Política Nacional

Deputado federal do RJ usa atestado médico para não usar máscara em aeroporto

Publicados

em


source
O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) usa atestado médico para não usar máscara
Reprodução / Facebook

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) usa atestado médico para não usar máscara

O deputado federal Daniel Silveira (PSL) usou um atestado médico na noite da última segunda (26) para não ter que  usar máscara dentro do aeroporto, quando rumava para Brasília. 

Veja a declaração do deputado:



Ainda segundo o deputado, a razão do atestado se dá pois ele sente dores de cabeça “devido ao aumento de CO2 no sangue”.

O responsável por expedir a licença médica que autoriza o uso público sem máscara foi o médico Sergio Marcussi .

Leia Também:  "Chaga infame", diz Fachin sobre injúria racial ser imprescritível

Em publicação na conta que tem no Twitter, que foi suspenso na tarde desta terça (27), ele afirmou que na segunda fez 20 atestados, e completou dizendo “vamos disseminando”.

Em outros posts, ele cita a proteção facial, recomendada pela OMS e pela Fiocruz como ” cabresto “, e diz que o atestado “é a solução para você se livrar da focinheira”.

Vale lembrar que desde Julho, quando o Presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei, é obrigatório o uso de máscaras de proteção individual em espaços públicos e privados durante a pandemia.

O médico se aproveitou de um artigo da lei sancionada pelo presidente que dispensa o uso da máscara por pessoas diagnosticadas com autismo ou com algum tipo de deficiência :

“Será dispensada no caso de pessoas com transtorno do espectro autista, com deficiência intelectual, com deficiências sensoriais ou com quaisquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme declaração médica, que poderá ser obtida por meio digital, bem como no caso de crianças com menos de 3 (três) anos de idade”, diz o artigo 7 da lei.

Leia Também:  Datafolha em São Paulo: Covas tem 54% dos votos válidos no 2º turno; Boulos, 46%

A Fiocruz reforça o uso das máscaras para evitar a propagação da Covid-19:

“A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ressalta que a recomendação de uso de máscaras caseiras em larga escala tem como base a proteção coletiva, uma vez que muitas pessoas podem estar infectadas e serem assintomáticas. Ou seja, poderiam estar transmitindo a doença sem saberem que estão com o vírus”, afirma em nota publicada em Abril.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Marília Arraes tem 52% dos votos válidos e João Campos 48%, aponta Datafolha

Publicados

em


source
Marília Arraes e João Campos
Yacy Ribeiro/JC Imagem/Redes Sociais

Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB)

candidata à Prefeitura do Recife Marília Arraes (PT) apareceu liderando a disputa com 52% dos votos válidos, enquanto João Campos (PSB) aparece com 48%. Os dados do Datafolha foram divulgados nesta quinta-feira (26) e mostra um empate técnico entre os dois.

Os votos válidos são dados que excluem votos brancos, nulos e indecisos. Na amostra anterior ela estava com 55%.

Em relação às intenções de votos, Marília Arraes surge com 43%, oscilando positivamente dois pontos percentuais, em comparação ao último resultado de pesquisa, que era de 41%.

João Campos aparece com 40%, seis pontos percentuais a mais do que a amostra anterior, que era de 34%.

O Datafolha entrevistou 1.036 eleitores nos dias 24 e 25 de novembro e foi realizada em parceria com a Folha de São Paulo e a TV Globo. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, com 95% de confiança.

Leia Também:  TSE encontra suspeita de atos ilícitos na campanha de Boulos em 2018

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA