Política

Corpo de Braz Delpupo está sendo velado na prefeitura de Venda Nova do Imigrante

Publicados

em

Veja a trajetória política do prefeito

Ele tinha 70 anos e sofreu um infarto enquanto dirigia

Por Ilauro Oliveira | 28.07.2019

Faleceu nesse sábado (27) o prefeito de Venda Nova do Imigrante, Braz Delpupo (DEM). Ele tinha 70 anos e sofreu um infarto enquanto dirigia. Braz teve longa trajetória política dedicada ao município onde nasceu e cresceu.  O corpo de Braz Delpupo está sendo velado na sede da prefeitura municipal onde permanece durante a manhã deste domingo.  Às 11hs segue para Alegre onde será sepultado, às 17hs.

Seu jeito simples e fácil comunicação com pessoas de todas as classes eram características marcantes de Braz. Ele começou sua carreira política como vereador pelo município de Conceição do Castelo, quando Venda Nova ainda era distrito. Ele se orgulhava do trabalho que ajudou a realizar enquanto foi membro da comissão formada para conquistar a emancipação.

Quando Venda Nova se tornou independente, Braz foi vice-prefeito na chapa com Nicolau Falchetto, de 1989 a 1992. Nas eleições seguintes, tornou-se prefeito até 1996. No ano 2000, chegou novamente à chefia do Executivo vendanovense e foi reeleito em 2005, exercendo o cargo até 2008. Seu último mandato começou em 2017 e seguia para o terceiro ano.

Leia Também:  Pauta traz PL que protege vítima de violência doméstica

Na vida pessoal, Braz era casado e tinha um filho. Demonstrava carinho especial por crianças e pessoas da terceira idade. Era visto frequentemente sendo abordado por pessoas nas ruas. Fazia questão de manter a gestão da Administração Municipal voltada para atendimento às necessidades prioritárias da população, como educação e saúde.

Foto: assessoria de comunicação da PMVNI

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

Ales tem mutirão contra enfisema pulmonar

Publicados

em

Durante o inverno, aumentam os casos de doenças respiratórias, inclusive aquelas que atingem os pulmões, por causa do resfriamento da temperatura ambiente e da umidade do ar. A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), mais conhecida como enfisema pulmonar, é uma das mais perigosas e nesse período tende a registrar maior incidência entre a população. Para diagnosticar essa e outras doenças, foi realizado o Mutirão da Espirometria nesta quarta-feira (10), no andar térreo da Assembleia Legislativa (Ales). A iniciativa foi do deputado Doutor Hércules (Patri). 

A espirometria é um método de prova de função pulmonar. Um aparelho introduzido na boca avalia o fluxo e a quantidade de ar, medindo a capacidade respiratória dos pulmões da pessoa, através da inspiração profunda e sopro durante seis segundos. 

Para o deputado, esse tipo de mutirão deveria se estender para todo o estado. “A intenção de trazer essa cabine é pra fazer um rastreamento para atender a população que não tem acesso a esse tipo de equipamento”, explicou. 

Para o teste de sopro, foi utilizada uma cabine, o aparelho para medir o índice respiratório, um computador com programa próprio para definir o diagnóstico do paciente, além de profissional para realizar o exame. O paciente recebe um relatório com o diagnóstico e, caso esteja com deficiência respiratória, é orientado a procurar um especialista.

Leia Também:  Pauta traz PL que protege vítima de violência doméstica

O dispositivo foi criado pela farmacêutica Boehringer Ingelheim e tem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
 

Fonte: Assembléia Legislativa do ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA