Cidades

Em Cachoeiro, cerca de 200 servidores municipais são afastados por mês por causa da Covid-19

Publicados

em

Em 2020, a cada mês, em média, 200 servidores da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim foram afastados de suas funções por apresentarem sintomas ou diagnóstico de Covid-19. Desse total, cerca de 50% estão vinculados à Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Somente no mês de novembro, foram 321 afastamentos de servidores públicos municipais por conta da infecção, sendo 166 da Semus. De modo geral, o tempo afastado pode variar de 7 a 15 dias, mas há casos em que o funcionário teve que se ausentar por quase um mês.

Desde o início da pandemia, a Prefeitura de Cachoeiro adotou uma série de medidas para proteger os seus mais de 6 mil servidores. Nos períodos mais críticos, houve a suspensão total ou parcial das atividades presenciais nas unidades administrativas. E mesmo após o retorno, na maior parte das repartições, o expediente foi diminuído e os atendimentos ao público passaram a ser feitos mediante agendamento.

Além disso, grande parte dos funcionários passou a atuar em regime de teletrabalho, que permite a realização das tarefas em casa ou em outro ambiente propício ao distanciamento social. Para aqueles que precisam realizar suas atividades de modo presencial, foram providenciados os equipamentos de proteção individual, como máscaras e escudos de proteção facial.

Leia Também:  Estado começa a receber compensações da Lei Kandir

Também foram instalados dispensadores de álcool em gel em locais estratégicos das unidades administrativas e barreiras de acrílico nas entradas e espaços de atendimento ao público. Mesmo com todos essas medidas, o aumento de casos no município gera preocupação na administração municipal.

“Os servidores da área de Saúde estão mais expostos por estarem na linha de frente, mas também há risco para os funcionários de outras áreas, por mais eficientes que sejam as medidas de segurança. Além dos problemas de saúde para cada um desses funcionários individualmente, o aumento dos casos de Covid-19 prejudica os serviços públicos por conta dos afastamentos. Por isso, fazemos novo apelo para que a população contribua com o combate à pandemia”, comenta o secretário municipal de Administração, Claudio Mello.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Cachoeiro recebe mais doses da Coronavac para profissionais de saúde

Publicados

em

Foto: Márcia Leal/PMCI

Cachoeiro recebeu, nesta sexta-feira (22), mais 771 doses da vacina Coronavac, para a campanha de imunização contra a Covid-19. Elas são destinadas a profissionais de saúde da linha de frente de combate à doença, grupo prioritário da primeira fase do Plano Municipal de Vacinação.

“Com essa nova remessa, chegamos ao quantitativo para alcançar cerca de 34% dos profissionais de saúde do município com a primeira dose do imunizante. Lembrando que, agora, devem ser priorizados aqueles trabalhadores mais expostos ao risco de contágio, que são indicados pelos estabelecimentos de saúde que atendem pacientes com Covid-19”, frisa o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.

A campanha de imunização foi iniciada em Cachoeiro, na terça-feira (19), com a chegada das primeiras 1.475 doses da Coronavac. A equipe de vacinadores da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) está indo aos estabelecimentos de saúde para imunizar o público-alvo.

De acordo com a Semus, Cachoeiro deve ultrapassar o número de 1.000 vacinados ainda nesta sexta-feira. Além dos trabalhadores da saúde, são grupos prioritários da primeira fase da campanha os residentes e cuidadores das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), já integralmente contemplados com a primeira dose da vacina.

Leia Também:  Butantan inicia distribuição de 2º lote de vacinas após aval da Anvisa

Duas doses

A vacina Coronavac é administrada em duas doses, e a segunda deve ser aplicada no intervalo de duas a quatro semanas após a aplicação da primeira.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA