Política

Dia do Estudante: deputados apontam desafios para alunos

Publicados

em


.

Os deputados aproveitaram o Dia do Estudante, celebrado em 11 de agosto, para falar sobre juventude, evasão escolar e militância estudantil durante a sessão ordinária desta terça-feira (11). Parlamentares também lembraram que este ano, por conta da pandemia do novo coronavírus, os estudantes de todo o país, e a educação de maneira geral, enfrentam grandes desafios.

Para a deputada Iriny Lopes (PT), a data deve ser voltada para uma reflexão sobre a juventude. “Falar do Dia do Estudante é falar de uma juventude que precisa de investimento, lazer, espaço nas cidades, cultura. Quando o poder público pensa na estrutura da cidade, infelizmente deixa de lado o lugar onde a juventude pode ocupar. Não podemos ver somente a escola como o lugar da juventude”, disse a deputada Iriny Lopes. A parlamentar também lembrou de algumas lutas importantes dos estudantes como o passe livre.

A deputada Janete de Sá (PMN) também destacou a juventude estudantil como importante ator político. “Comecei a militância no movimento estudantil, enquanto aluna de Enfermagem. Os estudantes têm uma força enorme para ir para as ruas, para a luta, buscar seus direitos. É um ator político fundamental no nosso país”.

O desafio enfrentado pela área da educação por conta da pandemia foi lembrado pelo deputado Luciano Machado (PV). “Esse ano de 2020 está especialmente difícil para os nossos estudantes. Não queremos dizer que o ano foi perdido. Mas é muito difícil ver os estudantes fora das escolas, com as aulas suspensas”.

Leia Também:  Regras para compra de fogos de artifício

Sobre o tema, o deputado Sergio Majeski (PSDB) adicionou a preocupação com a evasão escolar. “Nós vivemos um momento muito delicado com uma quantidade imensa de estudantes fora das escolas. E se não houver um investimento muito grande nesses jovens, nós vamos perder ainda mais alunos. Nesse dia, é importante lembrar que nós, políticos, não podemos descansar enquanto todos os estudantes não tiverem a mesma educação de qualidade”.

O dia 11 de agosto também é Dia do Advogado. “Sem os advogados não existe democracia. Eles desempenham um papel fundamental na defesa dos direitos”, registrou o deputado Dr. Hércules (MDB). Parlamentares também lembraram que a data celebra o Dia do Garçom.

Reforma Tributária

O deputado Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos) repercutiu a reforma tributária, tema que está na agenda nacional. O governo federal planeja estabelecer um imposto único, a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS). “A proposta de reforma tributária, ainda que bem intencionada, vai pesar muito para o setor de bens e serviços que, no caso da cidade Vitória, tem uma participação muito importante na economia da capital. Esse é momento de falar de desoneração, de falar de desburocratização. O aumento desse imposto vai resultar em aumento do preço final. O ministro da Economia, Paulo Guedes, já se pronunciou dizendo que a alíquota de 12% para o CBS não está definida. Precisamos que isso seja repensado”, disse Pazolini.

Leia Também:  Ruy Guedes é o vice do prefeito Victor Coelho na disputa pela reeleição em Cachoeiro

Aglomeração

O deputado Hudson Leal (Republicanos) falou sobre a necessidade de manter o isolamento social para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. “A doença ainda está no pico, com uma tendência de queda, mas não é hora de ceder. Ainda é momento de cuidado e preocupação. Ainda precisamos manter o distanciamento social, usar máscaras e higienizar as mãos. Não é momento de aglomerar em bares”, disse o parlamentar, destacando que é possível observar bares e restaurantes da Grande Vitória com grande número de pessoas.

O deputado Dr. Hércules também reforçou os cuidados. “O melhor a fazer nesse momento é evitar a doença. Por isso, quem puder, deve manter o distanciamento social. O uso da máscara e a higiene das mãos também são essenciais. Não vou discutir qual remédio pode ser usado. O importante é que, tendo algum sintoma, procure um médico ou uma unidade de saúde”, disse o parlamentar, reforçando que as pessoas não usem medicamentos sem a devida prescrição médica. 
 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CPI dos Maus-Tratos apura denúncia de zoofilia

Publicados

em


.

A CPI dos Maus-Tratos contra os Animais localizou, na noite da última quinta-feira (17), um homem em situação de rua que foi denunciado por zoofilia. Após quatro dias de busca, o servidor da CPI, Juarez Lima – acompanhado de três agentes da Guarda Municipal de Vila Velha – foi até o endereço de um imóvel abandonado no bairro Glória, onde localizou dois filhotes de cachorro, um deles amarrado por um fio de nylon de 70 centímetros.

“Nós conversamos com diversas pessoas, que não quiseram se identificar, que afirmaram que o morador de rua age de forma violenta com os animais e também pratica sexo com eles. No local, encontramos dois vasilhames de água e ausência de alimentação. Resgatamos os dois filhotes de cachorro, mas não encontramos o corpo da cadela que seria a mãe deles. Em um vídeo enviado à CPI, aparece a cadela morta com indícios de prática de zoofilia. O homem negou abusar dos animais”, declarou o servidor da CPI, Juarez Lima.

Os animais foram resgatados e colocados em local seguro até que os fatos sejam apurados.“O suspeito foi qualificado e os órgãos competentes estão sendo oficializados sobre os fatos para que sejam tomadas as medidas cabíveis. Como não houve flagrante, estamos pedindo ao município de Vila Velha que providencie uma avaliação psicológica do suspeito e à delegacia que avalie a necessidade de internação compulsória”, informou a presidente da CPI, deputada Janete de Sá (PMN).

Leia Também:  Caparaó reivindica mais segurança rural em audiência

A CPI dos Maus-Tratos contra os Animais recebe denúncias pelo e-mail [email protected] 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA