Cidades

Em Cachoeiro, governador assina convênio de R$ 56 milhões para resolver alagamento na região da rua Etelvina Vivácqua

Publicados

em

Nesta segunda-feira (2), a Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim firmou convênio com o governo estadual para repasse de recursos no valor de R$ 56 milhões para a execução das obras de macrodrenagem na avenida Felix Cheim (Linha Vermelha) e região. O valor corresponde à execução da primeira etapa do projeto. O valor total do empreendimento é de R$ 91 milhões.

A obra tem por objetivo dar fim aos alagamentos que ocorrem, principalmente, na região da rua Etelvina Vivácqua, no bairro Nova Brasília, quando há volumes maiores de chuva em um curto período de tempo.

Além da execução da macrodrenagem da Linha Vermelha, a obra beneficiará 12  bairros: Guandu, Centro, Santo Antônio, Jardim América, IBC, Otton Marins, Zumbi, Basileia, Nova Brasília, Recanto, São Francisco de Assis e Estelita Coelho Marins, entre outros bairros, indiretamente. O recapeamento asfáltico das vias onde as obras de drenagem forem feitas também está garantido.

Com o convênio assinado, a Prefeitura de Cachoeiro começará o processo de licitação e, após assinatura do contrato com a empresa vencedora, dará início às obras. A previsão é de que as obras da macrodrenagem da Linha Vermelha tenham início em agosto deste ano.

Leia Também:  Novos conselheiros tutelares tomam posse nesta sexta (10)

“Estou muito feliz de estar aqui, hoje, em Cachoeiro, firmando esse convênio para a realização da macrodrenagem da Linha Vermelha. Isso é infraestrutura e urbanização para a população cachoeirense”, destaca o governador.

“A obra completa fica em R$ 91 milhões. O município não tem esse valor, mas buscou a parceria com o governo estadual para conseguimos resolver esse problema histórico de alagamentos na rua Etelvina Vivácqua e região”, afirma o prefeito Victor Coelho.

A assinatura do convênio foi realizada em solenidade no Hospital Evangélico de Cachoeiro. Na ocasião, também foram anunciados recursos estaduais para construção do Hospital do Câncer no município e para reforma e ampliação da escola municipal Zilma Coelho Pinto.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cidades

Abertura da 8ª Bienal Rubem Braga terá membro da Academia Brasileira de Letras

Publicados

em

Nesta terça-feira (24), será realizada a conferência de abertura da 8ª Bienal Rubem Braga, realizada pela Prefeitura de Cachoeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult).

Marcado para as 19h, o evento contará com a participação do escritor Antônio Torres, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), durante a primeira mesa literária da Bienal, que terá como o tema “Literatura e as narrativas de vida: governança ambiental e sustentabilidade para um futuro inteligente”.

O público poderá acompanhar a solenidade pelo canal oficial da Semcult no YouTube (Semcult Cachoeiro), onde, no decorrer da semana, também serão transmitidas as demais atividades da Bienal.

Autor de diversos clássicos da literatura brasileira, com destaque para a trilogia “Essa terra”, “O cachorro e o lobo” e “Pelo fundo da agulha”, Torres recebeu diversos prêmios ao longo de sua notória carreira. Em 1998, foi agraciado com a comenda de Chevalier des Arts et des Lettres, do Governo da França, por suas obras publicadas no país, como o romance “Um táxi para Viena d’Áustria”.

Leia Também:  Em Cachoeiro, prazo para rematrículas nas escolas é prorrogado

Além de romancista consagrado, Antônio Torres também é contista, cronista e autor de uma história para crianças (Minu, o gato azul). Sua obra tem tido várias edições no Brasil e traduções para muitos continentes. De 1999 a 2005, foi Escritor Visitante da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde realizou oficinas literárias, palestras e aulas inaugurais.

“Tive o privilégio de conhecer Rubem Braga, em 1968, no Rio de Janeiro. Agora, tenho a honra de participar de um evento em sua homenagem. Quero mostrar essa temática de forma atrativa para o público, do ponto de vista da escrita e mostrar como a sustentabilidade já aparecia desde os primeiros anos da descoberta do Brasil. Estou fazendo muitas pesquisas, recortes literários e estou muito empolgado”, revela o escritor.

“Estamos com muitas expectativas para a abertura da 8ª Bienal Rubem Braga. Preparamos uma programação heterogênea, com o intuito de alcançar os mais variados públicos nessa grande festa literária, em que iremos celebrar o legado de nosso cronista Rubem Braga e, também, confraternizar com grandes nomes da literatura brasileira”, destaca a secretária municipal de Cultura e Turismo de Cachoeiro, Fernanda Martins.

Leia Também:  Últimas semanas para pagar IPTU com 15% de desconto em Cachoeiro

Programação da 8ª Bienal Rubem Braga

Além de Antônio Torres, a edição 2022 da Bienal Rubem Braga contará com a participação de outros escritores brasileiros de renome como Carolina Munhóz, Isa Colli, Roberta Mala, Claufe Rodrigues, Henrique Rodrigues e Micheliny Verunschk.

Durante a transmissão das mesas de debate, o público poderá interagir, enviando comentários e perguntas por meio do Whatsapp da Bienal: (28) 99974 5231.

A programação do evento também inclui mesas on-line de lançamento de livros, em que serão apresentados 14 títulos – de autores cachoeirenses e de outras partes do país.

A 8ª Bienal Rubem Braga contará, ainda, com atividades em escolas; exposições em centros culturais; city tour dedicado ao cronista; exposições e uma feira de artesanato. Confira a programação completa do evento no site www.cachoeiro.es.gov.br.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA