Saúde

Covid-19: Opas pede ação para países atingirem meta de vacinação

Publicados

em


A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) pediu nesta quarta-feira uma ação conjunta nas Américas para ajudar todos os países da região a alcançar a meta de cobertura vacinal contra a covid-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 40% de sua população até o final deste ano.

Até o momento, apenas nove países da região vacinaram 50% de sua população, enquanto seis – Jamaica, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Haiti, Guatemala e Nicarágua – ainda não alcançaram 20% de cobertura vacinal, de acordo com a Opas.

Sem uma ação conjunta para ampliar a taxa de vacinação e as medidas de saúde pública, é possível que a covid-19 se torne endêmica na região, advertiu a diretora da Opas, Carissa Etienne, em um briefing semanal.

A vacinação com a terceira dose de reforço é recomendada, especialmente para pessoas que tomaram a CoronaVac, vacina do laboratório chinês Sinovac Biotech, e o imunizante da também chinesa Sinopharm, cujos estudos mostraram fornecer uma proteção menor em jovens adultos, disse o diretor-assistente da Opas, Jarbas Barbosa.

Leia Também:  População estará imunizada contra covid até o fim do ano, diz ministro

A vacinação de reforço deve começar entre as pessoas com mais de 80 anos, seguida por aqueles com mais de 60 anos com comorbidades e, em seguida, jovens adultos, disse ele.

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Pesquisadores desenvolvem teste de covid-19 pela saliva e usando luz

Publicados

em


Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) desenvolveram uma nova tecnologia de teste para avaliar o diagnóstico de covid-19 pela saliva utilizando luz. A formulação foi feita por um grupo do Laboratório de Bioanalítica e Eletroquímica da instituição de ensino. Os estudiosos adotaram uma técnica denominada entre os especialistas de eletroquimioluminescência.

Segundo esta técnica, um sinal elétrico é aplicado na saliva de um paciente. Caso haja o vírus na saliva da pessoa, esse sinal produz uma reação química e mostra o resultado na forma de aparição de luz vermelha, apontando o diagnóstico. Se o aparelho utilizado não ascender, o diagnóstico é negativo.

De acordo com os pesquisadores, é possível obter o resultado do diagnóstico em até uma hora e ele tem precisão semelhante ao do teste laboratorial RT-PCR. O teste indica a presença ou não do vírus e a carga viral. Outra vantagem apontada pelos autores da pesquisa é a análise de 20 amostras ao mesmo tempo.

O dispositivo utilizado para o teste também pode ser conectado a um smartphone. Assim, ele “roda” sem a necessidade de um técnico especializado para comunicar o resultado do exame realizado.

Leia Também:  Brasil recebe lote de 4,5 milhões de doses da vacina da Pfizer

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA