Saúde

Covid-19: doses produzidas e entregues pela Fiocruz somam 10,8 milhões

Publicados

em


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou nesta sexta-feira (16) mais 2,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com a nova remessa, a fundação chega a 10,8 milhões de doses produzidas e entregues pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) desde 17 de março, quando o primeiro lote produzido no instituto chegou ao PNI.

Mais 4 milhões de doses foram importadas prontas da Índia nos meses de janeiro e fevereiro. No caso desse lote, a fábrica de vacinas da Fiocruz foi responsável pela rotulagem dos frascos em português. Com isso, a fundação contabiliza que já entregou 14,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca ao PNI. 

A entrega de hoje também faz com que a fundação some a maior liberação semanal de vacinas contra covid-19 desde o início da produção, com 5 milhões de doses disponibilizadas entre 12 e 17 de abril. Além das 2,8 milhões liberadas nesta sexta-feira, 2,2 milhões já haviam sido entregues na última quarta-feira (14).  

As mais de 10 milhões de doses já produzidas e entregues por Bio-Manguinhos representam cerca de 10% do que prevê o acordo de encomenda tecnológica firmado com a farmacêutica AstraZeneca. Segundo o documento, 100,4 milhões de doses serão produzidas no Brasil até julho com ingrediente farmacêutico ativo (IFA) importado. 

Leia Também:  Covid-29: Robô Aurora inicia testes de usabilidade em hospital de PE

Ao longo do mês de abril, o cronograma da Fiocruz prevê a entrega de 18 milhões de vacinas. Na próxima semana, serão mais 4,7 milhões e, entre 26 de abril e 1 de maio, 6,7 milhões de doses devem chegar ao PNI, superando a marca de 5 milhões alcançada nesta semana.

A previsão é que as entregas cresçam em volume nos próximos meses e cheguem a 21,5 milhões, em maio; 34,2 milhões, em junho; e 22 milhões, em julho. No segundo semestre de 2021, a Fiocruz prevê produzir mais 110 milhões de doses da vacina com IFA fabricado no Brasil.

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Segunda etapa da campanha de vacinação contra gripe começa hoje

Publicados

em


A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe influenza começa hoje (11) e vai até o dia 8 de junho. Promovida pelo Ministério da Saúde em todo o território nacional, a campanha teve início no mês passado e a estimativa é vacinar, no total, 79,7 milhões de pessoas. 

A segunda etapa é destinada a idosos com mais de 60 anos e professores. Cerca de 33 milhões deverão ser imunizados nesta fase.

Calendário de Vacinação contra a gripe - 2ª Etapa. Calendário de Vacinação contra a gripe - 2ª Etapa.

Calendário de Vacinação contra a gripe – 2ª Etapa. – Arte/Agência Brasil

A terceira fase, entre 9 de junho e 9 de julho, abrangerá cerca de 22 milhões de pessoas. Compõem esse público-alvo integrantes das Forças Armadas, de segurança e de salvamento; pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes em medidas socioeducativas.

A campanha teve início no dia 12 de abril com a vacinação de crianças entre seis meses e seis anos, povos indígenas, trabalhadores da área da saúde, gestantes e mulheres puérperas (que estão no período de até 45 dias após o parto).  Pessoas que tomaram a primeira ou a segunda dose da vacina contra a covid-19 devem esperar pelo menos 14 dias para tomar o imunizante contra a gripe.

Leia Também:  Covid-29: Robô Aurora inicia testes de usabilidade em hospital de PE

De acordo com o vacinômetro da campanha, já foram aplicadas 6,9 milhões das 27, 3 milhões de doses distribuídas a todos os estados. 

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA