Política Nacional

Doria acompanha vacinação de quilombolas em cidade que Bolsonaro viveu

Publicados

em


source

Agência Brasil

Governador João Doria acompanhou vacinação de quilombolas em Eldorado, cidade em que Bolsonaro viveu no Vale do Ribeira
Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Governador João Doria acompanhou vacinação de quilombolas em Eldorado, cidade em que Bolsonaro viveu no Vale do Ribeira

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) acompanhou moradores do Quilombo Ivaporunduva, no município de Eldorado, na região do Vale do Ribeira, interior paulista, que foram vacinados contra a Covid-19 neste sábado (23). Foi a primeira comunidade quilombola a ser vacinada no estado, justamente na cidade em que viveu o presidente Jair Bolsonaro dos 11 aos 18 anos. Uma parte de sua família ainda mora em Eldorado.

A primeira moradora a receber a dose da Coronavac foi Benedita Ferreira da Silva, de 77 anos: “Nós queremos saúde. Já estamos cansados desse combate da doença. Sinto saudade de quando podia estar na igreja, rezando, ir na casa dos amigos. Agora é mais difícil, tem que usar máscara e álcool”, disse ela, que mora com dois filhos e três netos.

Benedito Alves da Silva, 65, que integra a coordenação da associação da comunidade, foi vacinado na sequência. “É muito importante essa vacina, não só para o Quilombo de Ivaparunduva, mas para todas as comunidades quilombolas do nosso estado. É uma doença devastadora. Então, é muito importante que essa vacina venha para a gente poder retomar o nosso trabalho, a nossa roça, a nossa conversa no final da tarde.”

Leia Também:  Governador da Bahia alerta sobre pandemia: "Nunca tivemos uma situação igual"

Você viu?

À região do Vale do Ribeira, foram enviadas 2,7 mil doses para o início da campanha. Segundo o governo paulista, 300 foram vacinados neste sábado com a presença de Doria em Eldorado.

Os serviços de saúde municipais da região serão responsáveis pelas estratégias de vacinação para alcançar mais de mil famílias de comunidades quilombolas localizadas nos municípios de Iporanga, Cananéia, Itaoca, Barra do Turvo, Miracatu, Iguape, Eldorado, Jacupiranga e Registro.

“Em Eldorado, iniciamos a vacinação nas comunidades Quilombolas de SP no Quilombo Ivaporunduva. Vacinamos 300 Quilombolas que vivem em extrema vulnerabilidade”, escreveu em suas redes sociais o governador.

Os quilombolas foram incluídos entre os grupos prioritários da primeira fase do Plano Estadual de Imunização (PEI). Neste primeiro momento, também receberão as doses da vacina profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos vivendo em instituições de longa permanência e indígenas aldeados.

“Esses são os primeiros quilombolas vacinados no Brasil . Isso é muito importante, porque é uma representação significativa. O Plano Nacional de Imunização, o PNI, destruiu os quilombolas. Não vou aqui discutir, nem entrar no mérito e nem fazer críticas, apenas dizer que em São Paulo estamos vacinando”, provocou Doria, em mais um capítulo de sua guerra particular com Bolsonaro .

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Em uma semana, Bolsonaro nomeia segundo militar para cargo em seu governo

Publicados

em


source
Almirante Rocha, novo secretário de Comunicação Social do governo Bolsonaro
Ministério da Defesa/Divulgação

Almirante Rocha, novo secretário de Comunicação Social do governo Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro deve causar mais uma mudança em seu governo. O almirante Rocha, militar, será o mais novo secretário de Comunicação Social , cargo antes ocupado por Fabio Wajngarten. As informações foram apuradas pelo blog da Andréia Sadi, do G1. 

Rocha é considerado um dos conselheiros mais próximos de Bolsonaro, com suas características em comum, também tem um bom relacionamento com outras áreas do governo, como por exemplo, a ala militar. Já Wajngarten apresentava um perfil mais contrário ao dos militares. Tinha uma relação com críticos de militares, com isso perdeu o apoio dos militares que ocupavam cargos no Palácio do Planalto

A preferência pelo almirante Rocha foi feita pelo ministro Fabio Faria, a quem o almirante será inferior. Há um plano para que Wajngarten ocupe um cargo no  Planalto, pois ele é uma pessoa de confiança do presidente Bolsonaro, porém, segundo auxiliares presidenciais, ele está na pasta errada. 

Com isso, Rocha se torna o segundo militar só nesta semana que foi promovido por Jair Bolsonaro, O general Luna e Silva foi escalado para ser o novo comandante da Petrobras. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA