Mulher

“Ele deixou o meu rosto inchado de tanto soco”, diz vítima sobre o ex

Publicados

em


source

Na madrugada do dia 4 de maio, Júlia*, de 20 anos, foi levada ao hospital e encaminhada para a delegacia de Limeira, interior de São Paulo, após ser agredida pelo namorado. “Ele deixou meu rosto inchado de tanto soco”, conta ao Delas. Com a filha de dois meses nos braços, a jovem, que fecha a nossa série de reportagens especiais sobre casos de violência contra a mulher na quarentena, lembra como as agressões se intensificaram nas últimas semanas. 

Leia outros relatos da série: 

mão de homem ameaçando mulher
Thinkstock/Getty Images

Dados apontam que a violência contra a mulher aumentou durante a quarentena

“No mês de abril, período de quarentena, as agressões foram mais constantes. Eu estava morando em uma chácara e não tinha como pedir socorro”, relata. 

De chantagem emocional à ameaça de feminicídio 

Júlia conta que nos primeiros cinco meses a relação foi tranquila, como qualquer outro namoro. Depois disso, quando ainda estava grávida, as agressões começaram. “Entre idas e vindas, sempre dei uma chance acreditando que ele ia mudar, mas quase morri”, desabafa. 

O ciúmes sempre foi a principal motivação. Ele via mensagens antigas no Instagram, ficava com raiva e descontava com socos, tapas e sufocamentos. Depois, Júlia conta que ele pedia desculpas. “Dizia que não sabia o que acontecia com ele e que saia fora de si. Sempre quando parava de me agredir começava a se fingir de arrependido”, lembra. 

Em alguns momentos, sugeria que Júlia terminasse com ele, pois ela “não merecia passar por aquilo”. Quando ela aceitava, a chantageava e reforçava uma relação de dependência. “Eu acreditava que ele ia mudar, mas no fim o medo superou isso”. 

Na quarentena, o casal foi passar os dias de isolamento em uma chácara com os avós dele. Lá, as agressões foram mais intensas e como estavam distante da cidade e sem comunicação, ela não tinha como pedir ajuda. O agressor confiscava todos os celulares da casa e quando permitia que ela fizesse ligações, ficava por perto para evitar que falasse o que se passava. Além disso, os avós não interferiam por medo da situação piorar e ela ser ainda mais agredida. 

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 30 de maio de 2020

No dia 3 de maio, eles foram para a cidade visitar a mãe de Júlia. Na volta, ela tentou ficar na casa da mãe e, a princípio, achou que tinha conseguido convencer o namorado. Porém, quando saíram à noite para comprar um lanche, ele aumentou a velocidade do carro e começou a agredi-la. 

Agrediu durante todo o trajeto, até que precisou parar em posto de gasolina. Naquele momento, Júlia viu a oportunidade para pedir ajuda. Ela conta que gritou por socorro, mas o namorado acelerou. Enquanto dirigia, dava socos e tapas. Em meio a tudo isso, a filha de dois meses seguia no banco de trás do veículo. 

Ela diz que conseguiu pedir ajuda mais uma vez, quando pararam no segundo posto de gasolina, mas ele acelerou novamente. “Ele me batia e dizia: ‘Se a gasolina acabar, você vai ver o que vai acontecer. Sua hora chegou. Eu vou te matar e sumir com a nossa filha’”.

“Eu estava com medo e não sabia o que fazer. Queria pular do carro, mas ele estava correndo. Pedia para Deus não deixar a gasolina acabar no meio do mato. Se acabasse, não ia ter ninguém para me defender”, continua.

Quando a gasolina acabou, o casal estava próximo ao condomínio de chácaras. O rapaz ficou a estrada, esperando alguém passar para pedir ajuda, porém, devido à quarentena, o movimento nas ruas era baixo. Até que passou uma viatura da Polícia Militar. “Ele foi indo para perto do carro e eu sai correndo e acenei. O policial saiu do carro e eu entrei no banco do motorista. Estava com tanto medo que fiquei lá. Pedi para a outra policial pegar o meu bebê de dois meses. Eu estava com o rosto todo machucado e a blusa rasgada”. 

“Fomos para o hospital e para a delegacia. Ele ficou detido. Foi por pouco. Se a polícia não tivesse passado, ele teria feito algo comigo lá mesmo. A cidade estava deserta. Foi muita sorte”, termina. 

Leia Também:  "Postura pós-pandemia": projeto ensina como receber em casa depois da Covid-19

Leia também: “Falar sobre violência doméstica dói, mas é o 1º passo para mudar a realidade”

Números da violência contra a mulher na quarentena

sombra de homem agredindo mulher
Reprodução

Chantagem emocional e comportamento possessivo são atitudes comuns entre agressores de mulheres

Júlia não foi a única mulher a passar por isso no  isolamento social  – adotado para conter o avanço nos casos de Covid-19. De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o número de ocorrências de violência contra a mulher aumentou em seis estados (São Paulo, Acre, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Mato Grosso e Pará) em relação ao mesmo período em 2019. Em São Paulo, a Polícia Militar registrou um aumento de 45% no atendimento de mulheres vítimas de violência. Além disso, o número de feminicídios cresceu em 46%.

Thaís Santesi, idealizadora do Projeto Bastê (@projetobaste no Instagram), que oferece apoio terapêutico a valores populares e assessoria financeira a vítimas de violência doméstica, avalia a pandemia como um agravante para a violência doméstica . “Agora elas estão expostas a seus agressores 24 horas por dia e não tem a quem recorrer”, diz.

“Onde há posse, não há amor”

Thaís ainda reforça que casos de manipulação e agressão como o de Júlia são comuns. “A manipulação é gradual, não acontece de um dia para o outro. Eles começam a maltratá-las aos poucos quando já se encontram envolvidas, apaixonadas. Aos poucos eles vão minando a autoestima da vítima, isolam dos amigos e a fazem crer que tudo o que fazem é errado”, fala. 

Dessa forma, cria-se uma dependência emocional carregada de culpa por se reconhecer naquela situação, mas sem conseguir romper com o relacionamento. Nesse sentido, Maria Consentino, juíza do 1º Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Belo Horizonte (MG), comenta: “É difícil ela reconhecer que é vista como propriedade. E onde há a ideia de propriedade, não há amor. Onde há posse, não há amor”.

Por isso, a juíza considera tão importante que as mulheres se apropriem da Lei Maria da Penha (11.340/2006) e façam a denúncia. “Ela precisa acreditar que é possível denunciar e sair dessa situação. Caso contrário, perde a vida”. 

*nome foi alterado para preservar a identidade da vítima

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

Horóscopo do dia: previsões para 30 de maio de 2020

Publicados

em


source
mandala
Marcelo Dalla

O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente


ÁRIES 

É bom investir em providências práticas e organização geral. A Lua segue em Virgem, pedindo que cuide dos detalhes de seu trabalho. Procure estabelecer prioridades para que o período se torne o mais produtivo possível. Mas é bom também evitar decisões apressadas e o acúmulo de tarefas. No fim da tarde, tudo fica mais lento e confuso com a oposição entre Lua e Netuno. É melhor desacelerar e redobrar a atenção. Melhor investir em atividades mais leves, abrir espaço para as artes, a meditação e a contemplação. 

TOURO 

Período indicado para cortar gastos e desperdícios, promover organização e limpeza. A crescente segue em Virgem, favorecendo o discernimento. Mas a Lua desafia Vênus e Netuno, cuidado com gastos desnecessários. Gentileza, diplomacia e cordialidade são grandes lições, mas é importante pegar leve também consigo mesmo. Vale investir  nos cuidados com a saúde e nos aprimoramentos em geral. Aproveite para organizar a casa ou o local do trabalho, por exemplo. A sensação de ordem traz leveza.

GÊMEOS 

Bom período para limpeza, faxina e organizações. A Lua crescente segue em Virgem, essas providências são importantes para que possa aproveitar melhor o período. Mas a Lua se desentende com Vênus e Netuno, indicando tendência para dispersão e desatenção. Há risco de enganos, melhor ganhar tempo para refletir antes de tomar grandes decisões, fazer compras ou investimentos. Pode bater aquela sensação de preguiça e falta de energia. É importante relaxar, respirar fundo e tranquilizar a mente.

CÂNCER 

Tudo pode e deve ser bem feito, no capricho. Critério, atenção aos detalhes, dedicação ao trabalho: são os assuntos em destaque com a Lua em Virgem. Aproveite para cuidar da saúde, da limpeza, da higiene e de cada detalhe que deve ser aprimorado, tanto no trabalho quanto em casa. Mas cuidado com críticas e intolerância. Evite pegar pesado consigo mesmo e com os outros, pois a Lua segue em desarmonia com Vênus e Netuno. Invista em atividades leves e prazerosas também, principalmente no fim da tarde.

LEÃO 

Com o Sol em Gêmeos, você fica mais curioso e inquieto. Porém, evite correr riscos em negócios e intercâmbios duvidosos. Lua, Vênus e Netuno seguem em desarmonia, é preciso cautela para evitar enganos. Você pode lidar com pessoas ou informações falsas. Ganhe tempo para pesquisar, investigar e tirar dúvidas. Ainda bem que a Lua segue em Virgem para favorecer o critério e o detalhamento. Vale também organizar armários e gavetas, jogar fora coisas velhas, promover uma bela arrumação em casa ou no local de trabalho.

Leia Também:  Saudade, né, minha filha? Famosos e anônimos bombam ao falar o que sentem falta

VIRGEM 

Com a Lua em seu signo, o melhor a fazer é organizar a vida e planejar as próximas ações. Priorize os deveres e responsabilidades para fazer o tempo render mais. Evite decidir apressadamente, é bom também ganhar tempo para clarear situações. Lua, Vênus e Netuno se desentendem, confusões e incertezas podem surgir. Cuidado para não alimentar o pessimismo, as críticas e o mau-humor. Vale colocar-se em movimento, cultivar autonomia e promover arrumações, sem esperar demais dos outros.

LIBRA 

Cresce a curiosidade, a abertura para novos aprendizados e novas ideias. Mas é preciso atenção para não deixar passar detalhes importantes. Procure cultivar um pouco de método para não se perder entre tantas possibilidades. A Lua segue em Virgem e hoje se desentende com Vênus e Netuno, indicando risco de enganos e confusões. Vale pegar mais leve consigo mesmo e com os outros. Cultive leveza e disposição para o diálogo, vale pesquisar melhor, refletir e tirar dúvidas antes de fazer compras.

ESCORPIÃO 

Lua, Vênus e Netuno indicam a necessidade de desacelerar. Com a Lua em Virgem, aproveite para dedicar um cuidado extra à saúde, descansar mais, se alimentar bem. Vale tomar mais água, caprichar nos chás e dietas líquidas. É importante controlar a ansiedade e a impulsividade, para que não aconteçam erros e enganos. Esclareça com diplomacia qualquer dúvida. Se sua mente estiver confusa, vale promover uma boa arrumação em casa ou no local de trabalho. Organizando fora, uma organização interna também acontece.

SAGITÁRIO 

Prefira cultivar autonomia, cuidar da sua saúde, da organização de casa ou do local de trabalho. A Lua segue em Virgem para favorecer o aperfeiçoamento, o critério e a prestação de serviços. O dia é bom pra organização, limpeza, higiene, cuidados com a alimentação e a saúde. Mas procure pegar leve no período da tarde, quando a Lua briga com Netuno. A concentração fica reduzida. Tarefas que exigem mais atenção aos detalhes ficam desfavorecidas. A dica é desacelerar e redobrar a atenção para evitar esquecimentos. 

Leia Também:  Como falar com os filhos sobre um assunto delicado?

CAPRICÓRNIO

Não é hora de exigir muito de si, prefira a simplicidade. Com a Lua em Virgem, aproveite para organizar a vida, de forma que tudo se torne mais funcional. Mas cuidado com o perfeccionismo exagerado. A Lua desafia Vênus e Netuno, indicando risco de distrações, confusão, esquecimentos e enganos. É preciso tempo para desfazer a nebulosidade, principalmente ao fazer investimentos e fechar acordos. Vale fazer tudo com calma, sem correria. Vale também reservar tempo para relaxar, descansar e sonhar.

AQUÁRIO 

A distração está em pauta na parte da tarde. A Lua confronta Netuno, é melhor evitar decisões e tarefas que exijam muita atenção. Procure controlar a ansiedade e a inquietação para evitar erros, atropelos e falhas. Quanto mais autonomia e tranquilidade puder cultivar, melhor. É bom anotar tudo na agenda pra evitar esquecimentos, organizar-se, intercalar o trabalho com momentos de relaxamento, quando novas ideias podem surgir. Aproveite o período para limpezas e arrumações. Com a Lua em Virgem, isso pode trazer mais leveza. 

PEIXES 

É fundamental cultivar os pés no chão, para evitar perda de energia com ilusões. A Lua se desentende com Vênus e Netuno: é importante analisar melhor os dados que tem em mãos. Cuidado com a pressa, há tendência para distrações. A Lua segue em Virgem, aproveite o dia para organizar sua agenda. Vale fazer uma listra de prioridades. Vale também criar uma atmosfera de paz ao seu redor, com música suave e incenso, por exemplo. Procure dialogar, esclarecer questões, ganhar tempo para esclarecer dúvidas.

Para além do horóscopo do dia :

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA