Turismo

Destino dos famosos: conheça a beleza natural de Jericoacoara

Publicados

em


source
Jericoacoara
Reprodução/Fred Pontes

Famosos como Dandara Mariana, Juliana Paes, Fiuk e Gabriella Mustafá visitaram Jericoacoara no réveillon passado

A 300 KM da capital cearense, a Vila de Jericoacoara caiu no gosto dos famosos por ser um paraíso isolado no Ceará. Com estradas de terra, hotéis e resorts rústicos e muitas belezas naturais, Jericoacoara conquistou famosos como Fiuk, Juliana Paes e Dandara Mariana, que voltaram às telas com a reprise de A Força do Querer

Nos últimos anos a vila cearense tem sido palco de festas de réveillon repletas de famosos e tudo indica que deve bombar neste ano novo, principalmente por conta do isolamento da vila e dos shows da virada especiais para visitantes.

Com atividades voltadas ao ecoturismo, Jeri tem diversas paisagens naturais, como o Parque Nacional de Jericoacora e praias lindas para visitar. A vila também tem hotéis, bares e restaurantes de encher os olhos. Veja a seguir as dicas que o iG Turismo reuniu para você que quer conhecer este paraíso tropical.

Leia Também:  Ecoturismo na Mata Atlântica: veja quais são principais trilhas de Bertioga

Quantos custam as passagens aéreas para Jericoacoara?

Hoje em dia há duas opções: você pode ir direto para Jeri e pousar no aeroporto regional e fazer uma viagem de uma hora até a vila, ou ir até Fortaleza e fazer uma viagem de até quatro horas e meia até o destino final. O preço médio de São Paulo até a Vila de Jericoacoara é de R$824. Para Fortaleza, o preço é de R$908.

Quanto custam as diárias para se hospedar em Jericoacoara?

Há diversos tipos de hospedagem, desde hostels, pousdas simples e até resorts incríveis. O preço médio para se hospedar na vila cearense é de R$ 380. Pra quem busca um hotel com muito conforto, o preço fica em torno de R$1.934. 

O que fazer em Jericoacoara?

Você pode ficar apenas na praia principal, que é a mais movimentada. Se quiser mais sossego, há diversas praias espalhadas pela vila que são lindas e perfeitas para aproveitar o dia, como a Praia das Conchas que tem a famosa pedra furada, a Praia da Vitória e a Praia do Preá. Pra quem busca mais aventura a pedida é se divertir com passeios focados no ecoturismo ou em esportes radicais, como kitesurfing, passeios com buggys e carros 4×4.

Leia Também:  Destino dos famosos: conheça todo o esplendor de Aruba
Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Pé na estrada: mochileira dá dicas para mulheres que querem viajar sozinhas

Publicados

em


source
Mayumi dá dicas para viajar sozinha
Divulgação

Mayumi dá dicas para viajar sozinha

A editora de conteúdo Thais Mayume Carvalho Higa, 34 anos, já viajou sozinha por vários destinos do Brasil e do exterior, sempre no estilo mochilão . Natural de São Paulo, ela já visitou Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro , Ceará, Bahia, Maranhão, Pará, Distrito Federal e Tocantins. 

Em 2013, Higa foi passar um mês em Cuba. A experiência fez com que ela se animasse para conhecer outros países, como França, Alemanha, Espanha e Inglaterra. Em entrevista ao iG Turismo dá algumas dicas fundamentais para as mulheres que querem cair na estrada na própria companhia.

Você viu?

Seguro viagem

Antes de começar a pensar na viagem, é muito importante fazer um seguro antes de embarcar. Apesar de muitos acharem isso um gasto desnecessário, é melhor estar precavida, caso algo aconteça.

“Eu sempre faço seguro de viagem, é necessário. Um amigo meu não fez o seguro e viajou para França, teve um problema médico e ficou devendo mais de 20 mil euros. Ele nunca mais pode voltar lá”, brinca. 

Fazer um roteiro 

Além do seguro viagem, em todo novo destino é importante saber detalhes do local para onde você está indo. Os dias que os museus estão abertos e as atrações turísticas também. Por isso, é sempre bom pesquisar antes de embarcar. Mas, não precisa seguir à risca o roteiro! É só para te passar a segurança na hora.

Leia Também:  Milionários pagam até R$ 280 mil por pacote com vacina contra a Covid-19

“É bom você ter um planinho, mas precisa saber que, às vezes, ele pode dar errado. Se no dia você não estiver disposta ou quiser fazer outra coisa, você pode e não tem problema”, diz. 

Pesquisar a hospedagem 

Com o roteiro do destino pronto, outro tópico importante é o lugar que você vai ficar. Definir o lugar de viagem é importante, hotel, hostel, airbnb são algumas das opções. Higa recomenda conferir a avaliação dos lugares antes de fechar a hospedagem que cabe melhor no seu bolso.

“Eu sempre pesquiso se no hostel tem um quarto só para mulheres, ou, se vou alugar um lugar em outro país, prefiro que a host seja uma mulher também, passa mais segurança”, acrescenta. 

Contar com a ajuda das pessoas 

Uma das grandes vantagens de viajar sozinha, é a liberdade, você pode ir para onde quiser, na hora que quiser. Por estar sem ninguém, segundo a editora, você se sente mais disposto a conhecer a fundo a cultura local e novas pessoas que podem tornar a viagem ainda mais divertida.

“Quando fui para Berlim, uma amiga brasileira que é casada com um assessor de política alemão conseguiu que a gente conhecesse o parlamento do país. Conseguimos ver a cidade inteira de lá, e normalmente as visitas ao local  levam em torno de dois meses para serem aprovadas, é muita burocracia!”

Confira as dicas para viajar sozinha
Divulgação

Confira as dicas para viajar sozinha

Ir para lugares que você entende a língua

Higa conta que adora explorar novos lugares, essa é a parte que mais gosta das viagens nacionais e também internacionais. Uma dica que ela dá para as mochileiras de primeira viagem é quando for escolher o destino, optar por países que você fale a língua, já que fica mais fácil para pedir informações, socializar e saber as direções. Quando você estiver mais segura, pode se aventurar para lugares mais diferentes. 

Leia Também:  Conheça dicas para escolher o hostel ideal durante a pandemia

Cuidados na hora de passear e pesquisar o destino 

Na hora que for passear para conhecer o país ou cidade nova, leve seus documentos, como RG ou passaporte, em uma doleira, que é um acessório para prender na cintura e levar objetos importantes de maneira discreta.

Por último, mas não menos importante, Mayumi dá a duas dicas primordiais para qualquer mulher mochileira: pesquisar o destino com antecedência. Existem países, como o Egito, que não são muito recomendáveis para mulheres irem desacompanhadas.

“Uma amiga minha foi com o marido e eles tiveram que voltar antes, porque ela estava sendo muito assediada pelos homens de lá, chegou ao ponto de perseguirem ela na rua”, conta. 

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA