Economia

Dólar sobe e vai a R$ 5,28 após Bolsonaro jogar fora projeto de Guedes

Publicados

em


source

Brasil Econômico

dólar
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL

Dólar sobe e vai a R$ 5,28 após Bolsonaro jogar fora projeto de Guedes


Nesta terça-feira (15), o dólar fechou em alta ante o real, em R$ 5,28. Os operadores passaram a ter postura mais conservadora diante das  discordâncias do presidente Jair Bolsonaro sobre ideias da equipe econômica do ministro Paulo Guedes.

O presidente jogou fora o Renda Brasil de Paulo Guedes publicamente, e a cena fez o dólar encostar em R$ 5,30.

O dólar passou parte da tarde operando perto da estabilidade, porque Guedes acalmou o mercado ao negar um processo de demissão seu, porém a cautela com a situação fiscal do Brasil permanece.

O Ibovespa, índice da bolsa de valores de São Paulo, a B3, fechou em leve queda nesta terça. O Ibovespa cedeu 0,05%, a 100.219,66 pontos, segundo dados preliminares, após chegar a 99.646,81 pontos na mínima e a 100.949,43 pontos na máxima.

Leia Também:  Defesa do consumidor: a relação entre ingestão de corpo estranho e o dano moral

Há grande expectativa sobre as  reuniões de política monetária de amanhã, quarta-feira (16). A mais aguardada é a do Fed (EUA), mas haverá também no Banco Central brasileiro e no Banco do Japão.

Na  reunião do Copom, o consenso deve ser o de manutenção dos juros – com a melhora da atividade – o aumento dos riscos fiscais e do aumento dos preços dos alimentos.  Espera-se que haja a manutenção da Selic em 2%, ao menos até o final de 2021.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Auxílio de mil dólares: Bolsonaro diz que arredondou o valor no discurso na ONU

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Bolsonaro
Reprodução YouTube/Jair Bolsonaro

Presidente chamou de ‘esquerdalha’ a imprensa e a população que questionou o valor citado na conferência das Nações Unidas

Durante live nas redes sociais nesta quinta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro admitiu ter arredondado o valor do  auxílio emergencial em seu discurso durante conferência da Organização das Nações Unidas na última terça-feira (22).

Bolsonaro afirmou que o valor correto seria 960 dólares, mas, no discurso oficial, ele disse mil dólares. Nesta quinta (24), o presidente chamou de “esquerdalha” a imprensa e a população que questionou o valor citado na ONU.

“Eu disse no meu discurso da ONU que o total do auxílio emergencial será próximo de mil dólares, mas na verdade, dá 960 dólares. Mas foi o suficiente para baterem em mim. Agora, se você dividir simplesmente o volume, pela quantidade, você tem um número. Das 65 milhões de pessoas que receberam o auxílio emergencial de R$ 600, nas cinco primeiras parcelas, tínhamos ali 12 milhões de senhoras com filhos, e elas receberam o dobro, o que leva a média para em torno de 970, 960 dólares. Então, eu fiz a aproximação e foi o suficiente para a esquerdalha me acusar de mentiroso”, disse Bolsonaro na live de hoje.

Leia Também:  Homem pede bife à parmegiana e recebe só arroz; imagens viralizam na internet

O iG checou as contas. No total, o  auxílio emergencial pagará aos beneficiários cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300. Juntas, elas somam R$ 4,2 mil. 

Na cotação do dia,  mil doláres  equivaliam a mais de R$ 5,4 mil, o que significa que o arredondamento do presidente ignorou cerca de R$1,2 mil – ou duas parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial. 

Além disso,  nem todos os benefíciários receberão as nove parcelas, que devem ser pagas até dezembro. Por outro lado, alguns grupos receberam um benefício maior, como  mães chefes de família, cuja parcela foi de R$ 1,2 mil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA