Política

Eduardo Cunha pede apoio a colegas com ajuda da filha

Publicados

em

Brasília – O deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) decidiu telefonar para parlamentares para tentar se livrar da cassação depois de perceber que cartas e mensagens por celular não tiveram efeito. O peemedebista também tem tido a ajuda da filha Danielle Dytz Cunha, que vem procurando deputados em busca de apoio para o pai.

No início da semana, o peemedebista apostava no esvaziamento da sessão da próxima segunda-feira (12), quando está marcada a votação do processo de cassação, mas mudou a estratégia. Placar do jornal O Estado de S. Paulo mostra que haverá quórum suficiente para realizar a votação no dia previsto e que mais de 257 deputados se posicionam a favor da cassação (mínimo necessário).

Cunha passou a ligar para os colegas de Casa, tentando convencê-los a se abster ou faltar à votação. O foco são parlamentares que ele sempre ajudou, seja como líder do PMDB ou como presidente da Câmara. Os mais procurados são deputados do PMDB e do Centrão – grupo de 13 partidos liderados por PP, PSD, PR, PRB e PTB e que foi a principal base de sustentação do peemedebista na Casa.

Leia Também:  Rose de Freitas defende adiamento da votação de veto dos royalties para 2013

Amizade

A filha de Cunha está focando em deputados mais jovens e de primeiro mandato, de quem é amiga. Ela é dona de uma empresa de marketing político, que oferece serviço de assessoria e divulgação de mandatos. Segundo um desses parlamentares, Danielle o procurou pessoalmente em seu escritório em Brasília pedindo para votar contra a cassação ou faltar à sessão. Faltas e abstenções são favoráveis a Cunha, pois não ajudam a contabilizar o mínimo necessário para a cassação.

Assim como o pai, Danielle é investigada pela Operação Lava Jato sob suspeita de ser beneficiária de uma das contas no exterior cuja titularidade é atribuída à jornalista Cláudia Cruz, sua madrasta e mulher de Cunha. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

Ales tem mutirão contra enfisema pulmonar

Publicados

em

Durante o inverno, aumentam os casos de doenças respiratórias, inclusive aquelas que atingem os pulmões, por causa do resfriamento da temperatura ambiente e da umidade do ar. A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), mais conhecida como enfisema pulmonar, é uma das mais perigosas e nesse período tende a registrar maior incidência entre a população. Para diagnosticar essa e outras doenças, foi realizado o Mutirão da Espirometria nesta quarta-feira (10), no andar térreo da Assembleia Legislativa (Ales). A iniciativa foi do deputado Doutor Hércules (Patri). 

A espirometria é um método de prova de função pulmonar. Um aparelho introduzido na boca avalia o fluxo e a quantidade de ar, medindo a capacidade respiratória dos pulmões da pessoa, através da inspiração profunda e sopro durante seis segundos. 

Para o deputado, esse tipo de mutirão deveria se estender para todo o estado. “A intenção de trazer essa cabine é pra fazer um rastreamento para atender a população que não tem acesso a esse tipo de equipamento”, explicou. 

Para o teste de sopro, foi utilizada uma cabine, o aparelho para medir o índice respiratório, um computador com programa próprio para definir o diagnóstico do paciente, além de profissional para realizar o exame. O paciente recebe um relatório com o diagnóstico e, caso esteja com deficiência respiratória, é orientado a procurar um especialista.

Leia Também:  Legislativo debate possível volta de despejos

O dispositivo foi criado pela farmacêutica Boehringer Ingelheim e tem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
 

Fonte: Assembléia Legislativa do ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA