Agronegócio

Em Apodi-RN, jovem produtor aposta no cultivo de hortaliças

Publicados

em


Em Apodi-RN, desde os 15 anos, Jeferson de Paiva Costa iniciou a produção de hortaliças, hoje com 22 anos, o jovem produtor rural continua inovando e ampliando a produção após o acompanhamento da técnica de campo do SENAR/RN, Tecla Ticiane. A principal hortaliça é o coentro, mas Jeferson está inserindo pimenta de cheiro e pimentão.

Antes de ingressar na Assistência Técnica e Gerencial, Jeferson não fazia anotações sobre a produção, receitas e despesas, somente após a orientação técnica ele iniciou o acompanhamento gerencial. Em dois anos, o produtor conseguiu acesso ao crédito rural que possibilitou a aquisição do sistema de irrigação e de maquinário agrícola para a produção e, com isso, a produção e o lucro dobraram como também teve redução de custos. Fornecendo para o comércio local, o estudante de Agronomia, contou com os pais que o incentivaram, Jeferson também buscou capacitação do SENAR por meio dos cursos oferecidos em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Apodi, como o de Olericultura Básica e o Negócio Certo Rural. “Com o incentivo de plantar novas culturas na produção, a meta é ampliar a comercialização“, disse Jeferson.

Leia Também:  Rendimentos de trigo produzidos na Ucrânia podem ser reduzidos, enquanto os de milho podem aumentar

“Trabalhamos para dobrar a área de produção e incentivo para adquiri insumos em quantidade maior para diminuir os custos, inserir tecnologia como o sistema de irrigação e a tela de sombreamento, que facilita o desenvolvimento da cultura”, destacou Tecla. 

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agronegócio

Rendimentos de trigo produzidos na Ucrânia podem ser reduzidos, enquanto os de milho podem aumentar

Publicados

em

A unidade de pesquisa agrícola SovEcon da Rússia reduziu seu rendimento de grãos ucraniano em 2022 em 1,4 milhão de toneladas, para 20,7 milhões de toneladas. Na temporada de 2021, o valor total registrado foi de 32,2 milhões de toneladas.

Em termos de safra de milho do país, a consultoria aumentou sua previsão em 1,1 milhão de toneladas, para 28,1 milhões de toneladas ante 42,1 milhões de toneladas até 2021.

De acordo com Andrey Sizov, analista do mercado de trigo da região do Mar Negro e diretor da SovEcon, em um relatório enviado aos clientes, os rendimentos do trigo são baixos nas áreas devastadas pela guerra. Soma-se a isso o baixo rendimento de grãos devido à falta de chuvas. “Grande parte das áreas semeadas recebeu apenas 60% e 80% da precipitação normal durante os últimos meses”, disse.

Odessa, uma cidade costeira da Ucrânia na costa do Mar Negro, recebeu menos de 50% das chuvas. “A produtividade atual de cevada de inverno na região, com queda de 50% em relação à temporada anterior, indica que a produção de trigo também provavelmente será baixa”, disse ele.

Leia Também:  Reajuste de energia no Ceará: Assembleia Legislativa decide entrar com ação contra Enel

Por outro lado, a produtividade média do milho aumentou para 6,10 toneladas/hectare de 5,86 toneladas/hectare, e a disponibilidade de insumos agrícolas superou as expectativas.

As condições climáticas são um tanto quanto desfavoráveis devido a ausência de chuvas, lembrou Sizov.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que a safra de trigo da Ucrânia seja de 21,5 milhões de toneladas e a de milho seja de 25,0 milhões de toneladas.

Fonte: Agroplus.tv

Fonte: AgroPlus

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA