Moda & Beleza

DÁ PRA APRENDER COMO SER FELIZ com Sandra Teschner | Soltos SA

Publicados

em


source

Pois é, e isso não é papinho de autoajuda não, é pesquisa científica! Sandra Teschner, estudou anos o assunto na Universidade da Flórida e hoje é Chief Happiness Officer e desenvolve um trabalho incrível ensinando empresas e pessoas técnicas e mudanças simples na vida para sermos efetivamente mais felizes.

Como diria Xuxa, e quem não quer né? Nesse papo divertido, ela traz dicas práticas pra gente aplicar no nosso dia a dia pra poder utilizar esses 40% ao máximo. Alguns dos pontos essenciais para nossa felicidade são: filtrar o que a gente vê e consumir conteúdos leves ao invés de se entupir de notícias sobre tragédia (alô overdose de corona news!); fazer uma limpa nas nossas relações e estar perto de quem nos inspira (unfollow agora aquele povo que te desperta inveja ou te joga pra baixo); se conhecer melhor; ter menos expectativas em cima dos crushes; ser grato; dedicar tempo aos outros e ter disciplina (até pra poder não fazer nada se você quiser).

Leia Também:  Fique atendo: ódio destilado, não deve ser tolerado.

É maravilhoso entender que a felicidade tem muito menos a ver com dinheiro, carrão, marido, viagens… e sim com a nossa atitude diária perante nossa vida. Mas aí, amores, a responsa é nossa também! Confere aqui todas as dicas e bora pegar esse job pra gente! Conta aqui em que nível anda sua felicidade e o que você pretende mudar na prática pra ser mais feliz a partir de hoje.


Fonte: IG Moda

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moda & Beleza

Fique atendo: ódio destilado, não deve ser tolerado.

Publicados

em


source
Sandra Teschner
Divulgação Instagram

Sandra Teschner

Tanto faz de que polo venha, ódio destilado não deve ser tolerado. Na vida, como em redes sociais;
Delete sem dó !
Se a pausa proposta será permanente ou não depende da condensação. Nós, – felizes, somos abertos à segundas chances.
O oposto ao ódio não é o amor, mas o desprezo. Não invista sua energia vital compactuando com o desgastante ódio de alguém. Supostos combatentes ao “errado”, com palavras e atos que só são fontes de negatividade, não merecem o consumo de seu bem estar

Trata-se tão somente de emoções negativas estanques e desesperadas entre “odiadores” de qualquer polo. E, ufaa, Eles não são você .
Aja fazendo o bem, sendo solidário, construindo, se autocuidado autoanalisando. Nenhuma mudança ocorre realmente fundamentada, se não for na ordem natural . Comece então arrumar o mundo de dentro de você, de sua casa, a seu redor e expanda o contágio positivo de suas atitudes.
O resto é o mal sendo destilado por juízes alheios ao sentido da vida, que vivem angustiados com a impotência de seus próprios atos, não realizados, sabotam o ambiente alheio. Incapazes, culpam os outros por suas inabilidades e nada sabem sobre ecoar mais do que o a própria voz .
Não dê chance ao que te faz mal. Retire do seu campo de visão. Afinal, eles são oponentes da sua qualidade de vida .

Leia Também:  A Felicidade em tempo de Lives

Sandra Teschner
Publisher
Chief Happiness Officer

Fonte: IG Moda

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA