Cidades

Em meio a guerra de informações, paralisação dos motoristas da Flecha Branca continua em Cachoeiro

Publicados

em

Em meio a uma guerra de informações, segue na manhã desta segunda-feira (25) a paralisação dos motoristas da empresa Flecha Branca (pertencente ao Consórcio Novotrans) que é responsável pelo transporte coletivo em Cachoeiro de Itapemirim.

Essa matéria foi atualizada às 11h30 e segundo informações o impasse continua e deve durar ao longo do dia.

Um advogado e um vereador atuam junto aos funcionários e tentam um conversar com a empresa, sem sucesso. O objetivo, segundo relatos, é resolver pendências financeiras da empresa com os empregados.

Já a empresa, por meio de nota enviada aos veículos de comunicação, informou que tentou conversar com os funcionários, mas considera o movimento ilegal e que tentará a intervenção do Ministério Público do Trabalho.

A Flecha Branca também acusa o movimento de receber influência política. Não há participação do Sindicato dos Motoristas, o que enfraquece e dificulta o diálogo com a empresa.

Nota da Flecha Branca

Logo que deflagrado o movimento paredista na manhã desta segunda-feira dia 25/05/20, representantes do Consórcio buscaram o dialogo na tentativa de solucionar a questão, porém, constatou-se a ilegalidade do movimento, considerando que não está sendo representado pelo sindicato competente, infelizmente, trata-se de movimento iniciado por parte dos funcionários, com influencia de cunho político.

Leia Também:  Em Cachoeiro, Procon orienta usuários de plano de saúde sobre direito a exames de Covid-19

Assim, cumpre esclarecer à população que as medidas cabíveis estão sendo tomadas, inclusive no que tange a intervenção do Ministério Público do Trabalho, conforme determina a lei.

A empresa lamenta que neste momento de dificuldade de praticamente todos os setores produtivos, pessoas estranhas se aproveitem, demonstrando interesse de visibilidade própria em detrimento de prejudicar toda a mobilidade da cidade.

Consórcio Novotrans

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Governador Casagrande entrega 60 leitos de internação em Cachoeiro e, finalmente, Hospital do Aquidabã sai do papel e começa funcionar

Publicados

em

Foto: Giovani Pagotto/Governo-ES

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, na manhã desta segunda-feira (29), a entrega de 60 leitos no Hospital do Aquidabã, que será gerido pelo Hospital Materno Infantil Francisco de Assis (Hifa), em Cachoeiro de Itapemirim. São 40 leitos de enfermaria e 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo dez entregues nesta segunda e outros dez nos próximos dias. A ampliação de leitos possibilita o aumento da capacidade para recebimento de pacientes do novo Coronavírus (Covid-19) na Região Sul.

“Mais do que abrir leitos para Covid, estamos abrindo um novo hospital. É um dia histórico, pois além de ser o Dia do padroeiro da cidade estamos dando uma solução para este hospital, antes chamado de ‘elefante branco’ e que ficou 16 anos fechado sem solução, mas que agora está entregue à população”, afirmou o governador Casagrande.

Na ocasião, secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, destacou que todos os leitos receberam os equipamentos necessários para atendimento. “A unidade está preparada para enfrentar a pandemia e outros desafios futuros na região. Parabenizo, em especial aos trabalhadores que atuarão nessa unidade na certeza que juntos venceremos”, disse.

Leia Também:  Renato Aragão deixa a Globo após 44 anos, mas avisa: "Não paro nunca"

O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Victor Coelho, destacou que o dia é marcante para a cidade. “Neste Dia de São Pedro, padroeiro da cidade de Cachoeiro de Itapemirim, e de aniversário de 49 anos do Hospital Infantil, a população recebe esse presente e mais propostas de saúde. Obrigado!”, exclamou.

A inauguração contou com a presença do subsecretário de Estado de Regulação, Controle e Avaliação em Saúde, Gleikson Barbosa; do superintendente Estadual de Saúde da Região Sul, José Maria Justo; além dos diretores do Hifa e do Hospital Evangélico.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA