exclusão do Simples

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA