Esporte

Em jogo intenso, Ponte sai na frente, toma empate no final e traz ponto para Campinas

Publicado em

Em um jogo muito intenso, a Ponte Preta empatou com o Criciúma fora de casa e trouxe um ponto na mala para Campinas. Lucca abriu o placar logo aos três minutos do primeiro tempo, mas no finalzinho da etapa complementar, após longa blitz dos donos da casa, o adversário chegou ao empate após um chute de rebote em bela defesa de Caíque França.

Com o resultado, a equipe do técnico Hélio dos Anjos mantém a invencibilidade de cinco jogos e foi a 19 pontos, dormindo na 14ª posição da tabela, se afastando do Z4. “Jogamos de igual para igual o primeiro tempo, no segundo sabíamos que viriam pra cima da gente e faltou um pouquinho de sorte, mas pelo menos levamos um ponto para casa”, pontua o goleiro alvinegro.

A Macaca volta a campo às 19 horas da próxima quarta-feira (20), no Majestoso, contra o Náutico, no último jogo do primeiro turno da série B. A Macaca solicitou à CBF uma redução no preço dos ingressos para esta partida e aguarda resposta da instituição.

 O jogo

A Ponte Preta começou indo para cima do adversário e marcou logo aos três minutos. Em cobrança de escanteio, Artur cabeceou primeiro e Lucca completou, também de cabeça: 1 a 0 para Macaca.  Foi o 150 gol do atacante na temporada e o nono na série B, da qual é artilheiro.

Na sequência, Nicolas teve boa chance e foi parado com falta. Lucca cobrou, mas ela pegou muita força e saiu por cima do gol. Aos oito, os donos da casa arriscaram de cabeça, mas Caíque França defendeu com tranquilidade. Aos dez, Lucca teve nova chance, mas foi parado com falta.

Aos 12, Norberto foi parado com nova falta, quando descia em velocidade. No minuto seguinte, Lucca teve boa chance na área e chutou cruzado, mas o goleiro do Criciúma bloqueou.  Aos 14, em lance originada de falta não marcada, o Tigre teve a chance de empatar, mas Marquinhos Gabriel mandou para fora.

Aos 17., Nicolas saiu em velocidade e foi parado com falta por Cristóvão, que tomou amarelo pelo lance. Lucca cobrou com categoria no gol adversário e o goleiro espalmou para escanteio. Na cobrança, DG pegou a sobra em confusão na área, mas sem ângulo, mandando para fora. Aos 23, bom contra-ataque de Nicolas e Lucca, mas a defesa adversária tocou pra lateral.

Leia Também:  Flamengo se reapresenta de olho no jogo de volta contra o Altos, pela Copa do Brasil

Aos 29, Marquinhos Gabriel saiu em disparada e caiu, mas o juiz viu falta de DG e amarelou o zagueiro alvinegro. Aos 31, Nicolas quase marca o segundo, mas o goleiro Gustavo se esticou todo e mandou para escanteio. Aos 33, Lucca chegou a balançar as redes pela segunda vez, por cobertura, mas após o lance o juiz marcou impedimento, invalidando o gol – a decisão foi confirmada pelo VAR.

Aos 38, Marquinhos Gabriel simulou pênalti e na sequência levou amarelo por simulação. Aos 41, Lucca quase faz um lindo segundo gol. O atacante saiu em vantagem, driblou o goleiro e cruzou, com a bola raspando na trave e batendo na rede pelo lado de fora. Aos 43, blitz do Criciúma na área da Macaca, mas a defesa alvinegra foi superior e eliminou o perigo.

NA sequência o jogo foi parado porque torcedores do Criciúma cuspiram, atiraram objetos e xingaram atletas que estavam no banco alvinegro. Aos 50, no último lance do jogo, Nicolas foi parado por falta de Arilson, que levou amarelo,e  após a cobrança o árbitro encerrou o primeiro tempo.

No segundo tempo, logo aos dois Danilo Gomes tentou a primeira arrancada e busco Igor Formiga pela direita, mas defesa do Criciúma faz o corte. Aos seis, Marquinhos Gabriel chutou com perigo e Caíque França defendeu – o jogador do Criciúma mais uma vez ficou pedindo um pênalti que não ocorreu.

Após oito, Danilo Gomes foi parado com cotovelada no rosto por Rodrigo. Aos 13, Leo NAldi quase marcou o segundo, em cabeceada após cruzamento de Formiga, mas o goleiro adversário se esticou inteiro e jogou para escanteio.  Aos 17, Danilo Gomes fez jogada rápida pela direita, passou por dois e acabou parado com falta.

Leia Também:  Prefeitura de Cachoeiro licita obra de quadra poliesportiva em Soturno

Aos 20, mais uma vez Marquinhos Gabriel reclamou de pênalti inexistente, em lance em que o jogador pontepretano sequer tocou nele. Aos 25, Danilo Gomes chegou bem ao campo adversário, mas foi travado na hora do chute. Aos 27, cobrança de falta perigosa pertinho da área alvinegra. Thiago Alagoano cobrou na barreira e, no rebote, mais uma vez carimbou a defesa alvinegra.

Aos 32, Wesley cobrou escanteio na primeira trave, mas houve desvio e a bola saiu. No minuto seguinte, Luiz Felipe avançou pela direita e tentou cruzamento, mas a defesa do Criciúma tirou. Aos 35, Igor Formiga tentou chutar cruzado, a bola passou por baixo das pernas do adversário, mas saiu em linha de fundo.

O Criciúma fazia muita pressão e aos 40 deu chute perigoso, mas Caíque França se esticou todo e fez boa defesa.  Aos 47, os donos da casa conseguiram o empate. Após uma bomba rebatida por Caíque, Lohan pegou o rebote e marcou, sem chance de nova defesa do camisa 1.

A Ponte teve chance de ampliar aos 48, com chute forte de Wesley, que assustou o goleiro Gustavo.  Aos 50, o juiz apitou o final do jogo: 1 a 1 em Santa Catarina.

Ficha do jogo

Ponte Preta – Caíque França; Jean Carlos (Victor Luis), Douglas Mendes, Fábio Sanches, Artur e Norberto (Igor Formiga; Amaral (Luiz Felipe), Léo Naldi e Wallisson (Wesley); Nicolas e Lucca (Danilo Gomes). Técnico: Hélio dos Anjos.

Criciúma: Gustavo; Cristovam (Thiago Alagoano), Rodrigo, Kadu (Zé Marcos)e Marcelo Hermes (Helder); Rômulo, Arilson, Lucas Xavier (Alexandre Tam), Marquinhos Gabriel e Fellipe Mateus; Caio Dantas (Lohan). Técnico: Cláudio Tencatti

Gols: Lucca, aos três minutos do primeiro tempo;Lohan aos 45 do segundo

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira apitou, com Márcio dos Santos e Charly Wendy Straub Deretti como assistentes. Luís Carlos de França Costa foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: Fábio Sanches, DG (Ponte Preta); Cristovam, Kadu, Marquinhos Gabriel , Arilson (Criciúma)

Público total: 11.004

Renda bruta: R$ 215.660,00

fonte: https://pontepreta.com.br/em-jogo-intenso-ponte-sai-na-frente-toma-empate-no-final-e-traz-ponto-para-campinas/

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esporte

Bahia vence o Ituano pela série B do Brasileirão e está na vice-liderança

Published

on

Com apresentação brilhante de  Matheus Davó nesta sexta-feira (12.08), marcando dois gols no segundo tempo, o artilheiro do Esquadrão na Série B comandou o Bahia para a vitória sobre o Ituano, pela 24ª rodada da Série B. 

O resultado coloca o Tricolor momentaneamente na vice-liderança da competição, com 43 pontos. O Grêmio, terceiro colocado, joga neste sábado (13), às 20h30, contra o CRB, e pode ultrapassar o Bahia. 

 O Esquadrão volta a campo na próxima terça-feira (16), contra o Londrina, no estádio do Café, às 20h30, pela 25ª rodada da Série B

O JOGO 

O Bahia chegou com perigo logo no primeiro minuto de jogo. Daniel cruzou para Copete na área e, livre, o atacante tentou por cobertura. O goleiro Jefferson Paulino saiu bem para abafar e fez a defesa. 

Aos 5, Jacaré recebeu bom passe pelo meio e arriscou forte de fora da área. A bola passou perto da trave esquerda adversária. 

Dominando o jogo, o Esquadrão chegou novamente aos 13. Daniel acertou uma bela enfiada de bola para Copete dentro da área. Na cara do gol, o atacante finalizou de esquerda, e Jefferson Paulino fez outra excelente defesa. 

Aos 15, quem assustou foi Mugni. O meia cobrou escanteio direto para o gol e deu muito trabalho para o goleiro adversário, que voou no ângulo. O argentino levou perigo novamente aos 19, com chute cruzado da entrada da área. Paulino pegou de novo, no cantinho. 

O Ituano chegou pela primeira vez aos 25. Alberto arrumou belo cruzamento de voleio, Caio ajeitou de cabeça para Rafael Elias e, dessa vez, foi Danilo Fernandes quem brilhou. Com a mão esquerda, o goleiro defendeu a queima-roupa e mandou para escanteio. 

Leia Também:  Rua Estrela do Norte ganhará calçada da fama em homenagem a ex-jogadores

O Bahia não se intimidou, e apareceu novamente aos 28. Patrick cruzou com qualidade na cabeça de Matheus Bahia, que parou também nas mãos de Jefferson Paulino. 

O goleiro do Ituano brilharia uma última vez antes do apito para o intervalo. Após boa jogada pelo meio, Matheus Bahia invadiu a área pela esquerda e mandou uma bomba. O arqueiro se esticou e mandou para escanteio. 

Segundo tempo

A muralha do Ituano voltou trabalhando no segundo tempo. Com pouco mais de 20 segundos, Ingácio acerta belo lançamento para Marcinho, que, dentro da área, chuta forte para a defesa de Paulino. 

Aos 5 minutos, o golpe foi de vista. Copete invadiu a área, cortou para a esquerda e chutou colocado. A bola passou raspando a trave direita. 

E a muralha quase caiu aos 10 minutos. Mugni cobrou escanteio, Jefferson Paulino saiu mal e a bola sobrou nos pés de Copete, que só não fez o gol porque não conseguiu dominar. 

Caiu de vez aos 23. Ricardo Goulart cruzou rasteiro na área e Matheus Davó tocou com tranquilidade para o fundo das redes. Dessa vez, sem chance para Paulino. 

A celebração do gol teve uma quebra aos 32 minutos. Após confusão no meio do campo, Didi e Jiménez foram expulsos. O camisa 15 do Galo, contudo, só chegou para apartar a briga.

Leia Também:  Abel Ferreira elogia sriedade do time após vitporia por 2 a 0 contra Novorizontino

Aos 38 minutos, o Ituano quase conseguiu o empate. Léo Ceará cruzou do bico da grande área e Danilo Fernandes espalmou para escanteio. 

No entanto, Matheus Davó estava lá para garantir o triunfo. Aos 41 minutos, Danilo Fernandes acertou um belo lançamento, o camisa 88 ganhou no corpo de Raí e tocou com categoria por cobertura. Jefferson Paulino não fez milagre. 

Danilo Fernandes, por sua vez, fez. Aos 47, Raí cruzou na área e Aylon desviou de cabeça no cantinho. O goleiro se esticou todo e espalmou para escanteio. 

FICHA TÉCNICA

Bahia 2 x 0 Ituano

Série B – 24ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Data: 12/08/2022 (sexta)

Horário: 21h30

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (FIFA-SC)

Assistentes: Johnny Barros de Oliveira e Gizeli Casaril (ambos de SC)

VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Cartões amarelos: Patrick de Lucca (Bahia) / Carlão e Bernardo Schappo (Ituano)

Cartões vermelhos: Didi (Bahia) / Jiménez (Ituano)

Gols: Matheus Davó (2)

Bahia: Danilo Fernandes; Marcinho (André), Ignácio, Didi e Matheus Bahia; Patrick de Lucca (Rezende), Mugni e Daniel; Copete (Ricardo Goulart), Jacaré (Everton) e Rodallega (Matheus Davó). Técnico: Enderson Moreira.

Ituano: Jefferson Paulino; Raí Ramos, Lucas Dias, Bernardo e Roberto (Mário Sérgio); Carlão (Jiménez), Kaio (Dudu Vieira), Caíque e Siqueira; Gabriel Barros (Léo Ceará) e Rafael Elias (Aylon). Técnico: Carlos Pimentel.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA