Cidades

Em Cachoeiro, edital da Lei Rubem Braga tem 139 projetos culturais habilitados para avaliação. Confira a lista

Publicados

em

O edital de 2021 da Lei Rubem Braga teve 139 projetos culturais habilitados para a etapa de avaliação, dentre os 188 inscritos. A lista completa foi divulgada nesta terça-feira (23), pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult) de Cachoeiro de Itapemirim, e deve ser acessada pelos proponentes na página www.cachoeiro.es.gov.br/editais.

Para a habilitação, foi considerada apenas a conferência da documentação enviada no processo de inscrição, finalizado no último dia 15 de novembro. Desse modo, os 49 projetos inabilitados apresentaram falhas no envio de documentos, em relação às exigências do edital.

A área com mais propostas é a de Artes Integradas, com 17 inscrições habilitadas. Novidade desta edição, a área de Artes Integradas visa abarcar propostas que não se enquadram em apenas uma linguagem artística.

A relação de projetos habilitados nas demais áreas ficou da seguinte forma: Artes Plásticas, Artes Gráficas e Filatelia (13); Artesanato (7); Cinema, Fotografia e Vídeo (16); Dança (7); Folclore e Capoeira (10); História (13); Literatura (14); Música (15); Preservação e Restauração de Acervo e Patrimônio Histórico e Cultural de Museus e Centros Culturais (11); Teatro, Circo e Ópera (10) e Carnaval (6).

Leia Também:  Mendonça não vai defender casamento gay no STF, ressalta aliado do ministro

Nesta edição da Lei Rubem Braga, serão contemplados 60 projetos de até R$ 10 mil em cada uma das 12 áreas.

“O edital de 2021 da Lei Rubem Braga é de grande importância para o setor cultural, nesse momento de retomada, e estamos muito contentes com a grande quantidade de projetos inscritos. É muito importante que os proponentes confiram a lista para verificar, se estão habilitados e, em caso de dúvidas, acionarem a Semcult”, destaca a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Avaliadores

Após a conferência dos documentos, os projetos seguirão para a etapa de avaliação. Para isso, a Semcult lançou um edital específico de seleção de avaliadores, que teve inscrições de 208 profissionais de diversas cidades e estados, de todas as cinco regiões do Brasil.

A triagem dos documentos, para estabelecer a relação dos habilitados e a pontuação de cada um, de acordo com os critérios do edital, está em fase final. Os selecionados deverão ser homologados em reunião do Conselho Municipal de Política Cultural.

Leia Também:  Luiza Trajano é uma das 25 mulheres mais influentes do mundo

Haverá seleção de um avaliador para cada uma das 12 áreas contempladas no edital de projetos, podendo haver a contratação de uma mesma pessoa para mais de uma área. O valor a ser pago é de 10 UFCI (Unidade Fiscal de Cachoeiro de Itapemirim – em 2021, o valor de 1 UFCI é de R$ 19,94) por projeto avaliado, com parecer emitido.

No total, serão investidos R$ 650 mil no pagamento dos projetos e dos avaliadores.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Unimed Sul Capixaba entre as melhores empresas para trabalhar no Espírito Santo

Publicados

em

Pelo segundo ano consecutivo, a Unimed Sul Capixaba integra o ranking Melhores Empresas para Trabalhar no Espírito Santo, reconhecimento da consultoria Great Place to Work (GPTW) em parceria com a ABRH-ES e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-ES). A cerimônia de premiação ocorreu nesta quinta-feira (02), em formato on-line, com a cooperativa conquistando o terceiro lugar na classificação.

Os critérios para a premiação compreenderam duas etapas: pesquisa quantitativa com os funcionários, com a participação de mais de 600 colaboradores da Unimed Sul, e análise das práticas desenvolvidas pela cooperativa (práticas culturais), especialmente, em aspectos relacionados à liderança e ao sentimento de pertencimento.

Em 2020, a Unimed Sul chegou a quarta colocação na premiação. Desta vez, a evolução na pontuação, que chegou a 91 pontos, foi a responsável pelo avanço da cooperativa, que subiu uma posição no ranking. “Quando você já faz um trabalho integrado, que leva em conta os aspectos do negócio e os fatores humanos, os resultados aparecem e se sustentam”, afirma o gerente de Gestão de Pessoas e Serviços da Unimed Sul Capixaba, Atílio Peixoto.

Leia Também:  Em Marataízes, Projeto Praia Para Todos atenderá de terça a domingo

O gestor destaca que, uma das premissas da cooperativa para evoluir no ranking é o “ser humano no centro”, considerando clientes, cooperados e colaboradores como  parte desse processo. “Ao mesmo tempo, temos trabalhado uma maior percepção da liderança para estar mais próxima ao colaborador”, acrescenta.

Outras iniciativas da Unimed Sul Capixaba que contribuíram para o ótimo resultado no ranking incluem projetos para promover o desenvolvimento profissional e pessoal dos colaboradores, como o CHAS Conexões – uma feira de empreendedorismo; o Programa Alavanca – para o desenvolvimento de carreiras e protagonismo profissional; o Programa Nossa História, de reconhecimento aos colaboradores com mais tempo de casa;  Programa de Educação Financeira, além do estímulo à formação continuada por meio de cursos de graduação e pós-graduação.

“Ser reconhecida como uma das melhores empresas para trabalhar no Espírito Santo reflete um grande trabalho desenvolvido desde a diretoria, superintendentes, gerentes, e demais lideranças, até cada um dos colaboradores, com o olhar voltado para o ser humano. Isso quer dizer que prezamos pelo cliente e também pelo cooperado e pelo colaborador, para que todos possam estar bem e felizes. Esse reconhecimento fortalece o olhar de que estamos no caminho certo”, finaliza Atílio Peixoto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA