Tecnologia

Edital do 5G deve ter análise antecipada, diz conselheiro da Anatel

Publicados

em


source
Antena de 5G
Unsplash/Jakub Pabis

Antena de 5G

O conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Queiroz Moreira, poderá  devolver o processo do edital do 5G para análise antes da reunião do dia 30 de setembro com a publicação dos decretos sobre a rede privativa do governo e sobre o Programa Amazônia Integrada e Sustentável (Pais).

O conselheiro disse ao GLOBO que esses decretos fazem parte dos pedidos do Tribunal de Contas da União (TCU) e a publicação deles, junto com as informações pedidas pelo conselheiro ao ministério, seriam suficientes para que o processo voltasse para a pauta.

“Eles já estão atendendo a parte informativa do detalhamento do processo e aí atenderia a questão dos decretos. Dessa forma posso pautar o processo, só preciso que o decreto seja publicado para poder ter uma ideia de quando eu pautaria, mas isso mostra que o governo está atendendo com muita presteza e que eu tinha razão”, disse o conselheiro.

As minutas dos dois decretos presidenciais foram encaminhadas à Presidência da República. Com isso, o Ministério das Comunicações espera esclarecer as dúvidas apresentadas pelo conselheiro da Anatel.

Um dos decretos fala sobre o papel da Telebras na construção da rede privativa de segurança nacional que o governo quer montar. O outro trata do programa Norte Conectado.

Leia Também:  Polícia derruba rede criminosa de IPTV pirata e encontra 10 suspeitos

Moreira, que pediu vista do processo na última segunda-feira, disse que as publicações darão segurança para a deliberação junto ao TCU e que deve apresentar um voto em separado com alguns ajustes.

Leia Também

“Provavelmente tem alguns ajustes nos votos, mas são coisas que eu poderia ter feito sem pedir vista, mas acontece que há essa necessidade de se fazer essa notificação ao ministério para que preenchesse isso e nos desse segurança antes da liberação do acordo; era fundamental”, explicou Moreira.

Segundo declarou o ministro das Comunicações, Fábio Faria, na última quinta-feira, com o envio dos decretos, o órgão concluiu sua parte para que o leilão do 5G seja realizado.

Uma fonte revelou que a expectativa é que os dois atos sejam publicados na próxima semana. Se depender de Fábio Faria, o leilão acontecerá no mês que vem.

Atraso

A decisão definitiva sobre o edital estava prevista para acontecer na última segunda-feira, em uma reunião do conselho diretor da Anatel.

No entanto, o conselheiro Moisés Queiroz Moreira pediu vista do processo porque entendia que alguns pontos precisavam ser ajustados para atender ao Tribunal de Contas da União (TCU). Na época, ele disse que estava preocupado com a celeridade do processo, mas também com a prudência exigida no “maior edital da história da Anatel”.

No mesmo dia, o presidente da Anatel disse que se a votação acontecesse no próximo dia 30, quando estava marcada uma reunião ordinária do conselho diretor,  o leilão de 5G aconteceria em novembro.

Com a publicação dos decretos, essa data poderia ser adiantada, já que a análise poderia acontecer antes do dia 30. Durante a sessão da última segunda-feira, o presidente da Anatel chegou a sugerir uma análise na próxima semana.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Os 7 jogos da Square Enix mais populares

Publicados

em


source
Conheça as franquias mais populares
Reprodução

Conheça as franquias mais populares

Algumas franquias da produtora nos acompanham desde o século passado. Veja abaixo, os 7 jogos da Square Enix mais populares, em relação direta com o volume de vendas e arrecadação. Para evitar ficarmos apenas em variações de títulos da mesma história, reduzimos a lista em franquias.

7. Chrono Trigger

Um RPG clássico e considerado por muitos o melhor das gerações antigas de consoles. Chrono Trigger começou sua franquia em 1995 para o SNES, vendendo cerca de 5 milhões de cópias. Dois jogos dificilmente fazem uma franquia, mas a verdade é que havia um segundo jogo sobre o qual poucos ocidentais conhecem na série Chrono. Radical Dreamers foi um lançamento apenas no Super Nintendo japonês, ou Super Famicom. Lançado em 1996 como uma animação e serve de base para o que se tornaria Chrono Cross em 1999.

  • Ano de lançamento: 1995
  • Plataformas: Windows, SNES, Nintendo DS, Wii, PS1, PS3

6. SaGA

SaGA começou a franquia em 1989 para o Game Boy e vendeu cerca de 10 milhões de unidades. Na verdade, foi como um spin-off de Final Fantasy no Ocidente, chamado The Final Fantasy Legend em 1990.

Todos os três jogos de Game Boy seriam rotulados assim e o primeiro jogo verdadeiro SaGA lançado aqui que permaneceu fiel ao nome foi SaGa Frontier para PS1.

  • Ano de lançamento: 1989
  • Plataformas: Game Boy, SNES, Wii, PS1

5. Mana

Mana começou sua franquia em 1991 para o Game Boy e vendeu por volta de 12 milhões de unidades. Isso também começou como um spin-off de Final Fantasy, mas ao contrário da franquia SaGA, este jogo também foi referido sob o banner Final Fantasy. O próximo jogo, Secret of Mana no SNES, é onde a série Mana realmente começou. O último jogo foi, na verdade, um remake da terceira entrada, Trials of Mana.

  • Ano de lançamento: 1991
  • Plataformas: Windows, PS1, PS2, PS3, Nintendo Switch, Nintendo DS, SNES, Game Boy,
Leia Também:  10 melhores jogos de sobrevivência disponíveis para PC e consoles

4. Kingdom Hearts

Realmente, os maiores destaques da Square Enix são os jogos de RPG. Kingdom Hearts começou em 2002 para o PS2 e com 32 milhões de unidades vendidas. Isso é um grande salto em termos de vendas de franquia, mas só mostra o quão poderosa é uma marca Disney.

Leia Também

O último jogo foi Kingdom Hearts: Melody of Memory. A programação geral de lançamentos está em todo lugar, com remasterizações e spin-offs em abundância, Kingdom Hearts ainda não perdeu seus fãs quase duas décadas depois.

  • Ano de lançamento: 2002
  • Plataformas: Windows, PS2, PS3, PS4, Xbox One

3. Tomb Raider

Um respiro nos jogos de RPG. Tomb Raider teve seu primeiro título lançado em 1996 para o PS1 e vendeu algo em torno de 81 milhões de unidades. O último jogo foi Shadow of the Tomb Raider em 2018.

A equipe pode estar em uma pausa por um tempo, vendo como a Square Enix não ficou feliz com a maioria das vendas da trilogia recente. Eles foram considerados bons pela maioria das empresas, mas não o suficiente para a Square Enix. Lara Croft sempre volta, então não precisa se preocupar.

  • Ano de lançamento: 1996
  • Plataformas: Windows, Mac, Linux, Xbox 360, Xbox One, Series, PS1, PS3, PS4, PS5

2. Dragon Quest

Voltamos aos RPGs, o primeiro Dragon Quest é de 1986 para o NES — Nintendo 8 bits — e vendeu cerca de 82 milhões de unidades. O último jogo será Dragon Quest: The Adventure of Dai Infinity Strash, com previsão de lançamento em 2021 para diversas plataformas.

Leia Também:  Aumento de 54% no tempo de tela mostra piora em estilo de vida na pandemia

É baseado em um mangá que começou em 1989 e se estendeu por trinta e sete volumes, que consistem em mais de trezentos capítulos. Houve também uma adaptação para anime que durou bem menos. No geral, Dragon Quest é o rei dos JRPGs puro e simples.

  • Ano de lançamento: 1986
  • Plataformas: SNES, Nintendo Switch, Game Boy, PS4

1. Final Fantasy

Não temos como fugir da série de jogos mais popular da Square Enix, seus inúmeros títulos lançados e carga de fãs. Final Fantasy começou sua franquia em 1987 para o NES e vendeu cerca de 159 milhões de unidades.

Dragon Quest pode ser o rei no Japão, mas Final Fantasy foi, e provavelmente sempre será, o embaixador dos RPGs japoneses em todo o mundo. O título mais recente, Final Fantasy XVI, está programado para estrear ainda em 2021. Com os atrasos que já aconteceram, é difícil acreditar, mas o fã sempre está torcendo.

  • Ano de lançamento: 1987
  • Plataformas: Windows, SNES, PlayStation, Game boy,

Menções Honrosas

Alguns jogos icônicos não entraram no top 7, mas merecem ser citados sempre:

  • Space Invaders;
  • Legacy of Kain;
  • Just Cause 2;
  • Hitman (títulos da produtora);
  • Nier Automata.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA