Saúde

Coronavírus sobrevive em ambientes por até três dias, diz estudo

Publicados

em


source

Segundo uma nova  pesquisa , o novo coronavírus da China, o Covid-19, pode sobreviver fora do organismo humano por várias horas ou até três dias em determinadas superfícies. A conclusão foi de uma equipe do de cientistas do Instituto Nacional de Saúde, agência do governo dos EUA.

Leia também: Saiba como aumentar a imunidade e se proteger do coronavírus

Pessoas de máscara por causa do coronavírus arrow-options
Agência Brasil/Fernando Frazão

Coronavírus chegou a mais um país da América do Sul: a Argentina


O coronavírus sobrevive por mais tempo em materiais de plástico ou aço inoxidável, chegando a dois ou três dias, segundo os pesquisadores. No ar, ele pode permanecer por 3 horas. Em cobre, resiste por 4 horas e em papelão, por 24 horas.

Leia também: Médico que deu o primeiro alerta sobre o coronavírus morre da doença

De acordo com os dados, uma pessoa pode se contaminar com o vírus apenas ao compartilhar o ambiente com uma pessoa infectada, mesmo que horas mais tarde. Vale lembrar, no entanto, que o estudo  não é conclusivo quanto à contaminação do novo coronavírus pelo ar.

Leia Também:  Covid-19: Anvisa amplia prazo de validade da vacina da Janssen

Leia também: Brasil confirma oito casos de coronavírus

Como o coronavírus  começou a existir há pouco tempo, muitos estudos a respeito dele são preliminares, e esse não é exceção. Isso porque a pesquisa ainda carece de análise da comunidade, ainda que conte com a credibilidade de uma entidade de saúde pública governamental. Por essa razão, o estudo ainda não pode ser levado em conta como guia para a prática clínica.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid-19: Brasil registra 17,4 milhões de casos e 488,2 mil mortes

Publicados

em


A soma de casos de covid-19 desde o início da pandemia chegou a 17.452.612 no Brasil. Nas últimas 24 horas, foram registrados 39.846 novos diagnósticos positivos pelas secretarias estaduais de saúde. Ontem, o painel de informações da pandemia trazia 17.412.766 casos. O país tem ainda 3.888 casos ativos, em acompanhamento. Não foram acrescidos os dados do estado de Roraima.

O número de pessoas que não resistiram ao novo coronavírus alcançou 488.228. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 827 novos óbitos. Ontem, o número de óbitos decorrentes de complicações relacionadas à covid-19 estava em 487.401.

Ainda há 3.841 falecimentos em investigação. O termo é empregado pelas autoridades de saúde para designar casos em que um paciente morre, mas a causa segue sendo apurada mesmo após a declaração do óbito.

O número de pessoas que foram infectadas mas se recuperaram desde o início da pandemia é de 15.854.264. Isso corresponde a 90,8% do total dos infectados pelo vírus.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta segunda-feira (14). O balanço sistematiza as informações coletadas por secretarias estaduais de saúde sobre casos e mortes. A atualização não deve dados de óbitos de Roraima, que ficaram os mesmos de ontem.

Os números são em geral mais baixos aos domingos e segundas-feiras em razão da menor quantidade de funcionários das equipes de saúde para realizar a alimentação dos dados. Já às terças-feiras os resultados tendem a ser maiores pelo envio dos dados acumulados.

Boletim epidemiológico mostra a evolução dos números da pandemia de covid-19 no Brasil. Boletim epidemiológico mostra a evolução dos números da pandemia de covid-19 no Brasil.

Leia Também:  Covid-19: Janssen adia entrega de 3 milhões de vacinas
Boletim epidemiológico mostra a evolução dos números da pandemia de covid-19 no Brasil. – Ministério da Saúde

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (118.213). Em seguida vêm Rio de Janeiro (53.015), Minas Gerais (43.154), Rio Grande do Sul (29.701) e Paraná (28.177). Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.679), Acre (1.719), Amapá (1.769), Tocantins (3.029) e Alagoas (5.020).

Vacinação 

Até o momento, foram enviadas a estados e municípios 109,8 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Deste total, foram aplicadas 74,2 milhões de doses, sendo 52,4 milhões da primeira dose e 21,7 milhões da segunda dose.

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA