Mulher

Decoração: como usar macramê para renovar o visual da sua casa

Publicados

em


source
macramê
Reprodução/Pinterest

macramê

O macramê é uma técnica de artesanato que consiste no entrelaçamento de fios para criar peças das mais variadas, como cortinas, toalhas, capas de almofadas, entre outros. Segundo a instrutora e produtora de macramê, Priscila Quaquio, a técnica é extremamente versátil e pode ser adicionada em qualquer canto da casa, podendo ser adaptada a diferentes estilos, designs ou projetos de decoração .


“As peças transformam espaços, levando arte e vida aos ambientes de forma simples e bonita. Conforme o tipo de trabalho feito, acessórios e cordões usados, esta arte pode combinar um clima vintage com um toque contemporâneo”, completa.

Leia Também:  Tarot do Talismãs: Energias para cada signo de 10 a 16 de maio

Veja a seguir algumas possibilidades de uso do macramê na decoração. 


Cortinas

Cortinas de macramê
Reprodução/Pinterest

Cortinas de macramê

A técnica pode ser feita na produção de cortinas, que têm a possibilidade de serem adaptadas em todos os cômodos. É ideal para quem procura fazer uma divisão entre os ambientes de forma leve, sem bloquear a circulação de ar ou a passagem da luz.

Suporte para plantas

Suporte para plantas
Reprodução/Pinterest

Suporte para plantas

Para quem ama encher a casa de plantinhas, o suporte de macramê é uma ótima ideia para deixar o ambiente personalizado e original. As plantas podem ser colocadas nos suportes verticais, ficando fora do alcance de crianças e animais domésticos. 

Enfeites de mesa

Você viu?

Enfeites de mesa
Reprodução/Pinterest

Enfeites de mesa

O macramê também vai muito bem na mesa da cozinha, dando um toque super charmoso quando usado na confecção de suportes para panelas e pratos. 

Almofadas

Almofadas
Reprodução/Pinterest

Almofadas

Você pode substituir as capas de almofadas de tecido por outras confeccionadas em macramê. Elas dão um toque rústico e ao mesmo tempo elegante ao ambiente. 

Leia Também:  Os incríveis significados por trás de 9 animais místicos

Colchas

Colchas
Reprodução/Pinterest

Colchas

O macramê também fica ótimo em colchas: uma opção elegante que dará vida ao cômodo.

Suporte de prateleira

Prateleiras
Reprodução

Prateleiras

As prateleiras podem ganhar um toque de charme como suportes em macramê, deixando de ser simples objetos funcionais para ser incorporados à decoração da casa.

Decoração na parede

Decoração na parede
Reprodução/Pinterest

Decoração na parede

Outra opção bastante em alta para incorporar o macramê à decoração é usar paineis pendurados nas paredes, semelhante ao uso de quadros. Fica bem tanto em ambientes mais clean, como nos mais modernos. Basta ousar nas cores, tamanhos e formatos.

Caminha para o pet

Caminha para o pet
Reprodução/Pinterest

Caminha para o pet

Nossos bichinhos também merecem um lugar aconchegante para descansar. AS caminhas de macramês são lindas, confortáveis e podem ser colocadas em qualquer cômodo da casa. 

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

77% das mulheres sofrem alteração na menstruação durante a pandemia

Publicados

em


source
77% das mulheres sofrem alteração na menstruação durante a pandemia
Sora Shimazaki

77% das mulheres sofrem alteração na menstruação durante a pandemia











A pandemia do novo coronavírus tem causa diversos impactos na saúde coletiva. Entre eles, está a alteração na saúde íntima das mulheres, como mudanças nos  ciclos menstruais e aumento dos sintomas da TPM.

Desde o começo da pandemia, um grupo de pesquisadores da  Universidade Federal de Lavras (UFLA) analisou os impactos da pandemia de covid-19, no Brasil, sobre a saúde mental  e o ciclo menstrual de mulheres em fase reprodutiva. Os resultados mostram que 97% das mulheres relataram o surgimento de novos sintomas relacionados à saúde mental e/ou alterações em seus ciclos menstruais (77%). 

As mudanças mais citadas foram: alteração no número de dias do ciclo menstrual, número de dias de menstruação, fluxo menstrual, coloração e odor da menstruação, além de apresentarem escapes menstruais (sangramentos fora de época). Além disso, muitas também relataram mudanças na Tensão Pré-Menstrual (TPM) e na libido (que, para a maioria delas, diminuiu).

Leia Também:  5 vezes em que Stormi Webster roubou a cena!

“Minha menstruação e TPM estão mais intensas”

Clélia Maria de Oliveira e Silva
Arquivo pessoal

Clélia Maria de Oliveira e Silva

A cientista social e terapeuta Clélia Maria de Oliveira e Silva (38) relata que sempre teve um ciclo regulado sem o uso de anticoncepcional. “Desde a pandemia muitas coisas mudaram aqui. Percebi uma mudança não só no fluxo, mas toda a TPM, dores e sentir ficaram mais intensas. Sinto que estou mais ansiosa e eufórica”, relata.

Você viu?

“Sempre fui muito regrada e tinha um fluxo leve, que durava dois a três dias. Minha saúde ginecológica era ok. No primeiro ano da pandemia eu engordei muito (10 quilos) e com isso eu comecei a sofrer com desconfortos em geral.

A consultora esotérica Viviane Juruna (38) conta que também está passando por essas alterações. “Tenho candidíase, meu fluxo aumentou e eu nunca sei o dia que vou menstruar”. Ela está aguardando o resultado de exames para averiguar se isso é realmente um reflexo da pandemia ou algo a mais.

Quem também sentiu a TPM bagunçar as emoções foi a terapeuta corporal holística Bruna Gomes Correia (28), que atualmente vive em Portugal. “Eu sinto que ficou muita coisa (para lidar). Eu tenho cólicas fortes todos os meses, já tive três infecções urinárias e candidíase, coisas que não eram um problema antes da pandemia”, desabafa.

Segundo o ginecologista e obstetra César Patez, não é preciso ter tido uma infecção pelo vírus para notar alterações no ciclo menstrual, uma vez que viver durante uma pandemia já é uma experiência estressante e pesada o suficiente. “Sabemos que isso pode afetar negativamente os padrões de menstruação, alterar a duração dos ciclos, provocando uma TPM mais acentuada e menstruações mais dolorosas”, diz.

Ele também aconselha que mulheres com sintomas a mais de três meses devem buscar ajudar profissional. “Caso a mulher apresente um ciclo menstrual alterado por mais de 90 dias, como ciclos muito curtos, muito longos ou sangramento excessivo, procure um ginecologista o mais rápido possível. Investigar os motivos dessa variação é fundamental para iniciar um tratamento desde o início da doença. Assim, sua saúde e fertilidade ficarão seguras”, completa.

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA