Carros e Motos

Coronavírus: veja o que mudou na legislação com a pandemia

Publicados

em


source

Especialistas da área da saúde ressaltam cada vez mais a importância de ficar em casa para conter o alastramento da doença causada pelo novo coronavírus , a COVID-19. Por isso, o melhor a ser feito nas próximas semanas é manter o seu carro na garagem, e sair apenas para atividades realmente necessárias.

LEIA MAIS: Veja os cuidados para manter o carro parado durante a quarentena

Iniciativas vêm sendo tomadas em todos os estados, e o Brasil se aproxima cada vez mais de um fechamento completo. Neste cenário, algumas medidas que dizem respeito à legislação de trânsito também foram estipuladas para facilitar a vida de motoristas, caminhoneiros e entregadores. A reportagem do iG Carros enumera as principais leis de trânsito que mudaram nas últimas semanas para ajudar a conter o alastramento da doença COVID-19 . Acompanhe:

1 – CNH suspensa passa a valer

CNH arrow-options
Divulgação

Carteira Nacional de Habilitação vencida passa a valer por tempo indeterminado

O Contran liberou que motoristas com CNHs suspensas possam dirigir durante a contingência da pandemia, conforme publicado na determinação do Diário Oficial da última segunda-feira (23).

Leia Também:  Veja 5 coisas que esperamos da próxima geração do Honda City

Da mesma forma, se a sua CNH vence em algum período dentro da quarentena, também não há necessidade de correr para uma unidade do Poupatempo e realizar a renovação. O plano é claro: evitar aglomerações e priorizar o atendimento para profissionais que não podem parar durante o surto.

2 – Prazo para habiliação em andamento estendido

A normativa do Contran também estabelece que, a partir desta semana, o prazo para a conclusão do processo de habilitação passou de 12 para 18 meses. Logo, se o cidadão que está tirando sua CNH e não concluiu o curso a tempo antes da quarentena, o novo prazo valerá até 2021.

3 – Locadoras operam de portas fechadas

Localiza arrow-options
Divulgação

Clientes ainda podem alugar ou devolver veículos nas locadoras, com agendamento online

De acordo com a Associação Brasileira das Locadoras de Veículos, as operações de retirada e entrega de veículos vão continuar de forma remota. Dessa forma, o cliente terá que fazer o agendamento online para retirar ou devolver um automóvel.

LEIA MAIS: Veja 5 carros que tiveram lançamento adiado pelo coronavírus

Leia Também:  Yamaha Ténéré 700 deve ganhar versão Rally antes de vir ao Brasil

Ainda conforme o presidente da associação, Paulo Miguel Júnior, as locadoras intensificaram as diretrizes de higiene para evitar as contaminações pelo COVID-19, tanto por parte do cliente quanto funcionários.

4 – Alterações em prazos de multas

Ainda de acordo com as mudanças publicadas pelo Contran , os prazos para a apresentação de defesa de autuação, recursos de multa, defesa processual, recursos de suspensão do direito de dirigir e de cassação de habilitação estão interrompidos temporariamente. 

5 – Identificação do condutor

Multa arrow-options
Divulgação

Identificação de infratores também está suspensa por tempo indeterminado

LEIA MAIS: Os impactos do coronavírus na indústria automotiva brasileira

Também por conta do COVID-19 , fica interrompido, por tempo indeterminado, o prazo para identificação do condutor infrator, inclusive nos processos administrativos em trâmite. Ao fim do período de contingência, as atividades serão retomadas para a identificação de motoristas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Honda, Yamaha e BMW interrompem atividades nas fábricas de Manaus

Publicados

em


source
Fábrica arrow-options
Divulgação

Fábrica da Honda é a maior da Zona Franca de Manaus, e agora os funcionários terão escalas especiais

A divisão de motos da Honda comunica que as sua produção na fábrica de Manaus (AM) estará suspensa a partir de 27 de março, em função dos impactos da pandemia do Covid-19. O retorno é previsto para 13 de abril, podendo ser postergado para 20 de abril. A decisão prioriza a segurança e saúde das pessoas. Os colaboradores diretamente envolvidos no processo produtivo entrarão em férias coletivas a partir de 30 de março. Entre os dias 27 e 30, as jornadas serão compensadas com a utilização do banco de horas.

LEIA MAIS: Honda celebra 25 milhões de motos produzidas e anuncia lançamentos

Além disso, a divisão de motos da Honda informou que está direcionando o maior número possível de profissionais das áreas administrativas para férias coletivas ou regime de home-office . Para as atividades imprescindíveis, que não podem ser realizadas a distância, será mantido um contingente mínimo de funcionários, com as medidas de prevenção recomendadas pelas autoridades.

Leia Também:  VW Golf aparece em registro de patente no Brasil

LEIA MAIS: Ducati interrompre produção na Itália por causa do coronavírus

A maior fábrica de motos da Honda no mundo fica localizada no Distrito Industrial de Manaus e foi inaugurada em 1971. Até hoje 25 milhões de unidades foram produzidas na fábrica que é uma das maiores da região. Com 7 mil empregados, hoje, a planta conta com 24 modelos diferentes em seu portfólio. No local também são produzidas rodas de alumínio e aço, carenagens, componentes de motor, chassi e estruturas de aço, além de peças plásticas.

Outras fábricas da Zona Franca

Fábrica arrow-options
Divulgação/BMW Motorrad

A planta da BMW, por exemplo, tem retorno previsto apenas para o dia 23 de abril

Enquanto isso, outras fábricas de motos em Manaus também decidem suspender as atividades para se previnirem contra o Coronavírus . A BMW interrompe a partir de 30 de março, com retorno previsto para 23 de abril. Outras ações para aumentar a proteção na fábrica foram o cancelamento de viagens, proibição de aglomerações na produção e na área administrativa. A montadora também adotou home office para parte dos trabalhadores.

Leia Também:  Royal Enfield testa modelo que deve substituir as 500 cc

LEIA MAIS: Como o novo coronavírus está afetando a indústria automotiva brasileira

Enquanto isso, na Yamaha — a maior concorrente da Honda — a parada terá início no dia 31 de março, com retorno previsto em 20 de abril. A empresa cancelou viagens e vem adotando home office e videoconferências, sobretudo na unidade de Guarulhos (SP), onde ficam as principais áreas administrativas da empresa.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA