Estado

‘Desvios’: Live propõe debate sobre ações culturais no sistema carcerário

Publicados

em


.

Uma discussão sobre aspectos do sistema prisional com relações entre ressocialização, disciplina e arte. Esse será o tema da live do projeto ‘Desvios’, de Rafael Pagatini. A transmissão do bate-papo ao vivo será na próxima quinta-feira (04), a partir das 18h30, nos canais oficiais da Galeria Homero Massena, no Instagram e Facebook, além do Youtube da Secult.

‘Desvios’ vai levantar um debate sobre o sistema carcerário capixaba, considerando o saber-fazer dos detentos no campo da arte. O encontro, que seria presencial, na Galeria Homero Massena (GHM), no Centro de Vitória, precisou ser adaptado para plataforma on-line por causa do período de distanciamento social, necessário para o combate à disseminação do novo Coronavírus (Covid-19).

Ao lado do idealizador do projeto, o artista e professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Rafael Pagatini, o debate vai contar com as presenças da subsecretária de Ressocialização da Secretaria de Justiça (Sejus), Roberta Ferraz; do defensor público e coordenador do Núcleo dos Direitos Humanos, Hugo Fernandes Matias; e do sociólogo e professor da Universidade de Vila Velha (UVV), Pablo Ornelas Rosa.

Segundo Rafael Pagatini, “Desvios” trabalha desde 2017 com os internos do Complexo Penitenciário de Xuri, em Vila Velha. Em forma de oficinas, a dinâmica funcionou como uma troca para incentivar a criatividade dos presos. “Eu ensinava aulas de desenho para os detentos e eles me ensinavam formas de construção com materiais diversos existentes dentro da realidade do presídio”, afirma.

 

O projeto

 

Contemplado no Edital Setorial de Artes Visuais da Secult, o projeto “Desvios” promoveu oficinas com internos do sistema prisional do Espírito Santo, entre 2017-2020. As ações estabeleceram processos de trocas e sensibilização, com objetivo de refletir sobre o conhecimento e saber-fazer que foram desenvolvidos no cárcere pelos presos. Além de estimular a criatividade, subjetividade e inventividade.

Como fruto dessas oficinas, foram realizados registros audiovisuais dos internos construindo objetos, tendo como base peças de xadrez produzidas com materiais de uso diário, tais como sabonete, arroz, farelo de pão, entre outros. São construções que apresentam questões ligadas à criatividade, usos do espaço, transformações da matéria e coletividade.

Serviço: 

Webinar “Desvios”, de Rafael Pagatini
Quando: 04/06 (quinta-feira)
Horário: às 18h30

Link para acesso: https://us02web.zoom.us/j/82357279192

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secult
Aline Dias / Danilo Ferraz / Erika Piskac
(27) 3636-7111 / 99753-7583 / 999021627
[email protected]
[email protected]
https://www.facebook.com/SecultES/
https://www.instagram.com/secult.es/

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Profissionais da Educação Especial participam de reunião virtual
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Ministério da Saúde orienta municípios darem continuidade à imunização contra Influenza

Publicados

em


.

A 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, iniciada no dia 23 de março, chega ao fim, nesta terça-feira (30), em todo o território brasileiro. Entretanto, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, os municípios capixabas devem dar continuidade à imunização até o fim das doses remanescentes.

A recomendação, segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, vem de uma decisão conjunta também da Secretaria da Saúde (Sesa) e dos representantes regionais e municipais do Estado. “Com o encerramento da campanha nesta terça (30), recomendamos que os municípios permaneçam desenvolvendo estratégias de vacinação dos grupos prioritários em que a meta ainda não foi alcançada, em especial crianças e gestantes, enquanto durarem os estoques”, informou.

Ainda segundo a coordenadora, os municípios também poderão ampliar a imunização para outros grupos de acordo com a disponibilidade no estoque das vacinas remanescentes. “Assim, cada município terá autonomia, em caso de doses remanescentes, para disponibilizar a imunização a outros grupos que não estavam contemplados na Campanha.”

No dia primeiro de junho, o Espírito Santo foi o primeiro estado brasileiro a atingir a meta de imunização preconizada pelo Ministério da Saúde, tendo vacinado 90% do público prioritário para a 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Atualmente, o Estado está em segundo lugar na cobertura total, com 99,09%, atrás somente do Amapá, que atingiu a marca de 100,98% de cobertura vacinal total. A previsão parra balanço final da campanha está prevista para o final de julho.

Leia Também:  Profissionais da Educação Especial participam de reunião virtual

 

Dados no Espírito Santo

O Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, da Secretaria da Saúde, informa que, até a manhã desta terça-feira (30), o Estado já havia vacinado 1.221.693 pessoas, segundo dados parciais do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

A meta preconizada pelo Ministério da Saúde de 90% de vacinação para os públicos dos idosos e dos trabalhadores da saúde foi superada no Espírito Santo, com 136,08% (504.560 vacinados) e 107,93% (107.446 vacinados), respectivamente.

Nos demais grupos, a meta ainda precisa ser alcançada, como as crianças com 70,14% (196.038 vacinadas), gestantes 62,92% (25.209 vacinadas), puérperas 81,03% (5.336 vacinadas), indígenas 83,83% (3.883 vacinados) e adultos de 55 a 59 anos, com 69,28% (113.071 vacinados).

 

Informações à imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sesa

Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes

(27) 3347-5642 / 3347-5643

[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA