Estado

Crédito e possibilidade de utilização do Fundo de Aval Bandes para empresas setor turístico

Publicados

em


Os empreendimentos capixabas do setor turístico fortemente impactados com as medidas de distanciamento social dos últimos meses têm recursos disponíveis com os financiamentos do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). Os empresários podem contratar recursos do Fundo Geral do Turismo (Fungetur), com o uso de garantia do Fundo de Aval Bandes.

O Bandes é uma das dez instituições de desenvolvimento no País que repassa os recursos do Ministério do Turismo no Estado. Com o Fungetur, bares, lanchonetes, cafés e empresas do ramo de hospedagem podem investir, com carência e prazo de pagamentos adequados ao negócio, podendo chegar até 60 meses.

As condições da linha foram apresentadas, nessa quinta-feira (14), pelo diretor-presidente interino do Bandes, Luiz Fernando Castro de Mello Leitão, durante posse da instituição no Conselho Estadual de Turismo (Contures). O conselho abrange temáticas de promoção turística, gestão e regionalização, qualificação profissional e infraestrutura turística do Estado.

Ampliação de garantias ao crédito contratado

O Fundo de Aval Bandes é um mecanismo garantidor à contratação de operações de crédito para financiamento junto às instituições financeiras, criado pelo Governo do Estado como uma das ações econômicas de enfrentamento à pandemia. O Fundo, gerido pelo Bandes, tem o objetivo de prestar garantia, total ou parcial, aos empresários que não consigam apresentar outras formas de garantia. Ou seja, o Fundo de Aval atua como avalista do empreendedor do setor turístico que mais precisa contar com os recursos neste momento.

Leia Também:  Empresa de tecnologia de Guarapari anuncia produtos e inaugura nova sede

Quem pode contratar?

A linha é destinada a microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte, cuja receita operacional bruta anual não ultrapasse o teto definido no Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (até R$ 4,8 milhões).

Podem buscar os financiamentos empresas de hospedagem, agências de turismo, organizadoras de eventos, parques temáticos, acampamentos turísticos, centros de convenções, parques aquáticos, prestadoras de serviços de infraestrutura para eventos, restaurantes, cafeterias, bares, entre outros serviços do setor de turismo com cadastro no Ministério do Turismo (Cadastur), que atuem em todos os municípios capixabas.

A garantia do Fundo de Aval poderá cobrir financiamentos de até 15% da receita bruta e, no máximo, a 10% do valor de referência de enquadramento no Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno, ou seja, até R$ 480 mil.

Como solicitar o financiamento

Para ter acesso aos recursos, as empresas precisam ter um documento emitido pelo Ministério do Turismo, o Cadastur. O empresário interessado no Fungetur tem à disposição atendimento remoto personalizado da equipe do banco, via website, por meio do link.

Leia Também:  Projeto do Idaf em parceria com Fapes e Ufes leva primeiro lugar na Semana Estadual da Ciência e Tecnologia

Condições operacionais
– Fungetur Giro;
– Taxa de juros: 5% ao ano + INPC
– Valor máximo financiável: conforme capacidade de pagamento da empresa;
– Carência: até 12 meses;
– Prazo de pagamento: até 60 meses;
– Para se cadastrar no Cadastur, veja aqui: Cadastur
– Leia passo a passo sobre como se cadastrar aqui:Orientações

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
[email protected]
Bandes Atende: 0800 283 4202
Av. Princesa Isabel, 54, Centro, Vitória
App disponível para Android e iOS

Informações à imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Governador Renato Casagrande anuncia mudanças no secretariado

Publicados

em

 

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou mudanças no secretariado, na noite desta quinta-feira (25). Por meio de transmissão ao vivo, ao lado da vice-governadora Jacqueline Moraes, o governador apresentou a fusão das Secretarias de Desenvolvimento e da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional. As duas áreas agora passam a compôr a Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento. Tyago Hoffmann, que conduzia a Secretaria do Governo, assume a nova pasta.

Gilson Daniel, ex-prefeito de Viana, assume a posição do secretário de Estado do Governo, Tyago Hoffman para dar sequência ao trabalho.

Cristina Engel, que comandava a pasta da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional passa a dirigir a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), assumindo o posto de Denio Rebello Arantes, que, por sua vez, vai compôr a  equipe da nova Secretaria como subsecretário.

Com a fusão das pastas, atrubui-se ao secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneipp, um posto de diretoria no Banco de Desenvolvimento do Espirito Santo (Bandes) para continuar o trabalho na promoção de desenvolvimento do Estado.

Leia Também:  Espírito Santo participa de Encontro dos Governadores pelo Clima

“As mudanças são importantes num momento em que ganhamos muita velocidade nas entregas do Estado”, informou o governador.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA